Todo mundo tem alguma passagem de vida que foi o cheque mate para aquele “up” no cotidiano. E é justamente por esta transição positiva que as pessoas gostam de lembrar das outras. Foi desta maneira com Guilherme Gonçalves, uma figura muito conhecida na cidade pela sua antiga profissão e, atualmente, tem se dedicado às lutas da população ourinhense.

História

Guilherme é casado, pai de três filhos homens e se considera uma pessoa com a missão de vida de servir as pessoas e de não negociar valores e princípios. É cristão e servidor público concursado disposto a enfrentar as batalhas rotineiras. E se realiza em ajudar o próximo, o seu sonho é deixar um legado de coragem e de luta para gerações futuras.

Guilherme e sua mãe. Foto: Instagram Guilherme Gonçalves

Sua vida sempre foi movimentada. Aos seis anos foi coroinha da igreja da Vila Brasil, foi estudante de escola pública e gostava de ajudar os amigos que tinham dificuldade, foi enxadrista profissional e trabalhador rural na adolescência com carteira assinada. O último emprego foi o que proporcionou ter um contato mais rápido com a maturidade, o motivo é que trabalhou com muitos idosos que fizeram virar a chavinha de moleque para homem. E ao terminar o ensino médio ingressou em faculdade pública de agronegócios.

Época de Gari

Guilherme aprendeu desde muito cedo a importância de trabalhar e conquistar o seu dinheiro, o seu espaço na sociedade. Com isso, aos 14 anos já estava pegando pesado na roça. Ele mesmo lembra que na época as pessoas comentaram que ele não aguentaria aquele serviço, mas trabalhou e mostrou a sua capacidade conciliando o emprego com a faculdade. Saiu do sítio apenas com a maioridade.

O seu emprego de destaque foi o de coletor de lixo, ou gari, conquistado com a aprovação de concurso público.

“Aos 19 anos passei em um processo seletivo na prefeitura e comecei a percorrer o caminho da administração pública. Fiquei por alguns anos trabalhando na prefeitura, passei pelos setores de asfalto, serviços gerais do postão e pintura de sinalização de solo. Em 2014, passei em um concurso na SAE, me encontrei na profissão de coletor de lixo, fiz grandes amizades rodando toda a cidade”, conta Guilherme.

Conforme o próprio ex-gari, ele era considerado um limão podre perante as autoridades públicas que proporcionou uma limonada quando se encontrou na profissão. Foi uma das épocas mais felizes para Guilherme, ele teve a oportunidade de encontrar amigos afastados do tempo da escola, do xadrez, da igreja e de muitos outros lugares.

A política

Com o tempo, o propósito de vida do rapaz foi levando-o para outro caminho: o da política. Em 2016, seu pai foi candidato a vereador e perdeu por quatro votos. Depois da eleição, o avô paterno sofre um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e ficou de cama.

“Foi quando o Espírito Santo me incomodou a participar da política, além de um pedido da população para que eu brigasse pelos interesses do povo usando as minhas forças para cumprir tudo o que tenho como missão, a de servir a sociedade”, conta o ex-gari.

Guilherme de gari e vereador. Foto: Instagram Guilherme Gonçalves

Foi desta maneira que ele se candidatou como vereador na última eleição, em 2020, e conquistou uma das cadeiras da Câmara Municipal. Cada dia que passa ele conquista o coração dos ourinhenses. Por esta nova fase, Guilherme só sente gratidão.

“Falo sempre que se passasse o dia ajoelhado estava devendo a Deus, sou muito grato por minha saúde, pela saúde de toda minha família e consigo perceber na beleza dos detalhes o poder maravilhoso de Deus, sou extremamente feliz e realizado.”

Autoavaliação

Em uma rápida avaliação sobre si mesmo, Guilherme é rápido e claro.

Tenho firmado nas fiscalizações, dinheiro público é sagrado e sou o fiscal dele, trabalhado com mais transparência possível e escutado sempre o povo antes de agir. Em relação a ter sido gari, também sou muito grato, pois me deu uma página com imensa visibilidade e abriu portas em todo o país. Essa influência quero dedicar a ajudar as pessoas, o máximo de pessoas possíveis”, conclui.

Futuro

O futuro é a Deus que pertence, mas Guilherme tem a certeza de ter cumprido e ainda estar na missão de honrar os compromissos com o povo lutando contra o sistema. E se sente agradecido por receber tanto carinho das pessoas nas ruas e pelas mídias sociais.


Uma história incrível que nos inspira a sermos mais humildes e nos encoraja a enfrentar as batalhas do dia a dia!


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

4/5 - (14 votes)

1 COMENTÁRIO

  1. Acompanho o trabalho do Guilherme pela página que tem ajudado muita gente só lamento que não existam mais pessoas como ele

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui