Amanda e Danilo acolheram duas cachorras que estavam abandonadas na rua e desenvolveram uma relação familiar de amor e cuidado dando aos indefesos a oportunidade de convívio saudável e duradoura.

A realidade de animais abandonados

Desde sempre a relação entre homens e animais criam elos de amor e cuidados. No entanto, lamentavelmente muitos deles não convivem com esta realidade e são vitimas indefesas de pessoas cujo corações são enrijecidos e os tornam entregues à própria sorte.

Uma nova chance de sobreviver

Outros tem a oportunidade de encontrarem verdadeiros anjos que os acolhem com amor profundo. Foi o que aconteceu com a Nina e a Mel, duas vira-latas que pareciam estarem destinadas a um final trágico e tiveram a oportunidade de serem encontradas por pessoas dotadas de compreensão e zelo.

Danilo e Amanda são casados. São estes Linense que adotaram os pets e completaram o ciclo de amor entre eles.

Nina, primeira adoção do casal, participa do ensaio fotográfico pré-casamento.

A adoção da Nina

Sempre gostamos de animais. Aproximando a data do nosso casamento, e em processo de construção da nossa casa, vimos uma publicação de uma amiga nas redes sociais que descrevia o abandono do pet em uma área rural de Lins. A beira do caminho, lá estava ela indefesa e debilitada. Foi amor à primeira vista! Decidimos acolhe-la. Estava terrivelmente magra. Precisava de socorro urgente. Encaminhamos para o veterinário! Ela se recuperou bem. Colocamos o nome de Nina, disse Danilo, pensando em uma forma de fazer com que a cachorra atendesse com mais facilidade.

A adoção da Mel

Já casados, foi em um posto de combustível a margem da rodovia que a encontraram. Ela estava gravemente doente; bem inchada e gorda, resultado dos muitos vermes. Provavelmente eram seus últimos dias. A cachorrinha tinha pouquíssimos meses de vida ainda.

Acolhida, o casal providenciou cuidados veterinários. Estava conquistando ali mais um tesouro para a família. Carinhosamente passaram a chamar de Mel, em referência ao tom marrom claro da sua pelagem.

A alegria que os pets trouxeram para casa

Sempre ouvimos falar que pets adotados retribuem muito amor. Rapidamente verificamos ser verdade. Providenciamos muitos brinquedos para elas. Nossa casa tem um amplo espaço para brincarem e são bem alimentadas, afirma Amanda.

O cotidiano amoroso

Todos os dias o casal é recebido com folguedo em casa, independente de quantas vezes isto acontece. Danilo tem o hábito de leva-las todos os dias para passeio. Aos finais de semana ele acorda bem cedo e leva as cachorrinhas para um passeio mais longo.

O casal enfatiza a capacidade de harmonia entre elas. É amor e carinho sem fim. Este é um caso de sucesso de adoção responsável!


Que gostoso ter um pet em casa, concorda? A Solutudo deseja te ajudar a entender melhor o universo da adoção responsável e por isso te convidamos a ler este artigo do nosso portal que fala sobre a ONG REFÚGIO PET de Lins que faz um trabalho incrível a favor dos animais. Acesse o artigo no link abaixo:

Refúgio Pet: 8 anos de atuação em Lins e centenas de animais salvos

Neste outro link, apresentamos a história da Caryne, moradora de Lins que abandonou a área jurídica para se dedicar aos animais. É de se apaixonar. Não deixe de ler esta matéria.

Moradora de Lins transforma um grande amor em fonte de renda



Que história inspiradora! Você concorda também? Tem um pet ou deseja adotar algum? Estamos ansiosos pra receber a sua participação. Conte pra gente nos comentários!

5/5 - (1 vote)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui