A nossa cidade é reconhecida por muitas coisas Brasil afora. Além de ser conhecida como a cidade do Saci, Botucatu também é famosa por ser a terra da aventura e terra natal de gente importante, como o futebolista Zé Maria e a escritora Maria José Dupré.

Uma outra faceta botucatuense é a quantidade de histórias pra lá de curiosas que aconteceram na terra dos bons ares. Confira a seguir algumas delas:

Danilo Gentili é botucatuense?

Não! O humorista Danilo Gentili não é botucatuense. Mas é filho de botucatuense, o humorista passou sua infância aqui em Botucatu com a sua família e conhece muito bem a nossa cidade. Ele lembrou esse passado em 2018, durante uma entrevista no seu programa com o cantor Fábio Júnior, que atualmente é casado com uma botucatuense.

Audiência da TV: "The Noite" entrevista Fábio Jr e estreia nova ...
Foto: reprodução

OVNIs em Rubião

Botucatu já ficou muito famosa por ser um local de aparições de Óvnis (Objetos Voadores Não Identificados). Um caso enigmático, que ocorreu em julho de 1968, nunca foi solucionado. No distrito de Rubião Júnior (área onde fica atualmente o campus da Unesp), foi visto uma aeronave sem asas, redonda e cinza que deixou marcas na terra. Na época, o caso foi examinado por especialistas, mas sem nenhum esclarecimento. O ocorrido foi disseminado pela imprensa.

Um dos registros é uma matéria do “Correio de Botucatu” que trouxe fotos com rastros de marcas de três buracos “que poderiam ser o tripé de apoio do objeto” e a uma distância entre os sinais, dois outros afundamentos na areia, a que “logo imaginaram ser a escadinha” para possíveis desembarques. A matéria também traz testemunhos de crianças e de pessoas que teriam avistados a tal nave. Esse material foi resgatado pelo historiador João Figueiroa. Foto: reprodução

Botucatu X Inglaterra

Essa nem a Rainha Elisabeth deve saber. Na década de 1860, a Câmara de Botucatu envolveu-se em um caso polêmico. Muito se fala sobre a Câmara de Botucatu ter declarado “guerra” à Inglaterra. Mas não foi bem assim, na verdade os vereadores fizeram um manifesto contra às represálias nacionais em 1863, durante a Guerra do Paraguai. Felizmente, a questão se resolveu diplomaticamente a nível nacional, mas o manifesto da Câmara foi recebido pelo Imperador e obteve até resposta.

Foto: reprodução

Felipe Massa começou a correr em Botucatu

Essa você deve saber: o vice-campeão mundial de Fórmula 1 Felipe Massa, nasceu em São Paulo, mas morou toda sua infância e adolescência em Botucatu. O que você não sabia é que foi aqui, que aos 7 anos, Felipe ganhou uma moto de motocross e fazia suas primeiras experiências com a velocidade. Ele estudou e morou aqui até os seus 17 anos, quando precisou ir para São Paulo atrás do sonho de ser piloto. O corredor já revelou em entrevistas seu amor por Botucatu e sempre volta para cá, para visitar amigos e familiares. Massa né?

Fidelidade, acidente e 'quase título': os anos de Felipe Massa na Ferrari |  globoesporte.com
Foto: Reprodução

O maior Eucalipto do Brasil pode estar em Botucatu

Acredita-se que o maior eucalipto e talvez um dos mais antigos do Brasil, esteja aqui em Botucatu, na Fazenda Lageado. As estimativas e estudos eram do professor da Unesp Valdemir Antonio Rodrigues. “O Gigante da Floresta” como foi apelidado, é da espécie Eucalyptus robusta, tem aproximadamente 100 anos, mais de 50 metros de altura e 9 metros de circunferência.

O “Eucalyptus robusta‘ é uma árvore nativa do leste da Austrália, frequentemente utilizada na silvicultura.
(Foto: Bianca Camargo)

Rua Amando de Barros era rodovia

Olha que curioso: a principal rua de Botucatu, Amando de Barros recebia veículos nos dois sentidos, ela foi leito da Rodovia Marechal Rondon, a rodovia que liga São Paulo ao Mato Grosso. Essa antiga rodovia foi aberta lentamente sobre caminhos antigos e passava pelo meio das cidades. Consegue imaginar a Rua Amando como uma estrada?

Foto: arquivo João Figueiroa

Botucatu, a Capital do Cinema

Durante a década de 1950, o empreendedor botucatuense Emílio Peduti era dono de uma rede de cinemas com mais de 70 salas espalhadas pelo estado de São Paulo, Norte do Paraná e Mato Grosso. E graças a ele Botucatu era conhecida como a “Cidade do Cinema”. Toda a distribuição de filmes era concentrada aqui, pois a posição estratégica do município garantia a distribuição dos rolos de filmes através dos trens. Além disso, quando havia a estreia de filmes importantes, os artistas visitavam a cidade para participar das festas e dos lançamentos realizados.

Emílio Peduti nasceu em Botucatu, em 27 de maio de 1904

Primeiro negro a jogar futebol no Japão era botucatuense

Muitos atletas saíram de Botucatu, mas um deles teve um papel muito importante na história do futebol Japonês. O ex-jogador brasileiro Dorival Carlos Esteves, mais conhecido como Kalé, tornou-se o primeiro jogador negro a disputar uma partida por um time de futebol japonês. Kalé nasceu em Botucatu, iniciou a sua carreira no time da Ferroviária ainda criança e ali se tornou profissional. Recebeu o apelido de Kalé por conta de sua semelhança física com Pelé. O futebolista se destacou no Juventus, e foi contratado pelo Yanmar Diesel, que hoje se chama Cerezo Osaka, um dos principais times do Japão. Em 1968, já na sua estreia, ele marcou um gol pelo time. Lá ele conquistou os títulos de bicampeão e foi eleito o melhor lateral-direito do futebol japonês por três anos consecutivos.

Foto: arquivo

Praça do Bosque já foi um cemitério

A Praça do Bosque é uma curiosidade à parte em Botucatu e merece uma matéria só sobre ela. Com inúmeros causos, a Praça ajuda a contar a história da nossa cidade. Inclusive, o local já foi até um pequeno cemitério, que ficava aos fundos de uma igreja que existia ali. O cemitério foi desativado em 1905 e os restos mortais ali sepultados foram transladados para o atual Cemitério Portal das Cruzes.

Foto: arquivo

Catedral de Botucatu foi construída pela população

Quem vê hoje a Catedral de Botucatu, não imagina que o monumento mais fotografado da cidade, precisou de ajuda dos moradores para ser construído. A obra teve amplo auxílio da população, de empresários e empreendedores da época que não só doaram os materiais como também trabalharam na construção. As portas entalhadas em madeira foram doadas pelo industrial Camillo Peduti, a antiga imagem de Sant’Ana foi doada pelo ex-prefeito e industrial Pedro Losi, o vitral com a imagem da padroeira, foi doado pela família Peduti, o engenheiro Adolfo Dinucci doou todas as telhas e o trono episcopal foi desenvolvido pela Escola Industrial e oferecido pelo Clero da Diocese. Legal né?

Foto: reprodução

E você? Conhece alguma curiosidade sobre Botucatu? Conta aqui pra gente!


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Botucatu e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: bianca.camargo@solutudo.com.br

4.8/5 - (33 votes)

28 COMENTÁRIOS

  1. Botucatu teve uma empresa metalúrgica chamada Saef.
    Fabricava contêineres
    Essa foi escolhida pra montar a base brasileira na Antártica no polo sul.
    Em 1983 .
    Tivemos passagens por lá 1984.85.86.87.88.
    Então Botucatu tá na história do Brasil na Antártica. Ilha King George.

  2. Poderia falar de Raul Torres, botucatuense, cantor, compositor, o mais importante músico de canções de raiz caipira do Brasil. Tem mais de 200 modas de sucesso na MPB.

  3. Legal!! Porém faltou lembrarmos de todos intérpretes e compositores que também fizeram parte da nossa história

    • Oi José, temos uma matéria bem legal contando sobre sobre os compositores da nossa cidade! Corre aqui no site buscar <3

  4. “Nota-se claramente, as pujanças dos setores primários, secundários e terciários de Botucatu, até metade da década de sessenta.
    Haviam os sentimentos:
    “Orgulhos de sermos e de estarmos botucatuenses.”

  5. Júnior Torres de Castro primeiro civil a construir um satélite artificial e colocar em órbita é Botucatuense

  6. Sempre soube que o jardim do antigo Forum é que foi cemitério, onde inclusive foi encontrada uma vala comum de cadavares no local onde funcionou o Cartorio Eleitoral. A vala com restos mortais foi encontrada na reforma do jardim no governo do Prefeito Joaquim Amaral Amando de Barros.

  7. Apenas uma ressalva. A Catedral foi construída pela construtora Irmãos Guimarães, de Manoel Alvaro Guimarães que, inclusive, também foi o construtor da Igreja de Rubião Junior e o terreiro de secagem de café da fazenda lageado.
    Vamos dar os devidos créditos ao real construtor da Catedral.

    • Olá Marcos, que legal! A informação que obtivemos foi que a população também ajudou na construção e pintura da Catedral, além, é claro, de doar os materiais. Legal saber que uma construtora da cidade também esteve por trás desse monumento, agradecemos a sua colaboração!

  8. Convém lembrar também que a Catedral de Botucatu, não iniciou a sua construção no local onde se encontra atualmente.
    O início de sua construção se deu cerca de uns 30/40 mais a frente e depois de levantado alicerces e parte das laterais, perceberam que ela estava sendo construída no meio da praça e dificultaria a passagem da atual Av. Santana para a Av. D. Lucio, assim a parte que estava construída foi demolida e reconstruída no local atual onde se encontra.
    Essa informação era contada por meu sogro Vergílio Angéla (Tico Angéla- falecido), que com seu irmão Pedro Angéla, levaram tijolos para essa construção.

    • Alfredooo! Que informação maravilhosa, muito obrigada por essa informação, legal demais saber disso

  9. Que história maravilhosa. Me orgulho de ter estudado em Botucatu desde os meus quatorze anos, até 22 anos. O meu filho estudou no mesmo colégio que a do Felipe Massa. É tão bom relembrar tantas celebridades numa querida cidade Botucatu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui