Poucas coisas devem ser melhores que carinho de vó, não é verdade? 🥰 E, mesmo que os anos se passem, eles nunca serão capazes de apagar as boas lembranças e todo aquele chamego recebido. 🤗❤ Melhor ainda quando tudo isso de bom que foi vivido alcança outras pessoas! Como é o caso do De Vó, restaurante aberto na cidade há 3 anos pelo casal baiano Layana Teixeira Porto Brito e Antonio Augusto Oliveira Brito e que é um verdadeiro pedacinho do nordeste em Jundiaí! 💜

Layana conta que decidiram deixar a Bahia para morar na capital paulista em busca do velho sonho de fazer a vida aqui. “Nós trabalhávamos em multinacionais distintas, e há 10 anos viemos pra cá. Fomos trabalhando, ganhando muito dinheiro em São Paulo, mas super infelizes com a vida que nós levávamos. O que fazíamos era só trabalhar, sem propósitos, sem nenhum porquê das coisas e vivíamos aquela vida louca.”

(Foto: De Vó/ Reprodução)

Novas chances

Ela brinca que o casal conheceu o lado ‘Babilônia’ da capital, com todas as suas oportunidades, mas também sua loucura e correria. “Foi muito bom para o nosso crescimento profissional, muito bom pra gente também conhecer outros países, conhecer outras culturas. Mas chegou a um certo ponto que queríamos voltar pra Bahia, porque sentíamos muita saudade, da nossa família, do nosso cantinho, da nossa cultura, das comidinhas da gente”, conta.

E foi em meio a esse desejo de voltar às raízes, mas ainda dando mais uma chance para São Paulo, que nasceu o De Vó. “Optamos em vir morar em Jundiaí por uma questão de qualidade de vida e achar que íamos ter uma vida aqui mais tranquila. E assim montamos aqui a nossa Bahia, pra sentir um pouquinho dos nossos sabores, falar um pouquinho da nossa ancestralidade, das nossas avós, que foram tão importantes na nossa jornada, na nossa formação”. 👵👴

Será que seria possível um cafezinho desses na capital? 😅 (Foto: De Vó/ Reprodução)

É mesmo coisa de vó!

É muito amor envolvido pela terra natal e pelas ‘vóinhas’, não é mesmo? 🤭 Tanto Layana como o marido Antônio embarcaram mesmo nessa empreitada e atualmente são os dois que tocam juntos o De Vó. “Meu marido cresceu no pé do fogão com a vó e é ele quem cuida da parte de cozinha. Já eu cuido da parte comercial da loja”, revela.

E lá, tudo lembra alguma coisinha da história de ambos com suas avós, viu? Desde as receitas até a arquitetura, com os elementos que os baianos escolheram para compor os ambientes, tudo tem a ver com vóinhas. “O nosso santuário tem os santos a quem elas rezavam, as nossas flores são as flores que elas gostavam, nossa arquitetura é baseada na roça de minha avó. Então tudo tem um pedacinho delas aqui, um pedacinho da nossa história”.

E o nome “De Vó”, hein? Até aí tem aquela pitadinha baiana que a gente adora! “Queríamos mesmo trazer essa coisa nordestina, porque no Nordeste a gente fala “de Layana”, “esse celular é de Layana” e não é “da Layana”. E não queríamos criar algo nordestino estereotipado, a gente queria criar uma avó universal, que todos que entrassem no De Vó sentissem um pouco disso, do aconchego, do carinho, do amor mesmo de vó, que em qualquer lugar do mundo é igual, seja para os italianos, que as chamam de “nona”, como a “vóinha” lá do nordeste, todas tem o mesmo amor.” Demais, né? 😍

Quilos de amor e litros de carinho

Outro ponto que chama a atenção no De Vó é a forma como que Layana e Antonio trataram cada detalhe do negócio: na base dos sentimentos e do cuidado em tudo ser o mais natural e espontâneo possível. “Então acho que por isso atrai tantas pessoas. Quem aqui chega, acaba dando conta de que hoje o mundo necessita disso: desse amor, desse carinho, desse atendimento personalizado, de um alimento feito com verdade, porque os alimentos hoje são muito industrializados, pouco se usa produtos naturais, então a gente tenta resgatar isso”, afirma.

As avós da gente faziam comida, faziam bolos, e faziam coisas de forma mais natural possível, sem coisas industrializadas. Então a gente tenta trazer um pouquinho disso, acredito que esse é o nosso grande diferencial. Em nosso atendimento queremos acolher todo mundo, fazer todo mundo se sentir amado aqui.

(Foto: De Vó/ Reprodução)

E, além do clássico espaço de restaurante com o serviço de mesas, repleto de comidinhas para todos os momentos – do café da manhã até à noite -, o De Vó também possui um empório e até um espaço ideal para eventos e happy hours, por exemplo. “Todos os produtos trazemos da Bahia, tudo com origem nordestina. Nosso empório, por exemplo, conta com mais de 30 tipos de biscoitinhos, produtos diferenciados que não tem aqui, todos feitos artesanalmente”, explica. Humm. 😋

O que nós mais gostamos do nosso negócio é esse sentimento de pertencer a um lugar. A gente criou nosso cantinho aqui. Muita gente chega aqui e se sente na Bahia, sente um pouquinho daquele calor humano, sente um pouquinho daquela energia diferente. As comidinhas são diferentes do que tem em outros lugares da cidade porque trabalhamos com as receitas das nossas avós, e toda a matéria prima é da Bahia.

De Vó indica!

E, olha, são tantas delícias que nem a própria Layana consegue indicar de primeira o que ela mais gosta! 🤭 “É muito difícil escolher, porque tudo o que a gente vende aqui é o que a gente gosta de comer e é o que elas faziam pra gente! Mas eu acho que um xodó nosso, e de que todo baiano sente saudade, é o pão delícia, um pãozinho delicioso que tem em toda esquina da Bahia e aqui não tem”, e emenda dizendo que só foi saber que era um prato da Bahia quando chegou em São Paulo. Óia só!

“Agora, um outro xodó que foi uma surpresa muito grata pra gente foi o cuscuz nordestino, que ganhou o coração de todo mundo. Hoje a gente tem o cuscuz que fazemos na hora, mas também tem a massa que passamos a ensinar às pessoas a fazerem em casa mesmo, com a possibilidade de variar os recheios. O cuscuz é para todas as horas um alimento super nutritivo, saboroso e que ganhou o coração do jundiaiense”. 💖

Que lugar bacana aqui de nossa cidade, não é? 😊 E que história!!! 🤩👏 Depois disso tudo deu uma água na boca que olha, só indo mesmo conhecer esse cantinho mais que especial de Jundiaí pra matar a vontade! Bora? 😋❤

De Vó


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você tem alguma informação bacana de Jundiaí e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: jornalismo.jundiai@solutudo.com.br

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui