Complementando as belezas encontradas na Igreja Ortodoxa Grega, mas conhecida como “Igreja dos Gregos”, o Bosque das Oliveiras de Antioquia é um local que desperta interesse e entusiasmo.

Foto panorâmica da igreja mostra duas oliveiras em uma das laterias da igreja

O Bosque das Oliveiras

O bosque é resultado de um acordo entre a Prefeitura de Lins e a Arquidiocese Ortodoxa Antioquiana de São Paulo. A igreja, que passa por um vigoroso processo de restauração desde 2012 dedicadamente feita pelo Padre Nectários e irmã Makrina, recebeu o plantio da espécie atendendo o princípio de que esta presente a geografia bíblica.

O acordo propôs inicialmente o plantio de 40 pés no total. A placa apresentada abaixo mostra a descrição e sua implantação. É possível observar a espécie em todo entorno do templo.

Azeitona e Azeite: Produto e subproduto da Oliveira

O azeite de oliva, produto obtido a partir das azeitonas, fruto da oliveira, é um elemento essencial na culinária brasileira. No entanto grande parte do que é consumido aqui é proveniente de países europeus. O Brasil já experimenta expressivo cultivo e produção de azeitona, mas que ainda está distante de suprir a necessidade do país. Seu cultivo exige climas adequados, especialmente frios, o que não é realidade em nossa cidade. Dado a isto, não existe produção de azeitonas no bosque. É possível até mesmo ver o surgimento de alguns frutos, mas que não vingam e caem com pouco tempo de crescimento.

“Em contra partida frutíferas romãs e figueiras podem serem encontradas no pátio do templo, que também fazem parte dos escritos bíblicos, próprios do Mediterrâneo e da Terra Santa”, afirma o padre Nectários.

A fonte de água que engrandece o local

Ainda é possível observar entre as oliveiras, figueiras e romãs, esta linda fonte construída pelo padre que serve de aconchego para diversas espécies de pássaros, e gera som de tranquilidade e descanso.

Fonte atrai diversos pássaros e dão um visual todo especial. Acervo pessoal do Padre Nectários


Você conhece uma oliveira pessoalmente? Sabia que tinha na cidade? Conte pra gente nos comentários.

Avalie este conteúdo

4 COMENTÁRIOS

  1. Eu sabia das oliveiras sim, pois estivemos na reinauguração da Igreja, junto com padre Theodoro, que nessa época assumiu o compromisso da Restauração desse templo, através do maravilhoso, louvável e incansável trabralho dos irmãos padre Nectários e irmã Makrina que até hoje aí se encontram! 🙏🏾💖🙏🏾🌹🙏🏾

  2. Eu conheço o bosque e também o interior da igreja, é esplendoroso. Vale 1 matéria a respeito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui