Esse conteúdo é um oferecimento Univem EaD empresa madrinha que apoia as boas notícias de Pirajuí.

7 de Setembro de 1956, uma data que foi marcada por mais um aniversário da independência do Brasil. No entanto, foi marcante para a cidade de Pirajuí, pois foi nesta data que a cidade ganhou um Aeroporto.

A 3 km de distância da Prefeitura Municipal, numa área isolada que anos depois seria ligada por uma vicinal que homenagearia o popular prefeito da época, Anibal Haman.

O pai da aviação pirajuiense

Luiz Olímpio Loureiro, foi o nome da pessoa que mais se esforçou para que Pirajuí tivesse seu próprio campo de aviação nos anos 50.

A paixão pelos aviões, aliada ao pioneirismo, possibilitaram a instalação do aeroclube local e do hangar que recebia e guardava aeronaves.

O Aeroporto de Pirajuí

A torre do Aeroporto de Pirajuí foi construída pelo engenheiro bauruense Alberto Bastazini, que também foi responsável por grandes obras na cidade vizinha. Em Bauru, Alberto tem até rua com seu nome.

Aeroporto de Pirajuí

Ainda hoje, é possível visualizar a construção da torre local, com sua imponência, atualmente utilizada como sede da Associação dos Funcionários da Penitenciária II de Pirajuí.

O fim do Aeroporto de Pirajuí

No entanto, assim como inúmeros fatos em Pirajuí, o Aeroporto de Pirajuí, também foi refém do tempo e acabou ficando no passado.

Chega a ser triste ver fotos de aeronaves e de alguns personagens que marcaram os ares com o nome de Pirajuí.

Conteúdo publicado originalmente no site Homem Benigno.


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você tem uma sugestão e quer ver ela aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br.


Esse conteúdo é um oferecimento Univem EaD empresa madrinha que apoia as boas notícias de Pirajuí.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui