Em decorrência da pandemia, o Festara (Festival de Teatro de Araçatuba) foi apresentado ao público de forma on-line pela primeira vez, em outubro de 2020. Após o sucesso da edição em ambiente digital, o festival chega em 2021 para conectar, mais uma vez, “as criações, os artistas, a arte e o público”!

Pela primeira vez, nós vivenciamos esse ambiente e suas possibilidades. O engajamento do público nas atividades que nós realizamos foi muito positivo […] O público acompanhou, isso é muito importante, não só o público de Araçatuba, mas o público de diversos lugares do país e até fora dele

Festara 2021.01

Para este ano, o evento vem carregado de boas expectativas. Desta vez, o festival terá proporções bem maiores do que a última edição, e apresentará, de forma acessível, grandes nomes da cena cultural para Araçatuba.

O Festara 2021.01 será 100% on-line e acontecerá do dia 13 a 28 de março, sendo 16 dias, com 12 espetáculos, 02 workshops e mais de 40 outras atividades distribuídas pelas plataformas: Facebook, Instagram, Youtube e Zoom.

Reprodução/Divulgação

Programação

13/03


14h – 16h30: Workshop: Ante o Impossível: laboratório de performance com Maikon K | Via ZOOM

20h: Abertura A LUTA (Belo Horizonte/MG) com Teuda Bara + Bate-Papo | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: 12 anos
Sinopse: Como se constrói um mito? “LUTA” é um espetáculo criado para e com Teuda Bara, atriz com mais de 40 anos de trajetória. Visitando suas memórias, a atriz, em cena, ficcionaliza sua trajetória, cria imagens, conta casos e elege a Luta como alegoria para o teatro e a própria vida. O espetáculo tem dramaturgia e direção compartilhados entre Marina Viana, Cléo Magalhães e João Santos (autor de “Teuda Bara: Comunista demais para ser Chacrete”).

14/03


14h – 16h30:
Workshop: Ante o Impossível: laboratório de performance com Maikon K | Via ZOOM

17h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: Teatro Não Presencial: Passado, Presente e Futuro com Bruno Cavalcanti, Daniele Avila Small e Sylvia Prado. Mediação de Fernanda Zancopé | Facebook

20h:
A MARGEM (Porto/Portugal) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: 12 anos
Sinopse: Margem tem como inspiração o romance de 1937 de Jorge Amado, Capitães de Areia, que retrata um grupo de crianças e adolescentes abandonados que vivem nas ruas de São Salvador da Baía, roubando para comer, e dormindo num trapiche – um armazém onde, como uma espécie de família, se protegem uns aos outros e sobrevivem a um dia de cada vez. 80 anos depois da publicação do livro, quisemos questionar quem são os novos capitães de areia, inspirando-nos na realidade social destas crianças, e conscientes de que nem sempre há finais felizes. – Victor Hugo Pontes

15/03


11h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: Festara entrevista Pedro Granato. Mediação de Fernanda Zancopé | Instagram

20h: SANTO DE CASA com Paula Liberati | Instagram

16/03


16h – 18h30: Workshop: “A Desordem dos Sentimentos – Estudos Performativos” com Carolina Bianchi | Via ZOOM

20h: SANTO DE CASA com Heitor Gomes | Instagram

17/03


11h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: Festara entrevista Cia Mungunzá de Teatro (Marcos Felipe). Mediação de Fernanda Zancopé | Instagram

20h: SANTO DE CASA com A Casa do Teatro | Instagram

18/03


16h – 18h30: Workshop: “A Desordem dos Sentimentos – Estudos Performativos” com Carolina Bianchi | Via ZOOM

19/03


11h:
Festara entrevista ExCompanhia de Teatro (Bernardo Galegale e Gustavo Vaz). Mediação de Fernanda Zancopé | Instagram

20h:
WOOLF OLHAR SUBMERSO (Araçatuba/SP) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: A vídeo-performance parte do processo de morte da escritora inglesa Virgínia Woolf, encena-se o silêncio do suicídio, sua ligação com as águas do rio Ouse, perto de sua casa e as pedras em seus bolsos. Banhado pela chuva e cercado pela água o ator pretende levantar o questionamento sobre a perenidade da vida, o quão frágil somos e a relação da nossa importância perante outras preocupações.

20/03


14h – 16h30:
Workshop: Ante o Impossível: laboratório de performance com Maikon K | Via ZOOM

18h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: Tecnologia, Audiovisual e Teatro Digital com Eduardo Nunes, Ivam Cabral e Paulo de Moraes. Mediação de Fernanda Zancopé | Facebook

20h: GALILEU E EU – Leitura Dramática com Denise Fraga (São Paulo/SP) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: 12 anos

21h:
WONDER, VEM PRA BARRA PESADA (São Paulo/SP) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Neste ato de criação evocamos Claudia Wonder! Em sua trajetória de muitas artes, vidas e afetos. Claudia é o tempo presente que atravessa a Brasil (idade) dos anos 70 aos 2000, se amalgamando da história que se conta do mundo. Das multidões à solidão, das dores y humores a música, o teatro e a escrita foram fiéis companheiras de uma vida em ponto de ebulição. Numa evolução democrática travesti de si. Wonder, essa maravilha de ser humano que permeou pelas zonas de conflito e as áreas de risco do palco e das ruas, está aqui! Revista e revisitada pelas vozes e atuação de artistas que igualmente fazem poesia da própria vida para um arranjo de múltiplas notas.

21/03


14h – 16h30: Workshop: Ante o Impossível: laboratório de performance com Maikon K | Via ZOOM

18h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: A Criação Em Um Novo Espaço com Giordano Castro, Mariana Lima Muniz e Nicole Cordery. Mediação de Fernanda Zancopé | Facebook

20h: PAUBRASILIA (Araçatuba/SP) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Duas personagens. Duas histórias. Uma maioria… predestinadas ao mínimo.

22/03


16h – 18h30: Workshop: “A Desordem dos Sentimentos – Estudos Performativos” com Carolina Bianchi | Via ZOOM

12h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: Festara entrevista Janaina Leite. Mediação de Fernanda Zancopé | Instagram

20h: SANTO DE CASA processo criativo “Vem Brincar na Lua” com Paulo Sebastião e Josy Martins | Instagram

24/03


16h – 18h30: Workshop: “A Desordem dos Sentimentos – Estudos Performativos” com Carolina Bianchi | Via ZOOM

11h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: Festara entrevista Vinicius Calderoni. Mediação de Fernanda Zancopé | Instagram

15h: MÃOS (Araçatuba/SP) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: 14 anos
Sinopse: Para deixar de dividir a atenção e o amor do pai com outras mulheres, Moema, a filha mais velha de Eduarda e Misael Drummond, afoga no mar as duas irmãs caçulas e ainda consegue persuadir o pai a assassinar a mãe. A partir dessa parte da história da família Drummond inicia-se Mãos. Nesse enredo teremos as três personagens principais da história original de Nelson Rodrigues já encarceradas em suas vidas pós-morte. Como elas foram colocadas no mausoléu da família, terão que conviver para sempre e assim inicia-se o diálogo mórbido, mas ao mesmo tempo é o primeiro momento de convívio entre elas, suas falas são memórias dos dias em que ainda eram vivas.

26/03


11h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: Festara entrevista Elcio Nogueira Seixas. Mediação de Fernanda Zancopé | Instagram

19h – 21h: ABERTURA DE PROCESSOS Workshop: “A Desordem dos Sentimentos – Estudos Performativos” com Carolina Bianchi | Via ZOOM

20h: SENÃO UMA DESPEDIDA – Leitura Dramática (Araçatuba/SP) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: Como se enlutar por milhares de vidas que se perderam pela mesma razão, sendo que essas vidas são despersonificadas em números? Por mais que o maior jornal televiso do país tente, infelizmente se tornaram números. Deste modo, ao abordar o luto na sociedade contemporânea e muitas vezes o não-luto que se transforma em estatística, “Senão Uma Despedida” retoma à arte a sua principal função: ser meio de digerir o intragável da tragédia real.

27/03


14h – 16h30: Workshop: Ante o Impossível: laboratório de performance com Maikon K | Via ZOOM

15h: VAMOS BRINCAR NA LUA (Araçatuba/SP) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: O imaginário e a brincadeira são os melhores lugares para estar e é nesse lugar em que acontece o espetáculo. Xexé e Tatá sempre curiosos e criativos decidem brincar na Lua e estando lá descobrem que as crianças podem ser verdadeiros heróis da humanidade e do universo… Venham com a gente pra essa brincadeira!

18h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: Arte e Ativismo Digital com Débora Zanini, Gabriel Cândido e Wilken Sanches. Mediação de Fernanda Zancopé | Facebook

20h: INFERNO’S BAR (Araçatuba/SP) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Duas mulheres e um homem descobrem que estão confinados em um bar. Isolados de suas existências fora dali, precisam enfrentar a difícil tarefa de conviver neste mesmo ambiente, até que Eles digam que isso não será mais preciso. A rotina da convivência e a ameaça da intimidade vai aos poucos revelando quem estas pessoas realmente são e o que as levaram até aquele lugar.

28/03


14h – 16h30: ABERTURA DE PROCESSOS Workshop: Ante o Impossível: laboratório de performance com Maikon K | Via ZOOM

15h: O PRÍNCIPE DESENCANTADO (São Paulo/SP) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: Em ‘O Príncipe DesEncantado – O Musical’, o espectador é convidado a vivenciar uma história de amor justamente pelos olhos do príncipe herdeiro, que se apaixona por outro príncipe de um reino vizinho. Com naturalidade, simplicidade e sem evocar a militância, a peça apresenta situações que se resolvem justamente quando os personagens se despem de preconceitos e enxergam o amor.

18h: Ciclo de conversas sobre teatro digital: Afinal, Quem Nos Assiste? com Afonso Nilson de Souza, Dani Ribas e Isaíra Maria Garcia de Oliveira. Mediação de Fernanda Zancopé | Facebook

20h: A PRIMEIRA VISTA com Mariana Lima e Drica Moraes (Rio de Janeiro/RJ) | Facebook e YouTube
Classificação indicativa: 14 anos
Sinopse: L e M tem 20 e poucos anos quando se se conhecem numa loja de camping. Vivem uma amizade intensa, se apaixonam, formam uma banda, experimentam outros amores, rompem, ficam anos sem se ver até que se reencontram por acaso num camping onde vivem um final completamente inesperado. Intercalando com as diferentes fases dessa relação, L e M refletem sobre o que foi o afeto para uma e outra.


CAPSULAS de …


RISADAS com a Cia Pano de Chão (Araçatuba SP)
HISTÓRIAS com a Cia Koi (Lins SP)
Todas as Segundas, Quartas e Sextas às 18h

#intervenções


VJ TUPYCAINA Intervenções visuais irão ocorrer durante a transmissão online da programação do FESTARA no Facebook e Youtube/ FestaraFestival
ROBERTA BARONI Pintura de mandalas em prédios públicos que será realizada assim que as medidas de contingência do plano São Paulo permitirem. Locais das futuras pinturas: Estação Cidadania, ANTONIO RODRIGUES MARTINS NETO PROFESSOR EMEB, SELMA MARIA TREVELIN DE JESUS EMEB, Secretaria Municipal de Cultura.


FICHA TÉCNICA


Direção Geral – Caique Teruel
Direção de Produção – Caique Teruel e Pedro Böor
Direção de Comunicação – Pedro Böor
Administrativo Financeiro – Gabriela Reis
Curadoria dos espetáculos – Rodolfo LimaCuradoria do Ciclo de Conversas – Fernando Fado (Zona Plural) e Fernanda
Zancopé
Produção – Denise Vaz, Giulia Sorpilli, Robson Gomes
Design Gráfico – Caio Teruel (Estúdio Acervo)
Fotógrafo – João F. Tavares Kawasaki
Filmagem e Edição – HOUSE – Estúdio Criativo e Display Produção e Eventos
Transmissão – Display Produção e Eventos e Caio Teruel


Confira essa e outras histórias da cidade no site da Solutudo Araçatuba!

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Araçatuba e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br


Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui