Quando você segue alguém no mundo virtual, qual sua motivação principal para se manter acompanhando o dia a dia mostrado naquele perfil? E, quando você posta conteúdo nas redes sociais, como você imagina que suas publicações são recebidas? Pois foi pensando nessa relação entre o que é postado e o que o público espera que Lucas Dias Vasquez deu vida a Luccas Vuitton, o influencer baixa renda.

O bauruense de 24 anos que tem mais de 30 mil seguidores no Instagram conversou com a Solutudo Bauru e contou que acompanhava muitos influenciadores que postavam modelos de vidas perfeitas. “O que se via muito: um café da manhã arrumadinho, academia, isso e aquilo. E a gente se compara muito, é do ser humano. Mas a minha vida não é assim! Antigamente, eu também postava um café da manhã bonitinho, editava as fotos sem parede no fundo com reboco e procurava o melhor ângulo. E eu falei: ‘Quer saber? A vida não é assim, não é como o povo está ‘pintando'”, conta Luccas.

Conforme narra o influenciador, sua decisão foi a de mostrar a sua realidade. “Eu comecei a colocar nas redes o meu dia a dia. Eu lavava roupa na mão, eu postava; eu não tinha o que comer, eu postava. Eu escolhi mostrar a realidade do brasileiro. Eu queria gerar identificação e acho que isso é o que conecta de verdade“, explica.

“Eu escolhi mostrar a realidade do brasileiro. Eu queria gerar identificação e acho que isso é o que conecta de verdade”

Luccas Vuitton, influenciador bauruense
Influenciador bauruense Luccas Vuitton em uma caçamba
Foto: Reprodução

Como tudo começou: de Lucas Dias a Luccas Vuitton

Luccas nasceu em Bauru e afirma que teve uma infância livre no que diz respeito a sua relação com a arte. “Eu sempre gostei muito de criar, de interpretar, de coisas coloridas, de ser expressivo. E sempre quis algo que fosse relacionado à arte, à minha liberdade artística para que eu pudesse ser quem realmente eu vim predestinado a ser”, pontua.

Mas ele expressa que seguir sua vocação não foi fácil, porque tinha que trabalhar e ter uma segurança de que todos os meses teria dinheiro para se sustentar, já que, segundo ele, a vida de um artista é muito complicada. Assim, trabalhou com teleatendimento e também no shopping da cidade.

Até que, em 2019, tomou a decisão de deixar seu emprego e se mudar para São Paulo. “Fui com 600 reais que eu tinha recebido do fundo de garantia e fui morar na casa da filha do primo da minha mãe. Eu cheguei lá e foi muito complicado no início, mas ela me ajudou muito, me ensinou como funcionava a cidade e como eram as coisas. Enfrentei muitos desafios e obstáculos, mas eu consegui um emprego cozinhando, que é uma coisa que eu gosto de fazer”, lembra.

Na capital paulista, Luccas trabalhou com Rafael Licks, ex-BBB e chefe de cozinha. De acordo com o bauruense, além de conhecer mais a gastronomia, essa experiência trouxe muito aprendizado sobre o mundo artístico. “Eu tive a oportunidade de conhecer pessoas como a Kéfera, que eu fui no aniversário dela, a Lexa e a Grazi Massafera“, diz.

Dessa forma, depois de viver e tralhar em São Paulo, resolveu voltar para Bauru no início da pandemia. Nesse momento, Luccas conta que já contava com cerca de seis mil pessoas o acompanhando no Instagram. “Quando eu retornei, eu falei: ‘Gente, eu voltei e agora eu preciso de vocês’. Foi então que eu comecei a criar muito mais conteúdo bauruense, voltado para a cidade, que eu comecei a mostrar mais minha mãe, minha casa e meu dia a dia. Eu não tinha como arrumar emprego porque estava tudo fechado. Fechou o shopping, fechou tudo. E eu comecei a depender do auxílio emergencial também”, revela o influenciador.

Para Luccas, sua mudança para a capital paulista foi “um passo maior que a perna”, mas representou um aprendizado que valeu a pena e, sem essa experiência, ele não seria quem é hoje. “Eu pensei em mudar meus ares, porque eu acho que é fora da nossa zona de conforto o lugar onde tudo acontece. Só que sair minha zona de conforto, hoje eu paro para analisar, não estava em sair da minha cidade e ter uma outra vida, mas sim em mostrar minha realidade. No entanto, eu vivi muita coisa e tenho muita história para contar dessa época”, avalia.

Crescimento no Instagram, influência, responsabilidade e conteúdo digital

Em dezembro de 2020, menos de um ano depois de começar a produzir conteúdos voltados para o público bauruense, Luccas Vuitton já havia acumulado aproximadamente 13 mil seguidores. “Eu fazia vídeos de humor retratando situações conhecidas pelos brasileiros: sobre auxílio, sobre aumento disso, aumento daquilo, sobre não ter dinheiro. E isso gera muita identificação! Eu comecei a fazer também fotos e vídeos imitando algumas influenciadoras de Bauru, algumas blogueiras daqui justamente trazendo para a realidade. Isso foi muito bem-aceito e me ajudou muito. Meu público é bem regional, bem bauruense. Eu me consolidei em Bauru de uma maneira que jamais imaginava”, explica.

Segundo o influenciador, a necessidade de as pessoas se distraírem com temas mais leves durante a pandemia contribuiu para o seu crescimento: “Você ligava a TV e o rádio, era só notícia ruim. Aí as pessoas abriam meu Instagram e lá estava eu de peruca laranja, na caixa d’água e brigando com a minha mãe”, comenta bem-humorado.

"Quero levar o nome de Bauru para o Brasil e para o mundo", declara o influenciador Luccas Vuitton
Foto: Reprodução/Instagram

Sobre a alcunha que usa no seu perfil, Luccas afirma: “É influencer baixa renda porque é minha realidade, mas eu não quero usar a vida dura do brasileiro como uma tragédia”, destaca.

Dessa maneira, seu conteúdo é uma mistura da vida real e humor com a repercussão do que acontece pela cidade. Luccas Vuitton diz que brinca que seu perfil é sua televisão, uma vez que o público encontra de tudo: “publicidade, meu dia a dia, eu treinando, vida saudável, bate-papo com a minha mãe, meus sobrinhos, meus vizinhos… Busco oferecer um entretenimento diferente e falo que tem babado, confusão e gritaria. E o povo gosta disso, porque nossa vida não é ‘regradinha’, sempre tem altos e baixos”, declara.

Para ele, é surreal ter 30 mil pessoas assistindo às suas criações e acompanhando sua rotina. De acordo com Luccas, tem gente que se inspira nele e seus feedbacks são muito positivos. O influenciador recebe mensagens de pessoas que relatam quadros de depressão e de ansiedade que afirmam que o conteúdo produzido por ele é uma ajuda em momentos difíceis. Por isso, o bauruense analisa que se trata de uma responsabilidade enorme, o que o faz ter muito cuidado com tudo o que posta.

Nesse sentido, pondera sobre a relação do humor com os diversos temas que trata e que se fazem presentes na sociedade. “Eu moldava muito do que eu falava. Depois, eu comecei a entender a questão dos preconceitos. Eu falo preconceito porque eu nunca estive nos padrões: ‘porque é homossexual, porque é pobre….’ Eu sou as pessoas que me assistem! Dependendo do que eu falar, se eu sei que eu não vou me ofender, eu levo adiante porque sei que as pessoas também não, elas vão se identificar porque eu vivo aquilo diariamente”, avalia.

Luccas Vuitton destaca também que não sabia de sua capacidade. “Antes, eu ouvia muitas críticas e guardava isso para mim, me limitava muito. Hoje em dia, eu sei que eu sou capaz e eu vou chegar ainda muito mais longe”, ressalta.

Bauruense e morador do Joaquim Guilherme

Luccas conta que, além dos familiares que vivem com ele, seus vizinhos sempre foram sua família: “Eu cheguei aqui no Joaquim Guilherme com um ano e oito meses, então faz praticamente 22 anos que eu moro no mesmo lugar, e todo mundo está aqui desde aquela época. A gente virou uma família, uma comunidade mesmo. Quando eu comecei a gravar, eles apareciam. Os vizinhos viraram personagens do meu Instagram, cada um remetendo à realidade de um brasileiro. As pessoas começaram a gostar também e pedir para mostrar mais minha mãe, e eu comecei a colocar ela ouvindo horóscopo do dia, lavando roupa, brigando, xingando a vizinha e pedindo coisa emprestada para o vizinho”.

Luccas Vuitton e sua mãe
Luccas Vuitton e sua mãe (Foto: Reprodução/Instagram)

O influenciador confessa que nunca se viu morando em outro lugar. “Aqui é um bairro grande, estamos do lado da FIB. No começo, foi mais complicado, a gente passou um bom perrengue, não tinha muro nem asfalto, mas depois esse cenário foi mudando. Hoje é um bairro bem movimentado e se tornou uma região bem melhor para viver! É um lugar que eu amo e eu acho que esse bairro diz muito sobre mim”, finaliza Luccas Vuitton.

É um lugar que eu amo e eu acho que esse bairro diz muito sobre mim.

Luccas Vuitton, influenciador bauruense

Melhores do Ano de Bauru e lançamento de série documental

O dia 7 de dezembro será um dia marcante e movimentado para Luccas Vuitton e diversos influenciadores bauruenses. Isso porque haverá a premiação do Melhores do Ano, em que criadores de conteúdo da cidade concorrem em sete categorias: musical, look, musa fitness, Instagram (maternidade real), Instagram (revelação), culinário e mudança de visual.

A ideia foi do próprio Luccas, que colocou em prática a primeira edição do evento em 2020. “Ano passado foi uma bomba: mais de 3.500 votos em 24 horas de votação. Esse ano eu vou ter a honra de entregar o troféu na mão deles, então vai ser bem legal. No dia primeiro de dezembro começaram as votações e já passamos de seis mil votos. Todas as personalidades que estão concorrendo estão fazendo isso com ‘sangue nos olhos’. Claro, sabendo que é uma dinâmica saudável, porque eu não quero gerar competição, eu quero gerar interação e visibilidade. Sempre que eu posto alguma notícia, alguma nota no meu Instagram, é justamente com essa intenção, de as pessoas conhecerem os trabalhos de pessoas de Bauru”, explica Luccas Vuitton.

Já sua série documental, intitulada “Luccas com V: construindo a própria sorte”, será lançada no mesmo evento, e o primeiro episódio será disponibilizado para o público às 23h59 da terça-feira, dia 7. No total, serão sete episódios lançados às terças-feiras.

“Eu falo sobre meu começo, sobre tudo o que eu passei em questões familiares, como foi a escola, todos os preconceitos que enfrentei e sobre a ida para São Paulo. Ali é mais o Lucas Dias. Depois, tem o lado mais profissional. Falo sobre meus trabalhos, um pouco das estratégias que eu gosto de usar e as inspirações. Foi tudo feito na raça, tanto que a gente intitula ‘documentário de baixa renda’“, revela o influenciador.

Luccas diz que seu desejo é que as pessoas conheçam seu trabalho e o lugar de onde veio. “Tudo que eu puder fazer pelo bairro e pelos meus vizinhos, eu vou fazer. E, se Deus quiser, vou levar o nome de Bauru para o Brasil e para o mundo”, finaliza.

"Quero levar o nome de Bauru para o Brasil e para o mundo", declara o influenciador Luccas Vuitton
Foto: Reprodução/Instagram

LEIA TAMBÉM


Quer ficar por dentro de todo o conteúdo da Solutudo Bauru? É só seguir a gente no Instagram e curtir nossa página no Facebook!

Gostou desse conteúdo da entrevista com o influenciador bauruense Luccas Vuitton? Então deixe seu comentário no campo abaixo!

E se você conhece alguma história de Bauru e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail sugestao.pauta@solutudo.com.br ou pelo nosso WhatsApp.

Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui