“No verde-esmeralda das melancias
No amarelo-ouro do abacaxi
Lembramos a Bandeira do Brasil
Nas colheitas de Tatuí.”

Essa é uma parte do emocionante hino de Tatuí. E só por ela, já é possível notar a relevância da cidade, e a preservação de uma história que não é só local, mas que percorre por todos os cantos de nossa nação. Tatuí é uma cidade maravilhosa! O hino da cidade guarda muita história, e nos mostra como a “Cidade Ternura” é tão importante. Confira, e se emocione! 🥰

Tatuí, Cidade Ternuna

“Tatuí, Cidade Ternura,
Terra querida onde vivemos”

Assim começa o hino de Tatuí. A cidade é conhecida por esse apelido pelo fato de ser muito receptiva, carinhosa, e simpática. É impossível quem vem de outros lugares não se apaixonar pela cidade, e pela bela recepção dos tatuianos. Como uma bela cidade que preserva muito da sua história, os tatuianos são apaixonados pelo local onde vivem!

Fonte: O progresso de Tatuí

O galardão dos heróis tatuianos

“Tens filhos de grandes méritos,
É justo que os louvemos:
Nas letras, Paulo Setúbal,
Recebeu seu galardão;
Na caridade, Chico Pereira,
Foi exemplo de cristão.”

Tatuí é um lugar de personagens históricos e importantes. E o hino da cidade preserva e imortaliza alguns deles.

Paulo Setúbal foi um grande artista e escritor, e foi eleito em 6 de dezembro de 1934 para a Academia Brasileira de Letras, sucedendo a João Ribeiro na cadeira 31. Foi recebido em 27 de julho de 1935 pelo acadêmico José de Alcântara Machado. Autor de várias obras importantes como: A Marquesa de SantosO Príncipe de Nassau e A Bandeira de Fernão Dias, Paulo Setúbal é sem dúvida uma das figuras mais importantes da história de Tatuí. Tanto é que, um dos principais pontos turísticos da cidade é um o “Museu histórico Paulo Setúbal”.

Paulo Setúbal.
Museu Histórico Paulo Setúbal.

Chico Pereira por incrível que pareça foi professor de Paulo Setúbal, e foi o principal incentivador do que na época era apenas um menino muito sonhador. Francisco Evangelista Pereira de Almeida, o Chico Pereira, nasceu em Tatuí no dia 27 de dezembro de 1857. Chico Pereira foi uma personalidade singular que dedicou toda sua existência à prática do bem, da caridade e da religião. Homem de presença discreta e firme. Homem de fé, que sensibilizou a todos que o conheceram.

Fundador de instituições com a Sociedade São Vicente de Paulo, Chico Pereira foi um grande líder de fé. Sua vida e sua história foram consagradas nas páginas do livro “Confiteor”, de Paulo Setúbal, seu aluno. Essa obra foi o último trabalho do autor.

Chico Pereira

“No verde-esmeralda das melancias
No amarelo-ouro do abacaxi
Lembramos a Bandeira do Brasil
Nas colheitas de Tatuí.
Tatuí do XI de Agosto
Tatuí da Festa de São Jorge,
A ternura é a tua carga, o coração o teu alforje”

Na época em que o hino da cidade de Tatuí foi escrito, a cidade era uma forte produtora de melancias e abacaxi. Além disso, o hino lembra a imortaliza a inesquecível fundação da cidade no dia 11 de agosto de 1929. Até os tempos recentes, a Festa de São Jorge é um dos eventos mais tradicionais de Tatuí, que é classificado como um Município de Interesse Turístico (MIT), e recebe pessoas de toda a região. 

Foto de Tatuí, fonte: Jornal do Cruzeiro
Festas de São Jorge

“No progresso industrial,
Manoel Guedes foi pioneiro;
Na música, Nacif e Bimbo
Brilharam no estrangeiro;
No pólo e no futebol,
Na justiça e na arte
No carnaval e no fandango,
Tatuí fez estandarte.”

Manoel Guedes instalou em Tatuí aquela que seria a primeira fábrica de tecidos do Brasil. Em 1881, Manoel Guedes organizou e criou a “Cia. de Fiação e Tecelagem São Martinho”, cujo nome homenageava seu pai. A montagem da fábrica deve-se exclusivamente ao seu pertinaz esforço e sua rígida determinação de realizar o sonho de seu saudoso pai.

Casarão dos Guedes

Já fizemos uma matéria exclusiva sobre essa casa. Clique aqui para ler a matéria completa!

E é claro que na “Capital da Música” não pode faltar grandes ícones da música em Tatuí.

Nacif Farah foi um músico, professor e compositor sacro que viveu a maior parte de sua vida em Tatuí, vinculando-se a espaços comunitários e de congregação de pessoas da cidade, como a Igreja da Matriz e a Escola Barão de Suruí. Nacif Farah veio para Tatuí em 1931 como primeiro professor de Canto Orfeônico do colégio Barão de Suruí.

Homenagem á Nacif Farah em uma praça de Tatuí.

A trajetória de vida de Octávio Azevedo, mais conhecido como Bimbo Azevedo, revela uma impressionante contribuição para o desenvolvimento das atividades criativas e musicais no Município de Tatuí.

Bimbo Azevedo certamente é uma figura com personalidade do mais alto protagonismo no desenvolvimento musical da cidade, e um músico com inúmeras conexões entre as diferentes dimensões do fazer musical, relacionando-se com diferentes agentes, espaços e gêneros musicais, em diferentes etapas do desenvolvimento das atividades musicais e criativas no município. 

Estátua de Bimbo Azevedo na Praça da Matriz

E essa tradição com a música continua! Não é atoa que a cidade abriga o maior Conservatório de Música da América Latina!

Maria Ruth Luz e Paulo Cerqueira Luz foram os compositores do hino de Tatuí. A intenção de fazer o hino foi homenagear a cidade que os recebeu tão bem, assim que se instalaram no municipio.

No futebol, Tatuí também tem história. Juvenal de Campos Filho, o Naná, em 10 de agosto de 1913, fazendo parte de uma seleção paulista, fez o 1o gol brasileiro no exterior. Jogando contra a seleção Argentina no estádio Avellaneda do Racing Clube, aproveitou um cruzamento da direita do ponta Formiga e bateu de primeira inaugurando o marcador, aos 33 minutos de jogo. Final 2 a 0.

Na justiça e na arte, Tatuí conta não só com personagens históricos como Paulo Setúbal que foi advogado e um grande artista, mas na história recente da cidade, esses continuam sendo importantes para Tatuí no cenário nacional, e internacional. O ex-ministro José Celso de Mello Filho nasceu em Tatuí, e é um jurista e magistrado brasileiro. Foi ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) de 1989 a 2020, tendo presidido a corte entre 1997 e 1999 e sido o decano (membro mais antigo) do tribunal a partir de 2007.

E na arte, a atriz Vera Lúcia Fraletti Holtz também é de Tatuí. Vera é uma atriz e diretora consagrada da televisão e do teatro brasileiro.


A história de Tatuí é linda, e deve sempre ser preservada por nós, para que a gente nunca perca a paixão pela bela Cidade Ternura!

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você tem uma sugestão e quer ver ela ela aqui, entre em contato pelo e-mail: [email protected].

1.2/5 - (4 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui