A alcunha de Cidade Sem Limites está relacionada a Bauru de forma definitiva! As pessoas conhecem, referem-se ao município dessa maneira e usam esse termo como sinônimo do nosso nome! Mas de onde será que esse slogan surgiu? Qual a explicação para esse “apelido”? Nós contamos para você!

Bauru em poesia

No ano de 1896, Bauru pertencia a uma região que tinha Espírito Santo de Fortaleza como sede, lugar onde ficavam o Poder Executivo e a casa das leis. Mas, já naquela época, a área bauruense era maior e crescia mais rapidamente. Assim, houve a mudança da sede da comarca para cá, o que aconteceu em um capítulo para lá de curioso da nossa história em que os vereadores adiantaram relógios e começaram antes a votação para essa decisão.

Dessa maneira, no dia 1 de agosto daquele ano de 1896, foi sancionada pelo Governo do Estado de São Paulo a lei que deu origem, oficialmente, ao município.

A partir de então, começa a trajetória oficial de uma Bauru emancipada. E um marco do desenvolvimento da cidade é a implementação das famosas ferrovias!

“A primeira delas chegou aqui em 1905, que foi a Estrada de Ferro Sorocabana. Com isso, a gente passou a ter uma ligação direta com São Paulo. Em 1906, foi inaugurado o primeiro trecho da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, que nascia em Bauru e ia em direção ao Mato Grosso. Em 1910, chegou a Companhia Paulista. Com essas três ferrovias, havia um fluxo de pessoas muito grande”, explica Douglas Alves Ruzon, pesquisador, especialista na história da ferrovia, educador e maquinista.

O auge das ferrovias na década de 1950 fazia parte do contexto da “Marcha Para o Oeste” brasileira, que começou em meados de 1938, período ditatorial da Era Vargas em que havia um projeto cujo objetivo era urbanizar, promover o desenvolvimento populacional e a integração econômica na região Centro-Oeste do país. Uma das medidas nesse sentido foi a construção de malhas ferroviárias.

Então, nesse contexto de um progresso orientado nessa direção, com Bauru se tornando um dos principais polos econômicos do Oeste Paulista já no século XX e crescendo muito, surgiu a ideia de “sem limites”.

Entretanto, a alcunha veio um pouco mais tarde, com o ex-prefeito Nicola Avallone Junior, conhecido como Nicolinha, governante do município entre 1956 e 1959. Tudo aconteceu porque o político, que atuava no ramo imobiliário e comercializava terras na região, também era dono do antigo jornal Diário de Bauru. Assim, em um aniversário da cidade, ele publicou no periódico uma poesia do bauruense Euzébio Guerra:

“Eu te admiro:/ mais do que isso tudo,/ porque ultrapassas a cada instante as tuas fronteiras;/ porque te arrojas para além, sempre para mais longe,/ Bauru – Cidade Sem Limites!”.

A partir de então, o slogan ou alcunha “Bauru, Cidade Sem Limites” passou a ser usado!

O ex-prefeito de Bauru, Nicola Avallone Júnior, discursando no júri do Instituto Brasileiro de Administração Municipal. O político tem relação com o "slogan" Bauru Cidade Sem Limites
O ex-prefeito de Bauru, Nicola Avallone Júnior, discursando no júri do Instituto Brasileiro de Administração Municipal. Imagem do Acervo Iconográfico do Arquivo Nacional

Uma cidade, muitas alcunhas

Quem nasceu ou vive em Bauru bem sabe que há outras formas de se referir à cidade.

Capital da Terra Branca, por exemplo, que se tornou até mesmo nome de música da dupla Cascatinha e Inhana em homenagem a Bauru, faz referência à qualidade e às cores do nosso solo arenoso.

Terra do sanduíche, é claro, faz alusão ao nosso nacionalmente famoso Sanduíche Bauru, cujos ingredientes verdadeiros são (não se esqueça!): pão francês, tomate, picles, queijo derretido e rosbife.

Coração de São Paulo se deve a localização da cidade no centro do Estado. Então, junto dos municípios Águas de Santa Bárbara, Agudos, Avaí, Boraceia, Lençóis Paulista, Pederneiras, Piratininga e Reginópolis, Bauru forma a Região Turística Coração Paulista.

E você? Conhece outro apelido de Bauru?

LEIA TAMBÉM


Quer ficar por dentro de todo o conteúdo da Solutudo Bauru? É só seguir a gente no Instagram e curtir nossa página no Facebook!

Gostou desse conteúdo sobre a Cidade Sem Limites? Então deixe seu comentário no campo abaixo!

E se você conhece alguma história de Bauru e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail sugestao.pauta@solutudo.com.br ou pelo nosso WhatsApp.

Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui