Você também pode ouvir esse conteúdo! 🎧

Hard skills e soft skills sempre existiram no mercado de trabalho, mas quase não se ouvia falar desses termos com frequência. Com o passar do tempo, fomos observando uma mudança significativa no mundo corporativo e cada vez mais essas palavrinhas começaram a aparecer em diversos veículos de comunicação, nas entrevistas de emprego, nos anúncios de vagas e, de fato, como uma das exigências nas empresas.

Mas o que significam esses termos em inglês?

Hard skills significam habilidades técnicas, ou seja, as capacitações que você adquire em cursos e pode comprovar por meio de diplomas. Antigamente, era muito comum as empresas analisarem os currículos levando em consideração somente as habilidades técnicas, pois são competências mais fáceis de identificar de acordo com o cargo proposto.

Já as soft skills são habilidades comportamentais. Essas são intangíveis e não é possível comprová-las através de diplomas – essas habilidades você tem ou não tem. É claro que é possível desenvolvê-las para melhor se adaptar e se dar bem em um ambiente corporativo, mas as mesmas serão identificadas no dia a dia do seu trabalho, com a sua equipe, com a sua liderança. 

São aptidões, inclusive, muito difíceis de serem analisadas em um primeiro momento apenas em uma entrevista de emprego ou dinâmica em grupo. Se faz necessário um tempo maior com a pessoa para saber quais habilidades são mais ou menos expressivas.

Admite-se pelo técnico e demite-se pelo comportamento

Principalmente com a pandemia, é possível notar que muitas empresas estão investindo em seus colaboradores proporcionando treinamentos, cursos ou palestras sobre comportamento e desenvolvimento pessoal.

Um profissional desejável é aquele que entende a parte técnica para executar as atividades, mas também é fundamental o bom comportamento para saber lidar com as situações conflitantes diárias.

Em uma pesquisa realizada pelo LinkedIn em 2020, essas são as 5 soft skills que apareceram no topo das mais procuradas: criatividade, persuasão, colaboração, adaptabilidade e inteligência emocional. Criatividade e Adaptabilidade são importantes atualmente pois vivemos num período de mudanças, incertezas e de muita informação.

Recentemente, a Forbes publicou uma matéria com as 25 soft skills que funcionários remotos precisam ter em 2021. Pelo visto, o home office veio para ficar! Vale a leitura, e você acessa a matéria na íntegra clicando aqui.

(Foto: Dowell/ Getty Images/ Reprodução)

Hora da inspiração!

E aqui deixo algumas habilidades para você se inspirar e se tornar um profissional de destaque em um período de tantas incertezas. 😉💪

  1. Criatividade: Invista em novos estudos e hábitos, converse com pessoas diferentes – novas formas de pensamento ampliarão sua capacidade de visão;
  • Empatia: O mercado precisa de pessoas que se importem umas com as outras, com comunicação gentil e assertiva e atitudes coerentes ao discurso;
  • Comunicação: Comunicar gera oportunidades e negócios. Quando se tem essa habilidade desenvolvida, tudo flui de uma maneira muito melhor e saudável. Já dizia o Chacrinha: “quem não comunica se trumbica”;
  • Inteligência emocional/ Resiliência: O autoconhecimento é a chave dessa habilidade. Através dele, o profissional percebe quais os pontos frágeis para gerir suas emoções com eficiência.
  • Resoluções de problemas: Ao se deparar com um desafio, aprofunde seu olhar em busca de soluções. Saia do óbvio e foque na solução. Se precisar, comece tudo de novo;
  • Pensamento crítico: Revise a forma como você trabalha e questione a sua rotina de execução de tarefas. Você sempre encontrará pontos que podem ser aprimorados;
  • Tomada de decisão: Para decisões assertivas é necessária atenção. O profissional deve agir e não reagir.

E aí, quais são as suas soft skills mais evidentes? Conta pra mim nos comentários ou lá no Instagram da ASH Talentos: @ashtalentos.

Um forte abraço e até a próxima! 😉


Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui