Benedito Ruy Barbosa é um nome histórico para a televisão brasileira. Assinou grandes sucessos como Pantanal (1990), Terra Nostra (1999) e Velho Chico (2016). Porém, é uma curiosidade sobre as raízes do autor que que vamos falar. Nascido em Gália, viveu grandes momentos de sua vida em Marília.  

E foi de uma lembrança da infância que surgiu uma das cenas mais emblemática da TV. Giuseppe Berdinazzi, interpretado por Tarcísio Meira, viveu algo histórico que você acompanha neste vídeo.

Cena histórica gravada para a novela O Rei do Gado

A origem da História que nasceu em Marília

A família do escritor morava em Vera Cruz nesta época. O novelista era um estudante do primário quando os expedicionários brasileiros voltaram após os confrontos na Europa da II Guerra Mundial.

Marília, no segundo semestre de 1945, promoveu um ato para receber os pracinhas da região. Naquela ocasião, as famílias foram até o centro da cidade recepcionar seus filhos que vestiram fardas contra o radicalismo do nazismo e do fascismo. Aos 14 anos de idade, Benedito Ruy Barbosa estava lá, acompanhando.

Os soldados eram apresentados e seus familiares o abraçavam no palco e seguiam para seus lares. Uma família ouviu o nome do seu filho e o pai foi até o palco. Contudo, ao invés de receber o abraço do expedicionário, lhe entregaram uma medalha.

O filho morrera na Itália. Benedito Ruy Barbosa, em entrevista para o programa ‘Todo Seu’, da TV Gazeta, comandado pelo cantor Ronnie Von, revelou como a cena surgiu na trama de “O Rei do Gado”, novela exibida pela Globo entre 1996 e 1997, outro sucesso antológico da TV.

“Quando estava escrevendo ‘O Rei do Gado’… eu vivo das minhas experiências. Era a volta dos pracinhas. Eu estava lá. Era corneteiro-mor do colégio em Marília. Nós não tínhamos consciência da expectativa que havia para cada pai na volta de um filho. Eu me lembro que nós saíamos tocando, eram cinco fanfarras e a nossa era campeã”.

O autor comenta a lembrança da infância

Foi neste cenário que aconteceu a cena imortalizada por Tarcísio Meira.

 “Um coronel pediu para alguém tocar a marcha batida e eu tive a honra de tocar para o hasteamento da Bandeira Nacional. Esta cena da novela ‘O Rei do Gado’ é verdadeira, eu estava lá, eu vi. Eu vi a mãe subir com o pai e os dois irmãos atrás. E ouvi quando o militar falou: agora vamos apresentar o primeiro-tenente ‘fulano de tal’. E aí entra uma pessoa com a medalha e disse: ‘Seu filho morreu como herói’. E o pai disse: ‘Mas como? Eu lhe entrego um filho de 18 anos e você me devolve uma medalha!’. Virou uma choradeira, isso foi em Marília. Eu estava lá”.

Marília e Teledramaturgia: uma rica história

A relação de Marília com a televisão brasileira é repleta de bons exemplos. Antes da atriz Glamour Garcia, moradora de Marília, e destaque na novela ‘A Dona do Pedaço’ (2019) no papel que lhe rendeu reconhecimento da crítica e do pública, surgir, a cidade Símbolo de Amor e Liberdade já tinha um grande legado com a teledramaturgia. ‘Morde & Assopra’, trama de 2011 teve como cenário Marília e foi escrita por um autor que viveu na cidade, Walcyr Carrasco. Carrasco, que é reconhecido Cidadão Mariliense pela Câmara Municipal, criou uma trama com elementos da cidade, incluindo as descobertas de dinossauros e cenários.

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana como essa e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui