A emancipação de Bauru aconteceu no dia primeiro de agosto de 1896, mas, antes mesmo de se tornar um município, essa região já abrigava a Maçonaria! A Loja Maçônica “Architectos” foi fundada em 24 de junho de 1896, assim, a autorização para o seu funcionamento veio no dia primeiro de julho daquele ano, exatamente um mês antes da fundação de Bauru.

Entre os membros da Maçonaria bauruense estão nomes conhecidos, como Azarias Leite e Gerson França.

Hoje em dia, de acordo com informações da Associação dos Maçons de Bauru e Região (ASSOMA), são 18 Lojas Maçônicas espalhadas pela cidade. As Lojas, basicamente, são as estruturas nas quais os maçons se reúnem.

Dessa forma, neste dia 20 de agosto, Dia do Maçom no Brasil, destacamos algumas informações e histórias envolvendo Bauru e essa “sociedade secreta” que ainda desperta a curiosidade de muitas pessoas!

Contribuição maçônica

Essa instituição, que marcou presença em eventos históricos no cenário nacional e mundial, também acompanhou o crescimento da Cidade Sem Limites. Um dos episódios que se sobressai é a contribuição maçônica em um período de crise, durante a pandemia de gripe espanhola, que teve início em 1918.

Atualmente, sabemos os desafios que uma situação dessas impõe às sociedades e a importância de todos os esforços que podem contribuir para a superação desse momento.

Assim, a Loja Maçônica “Architectos”, que passou por um processo de unificação junto da Loja “Ormuzo”, cedeu a sua sede para que fosse montado um hospital de campanha, atuando como a extensão da enfermaria da Beneficência Portuguesa. De acordo a página da Loja, a Maçonaria manteve “assistência material e moral a todos que necessitaram de auxílio”. E, por essa razão, foi elevada a benemérita pelos “serviços prestados à Humanidade” pelo Grande Oriente do Brasil.

Loja Maçônica Arquitetos de Ormuzd em Bauru, localizada na Avenida Rodrigues Alves. Maçonaria bauruense
Loja Maçônica Arquitetos de Ormuzd em Bauru, localizada na Avenida Rodrigues Alves (Foto: Reprodução/Google Maps)

Afinal, o que é a Maçonaria?

Uma das versões mais aceitas sobre a origem da Maçonaria nos remete ao final da Idade Média, em um canteiros de obras. Isso aconteceu por meio de um grupo de aprendizes que se reunia com o objetivo de compartilhar conhecimento. Mas o marco fundatório é o ano de 1717, quando quatro desses conjuntos se uniram e formaram a Grande Loja de Londres, junção que determinou o surgimento da Maçonaria.

No Brasil, foi entre os séculos 18 e 19. E, assim, durante os tempos, um mistério rondou as atividades dessa instituição, que se estabeleceu e se desenvolveu apenas entre os membros, que não podiam divulgar informações sobre o que acontecia internamente. Toda essa discrição rendeu aos maçons o título de sociedade secreta. Com o passar dos anos, algumas questões foram reveladas, como o que é a Maçonaria.

Segundo o Grande Oriente do Brasil, que é a Potência Maçônica brasileira mais antiga, isto é, uma espécie de associação de Lojas Maçônicas, trata-se uma instituição essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista.

Assim, para termos uma ideia da relevância maçônica na história do Brasil, basta refletir sobre os seus membros: D. Pedro I, José Bonifácio, Duque de Caxias, Deodoro da Fonseca, Floriano Peixoto, Prudente de Morais, Campos Salles, Rodrigues Alves, entre tantos outros!

Aqui em Bauru a ASSOMA se define como uma associação de fins não econômicos cujos objetivos incluem “incrementar a cultura das letras maçônicas mediante a realização de debates, encontros, conferências, reuniões, cursos, seminários e congressos”.

LEIA TAMBÉM


Quer ficar por dentro de todo o conteúdo da Solutudo Bauru? É só seguir a gente no Instagram e curtir nossa página no Facebook!

Gostou desse conteúdo? Então deixe seu comentário no campo abaixo!

E se você conhece alguma história de Bauru e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail sugestao.pauta@solutudo.com.br ou pelo nosso WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui