O calor de Lins virou notícia em todo Brasil no dia 7 de outubro de 2020, quando alcançou 43,5°, sendo a maior temperatura no estado, conforme informado pelo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Lins é lembrada historicamente pelo seu calor intenso. Impossível alguém nunca ter ouvido um dia gostar da cidade, mas o calor é grande.

Este recorte foi publicado na página de humor Lins Memes, que conta o cotidiano da cidade de modo humorado.

Há quem goste. Por exemplo, o sr. Edivaldo quando entrevistado pela Solutudo Lins, disse que o que mais gosta da cidade é o calor. O detalhe é que ele veio de Cuiabá-MT, cidade que registra ondas de calor intenso em boa parte do ano. Veja:

O antigo vendedor de balões em Lins, que nunca murcha

Por que Lins tem este calor imenso?

As respostas populares são variadas. Seria a geografia da cidade? A umidade do ar tem impacto?

Para entender, procuramos a Engenheira Ambiental Danielle Ferreira, da CTGEO em Lins, que gentilmente nos concedeu informações técnicas importantes para compreensão.

Eis a reposta!

A percepção de que Lins é mais quente se deve a mudança nas características da atmosfera local, que é provocada pela substituição dos materiais naturais pelos urbanos. Por isso, podemos observar o aumento da temperatura em centro urbanos, principalmente onde há ausência de formação vegetal, fenômeno chamado de ilha de calor, uma anomalia térmica que faz o ar da cidade se tornar mais quente que o das regiões rurais, afirma Danielle.

Fonte: @arvoreeagua

Apesar de o horário de pico do sol ser ao meio dia, a sensação térmica mais elevada é percebida no meio da tarde, entre às 15h e 16h, se estendendo até a madrugada. O motivo é a concentração do calor absorvido pelos materiais mais comuns no meio urbano, como o asfalto e concreto, materiais estes que absorvem mais calor e possuem baixa capacidade reflexiva.

Fatores que contribuem para a formação de ilhas de calor

1.  Adensamento de prédios boqueiam o fluxo de ar. Quanto maior o número de edificação, maior o bloqueio.

2. Poluição atmosférica por excesso de veículo (emissão de gases poluentes, principalmente de origem fóssil). Podemos lembrar que Lins possui mais de 60.000 veículos automotores.

3. Remoção da camada de vegetação


No caso de Lins, é possível observar uma precariedade na arborização urbana (nas calçadas) e áreas verdes, tendo alguns pequenos fragmentos de áreas verdes com cobertura vegetal consolidada. Essas áreas são de suma importância da regulação do microclima, pois são capazes de capturar carbono da atmosfera e água do solo. E através da sua evapotranspiração (evaporação da água do solo mais a transpiração das plantas), devolvem a água para a atmosfera e dissipam a energia, controlando a temperatura local. Além disso, são importantes para o amortecimento das águas de chuvas sob o solo, evitando erosões.

Fonte: @arvoreeagua

O que podemos fazer para melhorar?

Depois de estar claro que o fenômeno chamado Ilha de Calor acontece por forte influência humana, é preciso pensarmos algumas ações. São simples, mas eficazes. Experimente pensar sobre:

1. Fazer uso consciente dos veículos automotores

2. Reflorestamento da cidade

A engenheira Danielle Ferreira ressalta que o município de Lins, através da sua Secretaria de Meio Ambiente juntamente com empresas parceiras, “vem trabalhando o reflorestamento das áreas de preservação permanente localizadas em áreas urbanas, realizando a manutenção de áreas verdes e ampliando o trabalho na conscientização da população quanto a importância das árvores em passeio público, as podas de forma correta e disponibilizando mudas para os moradores que tem o interesse em plantar uma árvore em sua calçada”

A distribuição das mudas é gratuita e pode ser solicitada no Horto Florestal de Lins.

Plantar árvores e fazer a manutenção correta é fundamental. Não pode ser visto apenas como uma questão de beleza e muito menos deve-se coibir com o pensamento de se evitar suas folhas ao solo.

Às vezes, podemos pensar que os benefícios do plantio de árvores acontecem depois de muito tempo. No entanto, é relativamente rápido. Veja estas duas matérias que escrevemos sobre estes dois linenses plantadores de árvores:

Sr. Galego: o plantador de árvores linense

Linense transformou um terreno baldio em praça grandiosa em Guaiçara

3. Criar esforços para manter a permeabilidade do solo sempre que possível.
Já percebeu após a chuva o asfalto liberar um vapor? Este exemplo mostra o quanto o asfalto retem o calor e que, em contato com a água, inicia o processo de evaporação.

Ah! E para ajudar a refrescar, lembre-se que temos sorvetes maravilhosos por aqui.

Bom, podemos então pensar sobre o que estamos fazendo para reduzir o calor da cidade, certo?


Temos contado várias histórias interessantes de moradores da nossa cidade. Que tal você ler também:

João Geada: o homem que dormia em um ipê roxo em Lins e teve um final inesperado

Capela centenária isolada no canavial em Lins tem mistério revelado

Você sabe onde era o primeiro cemitério em Lins? Surpreenda-se!

A faxineira de túmulos de Lins e a história que nos deixou arrepiados


Que tal ficar por dentro das boas notícias de Lins? Eventos, empregos e histórias incríveis são postadas todos os dias.

Site de conteúdos de Lins
Instagram
Facebook

E se você conhece alguma história de Lins e acredita ser bacana que as outras pessoas também conheçam,

conte pra gente:

Whatsapp

Email: [email protected]

5/5 - (1 vote)

1 COMENTÁRIO

  1. A cidade é muito quente 🤭🥵
    Mas aprendi a amar essa cidade 🥰❤
    Solutudo, estou amando suas notícias!
    Parabéns prla iniciativa e informações valiosas! 👏🏼👏🏼👏🏼

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui