Você já se questionou se existe no mundo uma cidade parecida com a sua Marília? Para encontrar esta resposta a Solutudo Marília entrevistou um mariliense que percorreu vários países, chegou a morar na Europa, Oceania, América do Norte, América do Sul e Ásia. Aliás, ele é mariliense de coração, porque nasceu no Peru e imigrou para o Brasil ainda bem pequeno: Luís Eduardo Diaz.

Arquiteto e urbanista de formação, Diaz é empresário do ramo de tecnologia da informação de fibra ótica. Esteve em dezenas de países, tanto a trabalho, quando a passeio e, com o seu olhar cosmopolita pôde responder com muita precisão a seguinte pergunta: Qual cidade estrangeira é mais parecida com a Cidade Símbolo de Amor e Liberdade?

Antes de responder, Luís Eduardo Diaz, que tem uma verdadeira devoção por Marília – o empresário desenvolve frentes voluntárias, apoia projetos culturais, iniciativas sustentáveis e solidárias – citou as características mais marcantes da cidade: excelente rede de educação e universidades, economia criativa, potencial ambiental e equilíbrio social.

“A Marília no Estrangeiro para mim é a cidade francesa de Montpellier”, definiu.

Localizada no Sul da França, Montpellier é um munícipio surgido na Idade Média, portanto, uma cidade medieval que acumula Séculos de História.

“Nisso, Montpellier é bem diferente de Marília. Contudo, o número de habitantes é quase o mesmo. Assim como Marília, possui universidades e é uma cidade que conserva sua história, mas ao mesmo tempo aposta na inovação. Penso que Marília pode ter estas características”, projetou.

Crédito das fotos: Ramon Barbosa Franco

Diaz é um mariliense cosmopolita! Nascido em Lima, capital do Peru, a família imigrou para o Brasil quando ele era criança.

“Morei na Austrália, Estados Unidos, Polônia, Espanha e no Japão”, informou. Tempos atrás, o arquiteto integrou a comitiva de lideranças marilienses que esteve na Estônia, ex-República soviética. A delegação mariliense foi conhecer a estrutura que faz da Estônia a terra das startups e a meca da Tecnologia da Informação (TI), uma das novas matrizes econômicas de Marília.  

Crédito das fotos: Ramon Barbosa Franco
3/5 - (1 vote)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui