Você já se deparou com uma situação em que pensou “preciso fazer algo para mudar isso”? Foi exatamente o que aconteceu com o bauruense Murilo Lima, de 20 anos, em uma segunda-feira de manhã quando estava indo ao banco.

Ele se deparou com a barraca de uma senhora na frente da câmara municipal, vendendo diversos docinhos. Mas o que realmente chamou a atenção dele foi a placa pendurada na mesa de doces com os dizeres “Fui roubada. Roubaram minha muleta. Se tiver alguém para me dar uma, agradeço”.

bondade
Murilo fotografou os dizeres de D. Maria. Foto: Reprodução/Facebook

“Eu não acreditei quando vi que roubaram a muleta daquela senhora. Não tinha como entender que existem pessoas tão ruins assim!!”, lamenta Murilo.

Abismado com tamanha crueldade, o bauruense decidiu parar e conversar com Dona Maria para entender exatamente o que havia acontecido.

O jovem conta que não tinha o valor total para comprar a muleta, então, mandou mensagem para amigos explicando a situação e pedindo metade do valor necessário para presentear Dona Maria.

Infelizmente, de todos os amigos de Murilo, o único que se dispôs a ajudar foi Talis Rafael, também de 20 anos. O jovem disse que também não tinha o valor necessário, mas fazia questão de ajudar com o valor que tinha na conta, fazendo transferência para o amigo.

“Na hora que o Talis disse que ia ajudar, lembrei que existem, sim, pessoas que, quando querem ajudar, ajudam como podem”, conta com orgulho do amigo.

bondade

Para conseguir completar o valor, Murilo pegou dinheiro de sua própria poupança, foi à loja e comprou a muleta.

Imagina só a alegria da vendedora ao ver que agora poderia voltar a se locomover melhor? A atitude empática do jovem Murilo foi uma grande ajuda para a senhorinha. Que incrível, né? Bora seguir esse exemplo e ajudar a impactar positivamente a vida das pessoas que cruzam nosso caminho?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui