Talvez você nunca tenha visto algo parecido. Mas já sentiu falta de brincar com uma boneca que seja parecida com você? Ou já sentiu falta de brincar com bonecas que tenham outros tipos de cabelo e tonalidade de pele? Esta história vai surpreender!

Conheça Rafaele Breves, de Tatuí, que faz sucesso com sua coleção de Barbie Negra e está com uma linda exposição no Museu da cidade.

Foto: divulgação

Rafaele tem um canal no YouTube chamado Minha Barbie Negra. Ela é uma jovem colecionadora de Barbie, mas não é qualquer tipo de Barbie, são Barbies Negras.

“Quando eu falo que coleciono Barbie para as pessoas, elas acham super engraçado. Mas quando eu falo que coleciono Barbie Negra, as pessoas se interessam mais ainda e me enchem de perguntas“, fala Rafaele.

Ela sempre amou brincar com bonecas, mas percebeu que não tinha uma boneca que se parecia consigo mesma.

“Todas as Barbies, sem exceção, eram brancas, loiras e de olhos claros. Eu se quer tive uma Barbie que fosse de cabelo moreno, por exemplo“, relembra a empreendedora.

Foto: divulgação

O começo da coleção…

Rafaele conta que tudo começou quando no fim dos anos 90 surgiu uma banda inglesa chamada “Spice Girls”. Era uma banda de cinco moças com diferentes perfis que cantavam pop. Com o grande sucesso da banda, elas lançaram vários produtos, entre eles bonecas. Assim que as bonecas chegaram ao Brasil, ela ganhou a boneca da Mel B, a sua primeira boneca negra.

Em 2010, Rafaele participou de uma feira chamada “Feira Preta”, onde ela descobriu na exposição “Black Barbie” que existiam muitas bonecas negras e se encantou com elas.

No dia 27 de fevereiro de 2017, dia do seu aniversário, ela entrou em uma loja do shopping e viu uma Barbie Negra, ela se apaixonou e, ao mesmo tempo, ficou sem graça de levar para a casa. Até que entrou em uma outra loja e viu que a boneca estava pela metade do preço. Sua mãe lhe incentivou e disse para comprar, pois ela daria outra de presente. Com isso, ela saiu da loja feliz da vida com suas bonecas. Hoje, já são mais de 60 bonecas!

A exposição e o Poder da Representatividade

Esta exposição está sendo realizada no Museu Histórico “Paulo Setúbal” com mais de 60 exemplares raros e limitados da famosa boneca, incluindo o exemplar original da primeira Barbie negra lançada no mundo, em 1980. A exposição estará no museu do dia 8 a 30 de março, das 9h às 17h, e a entrada é franca.

Rafaele conta que a exposição é para todos os públicos, mas o principal alvo são as crianças e adolescentes.

“Com essa exposição, pretendo ampliar a referência que as pessoas possuem da Barbie, que é um ícone no mundo dos brinquedos. Além disso, quero reforçar a imagem da mulher negra em todos os espaços. Muitas meninas negras se esqueceram do quanto eram especiais porque eram muito raras as bonecas negras no Brasil. Sem essa referência, não se reconheciam, era como um espelho defeituoso. Aos poucos, o mercado de brinquedos passa a perceber a importância de um catálogo mais diverso“, finaliza Rafaele.

Foto: arquivo pessoal

Siga a Rafaele nas redes sociais!

Youtube

Facebook

Instagram

Foto: arquivo pessoal

Gostou de conhecer esta história? Se sentiu representada(o)? Você sabia da existência destas Barbies? Deixa nos comentários! Veja a exposição no museu e não deixe de dizer que viu na Solutudo!


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Tatuí e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: [email protected]


Siga nossas redes sociais!

FacebookSolutudo Tatuí Instagram@solutudo.tatui

Fale com o autor!


SolutudoDeBom! Obrigado por ler, e confiar em nós. A nossa missão é ajudar você a conhecer melhor a cidade em que vive! 💜

3.8/5 - (11 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui