No período de isolamento pelo qual estamos passando, muitas pessoas acabam sofrendo com o afastamento e se tornando vítimas da solidão.

Este é o caso das moradoras do Abrigo Vó Tereza, em Birigui. As idosas internas não recebiam visitas há meses, e foi com isso em mente que nasceu uma ideia na cabeça da jornalista Patrícia Bearare e suas filhas, Mariah, de 11 anos, e Tayná, de 6.

Patrícia, que é voluntária do Abrigo há 5 anos, costumava fazer visitas regulares às “avozinhas”, nas quais contava histórias e realizava diversas atividades. Conversando com a psicóloga do Abrigo, Mara, chegou à jornalista a informação de que as moradoras do lar estavam se sentindo tristes e sozinhas, umas vez que as visitas ao Abrigo estão suspensas no momento.

Foi então que, depois de pensar muito, Patrícia encontrou uma solução: realizar, junto com suas filhas, uma serenata no Abrigo!

Falei com minhas filhas, elas toparam na hora, ficaram super entusiasmadas (sempre que possível eu levava elas comigo para as atividades com as avozinhas, as internas conhecem e amam minhas filhas e vice-versa). Em seguida, falei de novo com a Mara e ela amou a ideia

A serenata

A música escolhida para a serenata foi “Eu Cuido de Ti“, que, segundo a jornalista, é muito oportuna para o momento delicado que vivemos.

A ação foi planejada e aconteceu no dia 10 de julho. No dia, Patrícia começou a surpresa contando uma história, como costumava fazer em suas visitas como voluntária. Em seguida, Mariah cantou a música “Eu Cuido de Ti”, e depois Tayná recitou versos, e todas cantaram e dançaram músicas que as avozinhas gostam! O evento foi finalizado com a entrega de mimos, preparados pelas três.

O mais incrível é que toda a ação foi realizada à distância: para manter a distância, a surpresa foi realizada na calçada, do lado de fora da instituição, enquanto as internas assistiram a tudo do lado de dentro dos portões do Abrigo.

Nos higienizamos antes, durante e depois, ficamos distantes, não entramos no Abrigo. Ficamos do lado de fora do portão, na calçada. As internas ficaram na varanda, dentro do Abrigo. Mesmo distantes fisicamente, usamos máscaras o tempo todo

Varal do Abraço

Quem pensou que as surpresas tinham acabado por aí, está muito enganado! Assim como foi feito com as avós no Abrigo, as meninas queriam também levar carinho e alegria aos seus avós biológicos, com os quais não tinham contato físico há meses.

Mariah e Tayná só viam os avós por vídeo chamada (telefone) ou fazendo visitas mantendo distanciamento, não tinham nenhum tipo de contato físico. Daí veio a ideia de montar o nosso varal do abraço

A ideia original é canadense, e foi usada como inspiração pelas meninas. O varal é feito de um plástico bem resistente -uma espécie de cortina, feita de plástico grosso- totalmente revestido. Há espaço para colocar as mãos dos dois lados, mas sem qualquer buraco que possa permitir o contato físico. Tudo foi também higienizado antes e depois do uso.

Naquele mesmo dia, ao sair do Abrigo, as meninas seguiram para a casa de seus avós, que não tinham ideia do que as netas haviam preparado. Enquanto assistiam a um vídeo especial, o varal estava sendo montado para proporcionar um momento emocionante:

Montamos tudo sem que eles percebessem, eles sabiam que estávamos do lado de fora da casa, porque levamos um notebook para eles assistirem o clipe que montamos da Mariah cantando, a mesma música da serenata. Mas eles não sabiam que estávamos preparando o varal. Quando finalizamos a montagem, chamamos por eles. E eles vieram em direção já com os braços abertos, olhares ansiosos… Nem precisei explicar, as mãos foram se encaixando, os braços entrelaçando, coração com coração , vieram lágrimas, sorrisos, olhos fechados, beijos.. O plástico se tornou invisível.

Toda a ação pode ser acompanhada de perto neste vídeo produzido pelas meninas:

Foi lindo e intenso! Amorosidade plena!


Confira essa e outras histórias da cidade no site da Solutudo Birigui!

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Birigui e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui