Boas histórias, daquelas que nos inspiram e motivam, são sempre bem-vindas, não é mesmo? Em um mundo tão corrido e repleto de momentos difíceis, elas surgem para nos mostrar que, como diria o poeta Gonzaguinha, “a vida é bonita”.

Nós da Solutudo Bauru amamos contar sobre pessoas e negócios da cidade que possuem uma trajetória inspiradora, daquelas que, ao serem lidas, melhoram o dia de qualquer um.

Hoje vamos falar sobre a história de uma arquiteta, a Aline Nirschl, da Nirschl Arquitetura, e de como seu esforço, dedicação e amor pelo trabalho podem servir de exemplo para muita gente.

O caminho até Bauru

Vinda de uma pequena cidade chamada Igarapava, ao norte do estado, Aline sempre teve uma forte ligação com as artes. Desenhava desde pequena, mesmo ainda sem ter uma ideia clara do que fazer com essa paixão. A vocação artística, por sua vez, já era uma coisa de família, e a grande inspiração para a arquiteta era (e ainda é) o seu avô.

De origem austríaca e fugindo da Primeira Guerra Mundial, ele chegou ao Brasil com apenas 14 anos. Trabalhou como pedreiro na Usina Junqueira, local onde toda a família cresceu e alguns parentes de Aline ainda vivem.

(Foto: Karolyne Silva)

Seu avô gostava de criar, era um verdadeiro artista. “Ele sempre gostou muito de trabalhos manuais, fazia desde bonecos de papel machê até bonecos articulados de carnaval, tipo os bonecos de Olinda. Ele também fazia um presépio no natal que ocupava uma área de 30 metros quadrados e todos os bonecos eram articulados. Tinha uma roda d’agua que girava e fazia eles se movimentarem”, nos conta a arquiteta.

Aline viveu uma infância simples, estudou em escolas públicas e ganhou bolsa de estudos com seu esforço e dedicação. Graças aos incentivos de seus pais, ela e as irmãs decidiram ir além e buscar uma formação superior. Foi assim que uma se tornou médica, outra dentista e Aline veio para Bauru estudar Arquitetura na UNESP.

Formação e muito aprendizado

A mudança de cidade representou novos desafios para a jovem estudante. Como sempre viveu em uma cidade pequena, lidar com a agitação de uma cidade maior como Bauru foi um aprendizado e tanto. “Eu não conhecia nem um semáforo direito. Era uma cidade muito pequena e eu não tinha noção do que era o mundo. Eu tive que me adequar a uma cidade maior, me preocupar com questões de segurança, que era uma coisa que eu nunca tinha parado para pensar. Então foi um pouco traumático, mas foi muito interessante porque foi onde eu tive a oportunidade de crescer enquanto pessoa. Eu tive que me virar, aprender a me comunicar. Eu tive que ganhar todos os espaços sozinhas.”

Por mais que a universidade fosse pública e gratuita, Aline teve que trabalhar para se manter aqui. O curso de arquitetura era oferecido no período integral e, para complementar a renda, fazia faxinas à noite e alguns bicos de final de semana. Os dotes artísticos também ajudavam e a arquiteta produzia artesanatos para vender. Mas, apesar de ser uma rotina extenuante, Aline garante que não se arrepende de nada.

Pintura em aquarela feita por Aline Nirschl. (Foto: Acervo Pessoal)

O diploma chegou em 2004 e, no ano seguinte, a iniciativa de inaugurar um escritório junto com uma colega da faculdade. “Foi com a cara e a coragem, a gente só tinha dinheiro para dois meses. Se ninguém chegasse, a gente ia fechar o escritório. Então a gente tinha alguns trabalhos e fomos conquistando nosso espaço. Fiquei nessa sala por 10 anos. Agora vai fazer 5 anos que estou nesse espaço maior,” explica a arquiteta.

O mercado e os desafios da arquitetura

Aline explica que atualmente o mercado para arquitetos anda bastante aquecido para projetos residenciais e comerciais. No entanto, até pouco tempo atrás, devido à instabilidade econômica do país, o cenário era um pouco diferente e as reformas de casas eram mais frequentes.

A Nirschl Arquitetura oferece diversos serviços. Além dos projetos, também realiza regularização de imóvel na prefeitura e cartórios, laudos e vistorias, visitas técnicas para consultoria e design de interiores. A arquiteta explica que atender a demanda de clientes só possível devido ao trabalho em equipe desenvolvidos pelos seus estagiários, aos quais é muito grata.

Mas não é só isso, não. Além de arquiteta, Aline também é pintora de quadros em aquarela, e o que era apenas um hobby acabou se tornando um trabalho. As pinturas são procuradas por muitos clientes que querem decorar suas casas.

Pintura em aquarela feita por Aline Nirschl. (Foto: Acervo Pessoal)

Apesar do mercado em alta, Aline explica que existem desafios na profissão. Entre eles, lidar com uma rotina que nem sempre se encaixa no horário comercial. Como muitos clientes trabalham durante esse período, atendê-los fora deste horário é uma prática comum. Os processos criativos e as inspirações para um projeto também podem surgir a qualquer momento. “O fator tempo não necessariamente funciona de forma linear, porque você tem que criar, e criar nem sempre significa das 8 da manhã às 6 da tarde. As vezes eu acordo 4 da manhã e tenho uma ideia”, comenta.

Pintura em aquarela feita por Aline Nirschl. (Foto: Acervo Pessoal)

Por fim, a especialista aborda um assunto bastante interessante: o dilema da “moda” na arquitetura. Infelizmente eu vejo muito no meu meio, uma questão estética, de aparência, mas nem sempre levando em conta aquilo que é a pessoa, aquilo que é a individualidade dela, explica. Assim, garantir aos clientes um projeto realmente pensado em seus gostos e necessidades é uma questão primária e fundamental para a arquiteta. Eu coloquei um conceito de como trabalhar aqui no escritório: sempre tentar fazer a pessoa enxergar o que é necessário pra ela, sem olhar o dos outros, para fazer uma coisa exclusiva. Eu tento ver ao máximo a individualidade de cada pessoa. O meu projeto não tem uma marca específica que você encontra em todos os outros trabalhos, justamente porque eu crio sobre os sonhos e a personalidade de cada um. E isto é gratificante”, conclui Aline.

Serviço

Nirschl Arquitetura
Endereço: R. Benjamin Constant, 6-87 – Vl. Silva Pinto (Entrada pela R. Hermínio Pinto)
Telefone: (14) 3879-2581 | (14) 99107-2581
Facebook: facebook.com/arquitetura.nirschl


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Bauru e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

5/5 - (9 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui