Em tempos de pandemia, com todos nós ficando cada vez mais tempo em casa, começaremos a recuperar algumas coisas que perdíamos quando passávamos o diiia todo trabalhando fora, e que agora podemos desfrutar quase que ilimitadamente. 🤩 Uma destas coisas é justamente passar mais tempo com os animaizinhos de estimação! 🤩🐶🐦😺

Talvez você não goste ou mesmo ainda não tenha, mas quem tem pelo menos um passarinho ou um peixinho beta que seja, sabe o quanto é bom contar com a companhia deles, não é verdade? 🥰 E o time da Solutudo sabe muuuito bem disso, tanto é que cada integrante do time tá aproveitando a beça eles no home office! Quer ver?

SoluPets

Antes de começarmos a ver o que cada um deles tem a falar de seus pets, é curioso notar que 6 dos 7 integrantes de nosso time possuem um cachorrinho! 🐶 Apenas uuunzinho que tem gato! E nenhum tem passarinho ou um beta (que pena haha). Agoora sim, vamos lá! 🤗

Thiago – 🐶 Yuri

Este é o Yuri! Ele é todo educadinho, não entra em casa, mas se você não vai lá dar oi para ele quando você chega, ele não para de chorar. 😂

A nossa história começou quando ele apareceu na porta de casa, parou lá e ficou deitado na frente da porta. Fomos dando água e comida para ele e assim ficou por 3 dias, quando finalmente nos rendemos e deixamos ele entrar. 

Desde então ele é o nosso parceiro de caminhada, é o amigo das minhas filhas e o protetor da casa (mas não corre atrás nem dos passarinhos que come a comida dele 😅). Yuri conhece o barulho de todos os veículos da casa. Assim que ele ouve algum deles chegando, fica na porta esperando a pessoa entrar. 

Como eu não moro mais com meus pais e não estou indo lá devido o risco de covid, fica só a saudade em ver essas fotos. 😍❤️

Gustavo – 🐶 Luna

Eu e minha esposa adotamos a Luna no dia 27/12/2020, e foi uma das melhores decisões que já tomamos. Essa vira-latinha linda, carinhosa e cheia de energia nos trouxe muita alegria desde então. 

Na imagem vemos um ser todinho realizado! Ah, e o outro é “apenas” um dono feliz e igualmente realizado de ter acabado de adotar um doguinho. 🥰🐶🤩 (Foto: Arquivo Pessoal/ Reprodução)

Claro que mudou um pouco nossa rotina e demanda nossa atenção. Como todo filhote, a Luna é bastante levada, gosta de atenção e adora fazer arte: ela ama pegar um pano, uma meia, um chinelo e sair correndo toda serelepe, mas estamos educando e adestrando ela. Aliás, é impressionante como ela é esperta e aprende rápido. Já sabe se comportar muito bem e aprendeu vários truques.

A Luna já chegou chegaaando!! 😂😂😂

Acompanhando o Projeto Pracinha dos Dogs, minha esposa viu uma foto da Luna aguardando para ser adotada. Ficamos apaixonados por ela e começamos a conversar sobre a possibilidade. Apesar de já termos vontade de adotar um cachorrinho, acabávamos postergando a decisão, pois trabalhávamos o dia todo fora de casa e tínhamos pena de deixar o pet o dia todo sozinho. Com a pandemia, passamos a trabalhar de home office e isso contribuiu para a decisão.

Estamos adorando a experiência e teríamos adotado antes se soubéssemos que seria tão bom. Fico muito feliz com o fato de termos adotado e recomendo que, todos que tenham amor para compartilhar e vontade de ter um baita companheiro, adotem um cachorro também.

Eduardo – 🐶 Vladimir (ou Jacaré)

Essa época desafiadora veio para nos ensinar uma coisa muito importante: ficar sozinho é um saco! Vimos a importância dos nossos familiares e das pessoas que te fazem companhia no dia-a-dia.

Eu tenho 28 anos e sempre contei com cachorros na minha vida – e sempre achei estranha a vida sem um por perto. Ao me mudar para Jundiaí, me deparei com um apartamento sem um dog e um quarentena mundial, a combinação perfeita para uma solidão diária que vai te desgastando mentalmente e deixando seu dia mais pesado.

Eu e meu irmão combinamos então que sairíamos do apartamento para irmos para uma casa, assim conseguiríamos incluir um novo membro na família. Ao mudarmos já começamos a pesquisar qual seria o novo morador da nova casa. No dia 5 de março chegou o Vladimir (ou Jacaré, não decidimos ainda). Desde então, é uma alegria que só dentro de casa. É o filhote fazendo bagunça e nós com sorrisos no rosto.

“O animal de estimação é algo tão satisfatório que é quase um crime não ter um. Hoje em dia posso garantir que passaremos por essa época de uma maneira muito mais branda e feliz, graças ao novo membro da nossa família.” 🥰🐶 (Foto: Arquivo Pessoal/ Reprodução)

Kevin🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶

Há algum tempo compramos os buldogues e os pugs porque queríamos ter cachorros diferentes. Depois de um tempo, a fêmea buldogue entrou no cio, e assim se deu a próxima geração dos nossos cachorrinhos. Nessa primeira gravidez, havia alguns interessados nos filhotinhos e nós os vendemos. Depois ficamos com dó de ter vendido, e na próxima gravidez, quando o outro buldogue cruzou com o pug, decidimos que ficaríamos com os filhotes. Por fim, os buldogues cruzaram e novamente ficamos com os filhotinhos. 

🐾 (Foto: Arquivo Pessoal/ Reprodução)

Hoje, temos o total de 9 cachorros aqui em casa. Como moro em chácara, eles têm um espaço bem grande para brincarem. E nesse tempo de quarentena e de só ficar em casa, quando bate o estresse ou o cansaço é só sair pro quintal que já vem os 9 pra cima da gente pra brincar, então é uma alegria que só.

Maria – 🐶 Bruce Antônio

Esse é o Bruce Antônio, o cachorrinho do meus primos. Como moro com eles, também cuido dele. O Bruce é um cachorro adotado, e quando filhote sofreu vários traumas, por isso não gosta de ficar sozinho em casa e odeia trovão. Mas meu primos dão muito amor para ele, e através dos anos o Bruce conseguiu superar alguns dos traumas. 

Aquela companhia preguiçoosa. 😅🐶 (Foto: Arquivo Pessoal/ Reprodução)

Ele adora fazer companhia e, como estou fazendo home office, ele fica mais tranquilo. Enquanto eu trabalho ele dorme no sofá ou na cama. Ah, ele também gosta de brincar com a bola, e embora não pareça um cachorro muito agitado, ele se transforma em outro quando tem uma bola para brincar.

Em casa temos que ter muito cuidado em tudo! Ele sobe na mesa para pegar pão! E a gente também precisa que ficar de olho em tudo que deixa no chão. O lixo, por exemplo, tem que ficar em lugares mais altos, porque se não ele vai e rasga e faz a maior bagunça. Uma vez deixei uma caixa de chocolates na minha mochila, que estava no chão. Quando vi, ele havia comido quase tudo! Não faço ideia de como ele conseguiu abrir o zíper.

Embora seja um pouco bagunceiro, é uma maravilhosa companhia. Ele sempre estará ao seu lado  – nem que seja dormindo. Por ele não gostar de ficar sozinho, o Bruce tá curtindo pra caramba essa quarentena com todo mundo em casa.

Gustavo Sabino – 😺 Matuê

Esse é o Matuê! Ele é da minha tia e a galera da família chama ele de Panqueca, mas eu o chamo de Matuê porque o pelo dele me lembra os dreads do cantor de rap Matuê. E ele tem uma história muito doida: minha tia decidiu adotar ele do nada, mas ele acabou indo morar com uma outra tia minha porque a que tinha adotado ele também havia pegado 4 cachorros – então, cá entre nós: um gato no meio deles não daria muito certo mesmo, né? 😅

O Matuê corre pelo apartamento todo e também é muito carinhoso. Uma das coisas que ele mais gosta de fazer é dormir esparramado com a gente na cama. 🤗🥰

😺🥰 (Foto: Arquivo Pessoal/ Reprodução)

Mateus – 🐶 Layla, Belinha e Batata

Olha, se tem alguém suspeito pra falar de cachorro, esse alguém sou eu. Em meus 23 anos de vida, minha família teve muuitos cachorros. E quando muuitos, são muuuitos mesmo! Como moramos em uma chácara, já chegamos a ter 15 de uma vez! Mas calma que ‘só’ 12 deles eram filhotes, e poucos meses depois dessa gravidez de uma de nossas cadelas conseguimos doar quase todos eles.

Atualmente, temos morando conosco 3 cachorros, cada um com sua história e suas características particulares. A Layla é a mais nova integrante aqui da casa. Depois de passar por duas casas – sofrendo maus-tratos da primeira delas, e desenvolvendo alguns traumas -, minha irmã a adotou após da última dona não ter mais condições de cuidá-la. Ela é a única cachorra que tivemos que era de raça – a tal da Lhasa apso.

Uma fofurinha! Mas desde que começou a andar com os outros dois cachorros, todo esse charme de quando ela volta do pet shop dura apenas um dia! 😂 (Foto: Arquivo Pessoal/ Reprodução)

Todos os outros cães que tivemos sempre foram da famosa raça Vira lata, inclusive a Belinha e o Batata – que, aliás, são mãe e filho. Apesar do parentesco próximo, a única semelhança entre eles é o pelo preeeeto que chega brilhar, e só! De resto, eles são totalmente o oposto do outro! Um exemplo clássico é que, enquanto a Belinha gosta de subir no capô do carro (!!!), em escadas e até no telhado de casa, o Batata gosta mesmo é de ficar no chão e ser mimado – muuito mimado! A felicidade, aliás, é tanta, que ele se treme todo! haha

Mas no geral, os três são muito carinhosos. Nessa quarentena então, com toda a família em casa, é um luxo só, né? Apesar deles não ficarem dentro de casa, a Belinha aprendeu a abrir a porta e, sempre que pode, ela dá uma de espertinha e vem xeretar o pessoal aqui dentro em suas atividades. 🙈😅😂

Cuidados para agora e sempre!

E mais uma coisa que quem tem sabe como é: nossos amiguinhos de quatro patas precisam a tooodo tempo de cuidados específicos. E, sobretudo nessa condição de isolamento em que nos encontramos, precisamos redobrar a atenção com os cuidados básicos para com os pets!

Então se liga nessa matéria aqui embaixo, em que o veterinário e proprietário da Agropet Laranjeiras, João Poli, deu dicas super legais de como zelar pela saúde e bem-estar de nossos amados pets. 🥰


Ufa, agora recuperado depois de taanta fofura, deixa eu te perguntar: você tem animaizinhos de estimação também? 🐶😺🐦 Como tá sendo a quarentena com eles? Conta pra gente aqui embaixo nos comentários ou em nossas redes sociais! Vamos adorar se você também enviar fotos, viu? 😍💜


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui