Novembro é considerado o mês da cultura e da consciência negra, pensando nisto, a Funcap (Fundação de Cultura e Arte), realiza uma programação para comemorar esta data que simboliza a luta dos negros contra a discriminação racial e as injúrias sociais. A exposição iniciará a partir desta terça-feira,12, com a exposição “Negra Consciência Sergipana”, no corredor Cultural Wellington Santos, na Fundação de Cultura e Arte.

Durante todo o mês de novembro serão realizadas atividades também no Museu Afro-brasileiro de Sergipe, localizado em Laranjeiras. O projeto busca levar ás escolas de Laranjeiras um pouco mais sobre este assunto e criar o debate entre os jovens estudantes.

Já no dia 20 de novembro, dia oficial da Consciência Negra, será realizado no Teatro Tobias Barreto, uma apresentação celebrando data, ás 19h com o grupo “Um quê de negritude”, com o seu show “Zumbi: Amor e Liberdade”. Para fechar o evento haverá o show da banda Anne Carol e os Afrodrums (finalista do Festival Sergipano de Artes Cênicas).

Movimento Negro Sergipano

O movimento negro no Estado de Sergipe possui símbolos importantes como Severo D’Acelino, considerado uma referência nacional devido a sua trajetória e formação intelectual em suas intervenções nas atividades culturais em Sergipe.

(Foto:Alese/Reprodução)

Severino é ativista dos Direitos Humanos, além de ser fundador do Movimento Negro de Sergipe em 1969 e membro-fundador do Movimento Negro da Bahia em 1978.  Fundou e foi coordenador da Casa Cultura Afro sergipana durante anos. Severo D’Acelino também é ex-conselheiro do Memorial Zumbi, ex-conselheiro municipal de Cultura de Aracaju, coordenador do Projeto João Mulungu vai às escolas.

Programação

Resultado de imagem para Negra Consciência Sergipana"
(Foto:Infonet/Reprodução)

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui