A Igreja Ortodoxa Grega em Lins é uma joia preciosa, conforme definição do Padre Nectarios, responsável pelo templo, mais popularmente conhecido como Igreja dos Gregos. Está em processo dedicado de restauração e guarda riquezas históricas e religiosas incalculáveis.

Assista este vídeo e surpreenda-se!

O construtor da igreja

Stéfanos Vassiliadis nasceu na ilha de Rodes, Grécia. Deixou o país e se tornou imigrante grego em solo brasileiro no ano de 1952. Foi aqui no Brasil que iniciou suas atividades na agricultura com o plantio de arroz.

Stéfanos Vassiliadis – Construtor da Igreja Grega em Lins

A inspiração para construção da igreja

Stéfanos Vassiliadis parece estar vivendo tempos ruins na agricultura. Sua plantação de arroz as margens do rio Tietê estava comprometida por ter sido submersa, resultado das muitas chuvas.

Foi em uma noite comum que teve um sonho em que se apresentou Panaghya Tsambika, a quem ele entregava sua devoção. No sonho, ela a pediu que, em sendo a lavoura salva, ele prometesse construir uma igreja em sua honra. Os recursos seriam parte dos ganhos da lavoura. No final da matéria você encontra o link que dá acesso para conhecer um pouco mais sobre Panaghya Tsambika, a quem o templo foi dedicado.

Jornal Gazeta de Lins do dia 27 de Fevereiro de 1958 destacava a imponência do templo
Cerimonia Pedra fundamental da construção do templo

Acordado, e consciente de poder ser apenas um sonho, aceitou no coração o desafio e propôs a promessa. Dois ou três dias passados, para surpresa do agricultor, a plantação recupera-se e lhe possibilitou colheita expressiva, e ainda uma segunda safra.

Em seu coração não havia dúvidas ser esta uma ação milagrosa e iniciou então, conforme promessa, a construção do templo em 1957. Não contou com ajuda financeira de sua comunidade e nem de instituição. Financiou totalmente a obra com seus recursos particulares. Foi destemido e fiel protetor do propósito. Um ano de construção até sua inauguração em 7 de setembro de 1958.

O Jornal Gazeta de Lins do dia 07 de Setembro de 1958 convidava a população para inauguração.
Jornal Gazeta de Lins do dia 10 de Setembro de 1958 descreve a grandeza da inauguração do templo.



Quando Stéfanos morreu, não estava mais aqui na cidade. Cumprindo um dever de trabalho, as incumbências do templo ficaram a cargo de sua esposa Maria Vassiliadis.
Tragicamente Stéfanos perdeu a vida em um acidente de trabalho, golpeado na cabeça pelas rodas de um grande trator que ele mesmo construíra.

As particularidades da igreja

Este é o primeiro templo da Igreja Ortodoxa Grega construído no Estado de São Paulo e é o terceiro no mundo. É o único nas Américas. Os dois primeiros estão construídos na ilha de Rodes e o 4º e mais recente foi construído na ilha de Chipre.
Suas medidas são extremamente rigorosas.

Possui 159 ícones e um monumental acervo de peças religiosas que expressam detalhes surpreendentes. Há muito o que se pode falar sobre isso e certamente a visita guiada será uma das experiências mais poderosas que você terá em toda sua vida, não apenas no aspecto religioso, mas também cultural e social.

A restauração

O templo fechou suas portas em 1979. Apesar dos esforços a época para promover o seu tombamento histórico, não se obteve êxito. Enfim, em 2005, alunos do IAL produziram um documentário para o concurso “Tesouros do Brasil”. O assunto foi o templo, sendo este selecionado entre os quatro maiores tesouros arquitetônicos do Brasil.

Veja o vídeo do documentário:


O templo foi tombado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental (COMDEPHAC) do Município de Lins em 15 de junho de 2007, e reinaugurado dia 8 de setembro de 2012, após permanecer fechado por décadas.

Os restauradores

Os trabalhos árduos da restauração do templo constituem-se uma prova de devoção, coragem e competência. Padre Nectarios e Irmã Makrina, Argentinos – sobrinho e tia respectivamente, são os responsáveis pelo brilhante trabalho de restauração do tempo.

Padre Nectários é um exímio artista sacro e artesão. As peças e entalhes que ele mesmo produz, e de forma artesanal, constituem-se valores imensuráveis.

A igreja tem em seu ponto mais alto 8 metros exatos de altura. É indispensável o uso de andaimes.

Irmã Makrina é artista sacra com ares de extrema excelência. Tendo sido responsável por importantes processos de restauração em diversos países do mundo, inclusive na Itália, um dos berços da arte no mundo.

Não é somente uma simples pintura. Os processos envolvem técnicas e materiais específicos e os restauradores cumprem rituais sagrados.

O templo possui 159 ícones (nome dado as figuras/cenas que compõem o templo). A Igreja Ortodoxa Grega não emprega esculturas. As figuras ali são como que escritas dos acontecimentos teológicos em que a igreja está firmada. O processo de restauração não é uma simples repintura. Tudo, além de ritual, exige o emprego de tintas e técnicas especiais.

E como amam o que fazem. É importante salientar que ambos são voluntários e os recursos para restauração são conquistados arduamente por eles mesmos e pela comunidade que participam. Esta aí uma grande nobreza destes dedicados lutadores pela história e da fé; está dada também a sociedade a oportunidade de apresentar-se ante esta demanda importante.

A Família de Stéfanos Vassiliadis

Karistula Vassiliadis, filha de Stéfanos Vassiliadis. Atualmente mora na Grécia. Acervo pessoal

A equipe da Solutudo Lins conversou com exclusividade com Karistula Vassiliadis, filha de Stéfanos. Atualmente ela reside na Grécia. Estudou o ginásio aqui na cidade; foi em São Paulo que concluiu o colegial e foi preciso voltar a Grécia, conta ela. Um dos seus irmãos tornou-se médico cardiovascular, outro também médico, formando-se na Itália.

“Nasci em Lins e amo muito esta cidade” afirma Karistula.

Ela também demonstra sua gratidão ao Padre Nectáreos e irmã Makrina e elogia ambos, dando-lhe parabéns pelo excelente trabalho prestado.

Esta fotografia apresenta Stéfanos (homem de camisa branca e gravata, ao lado da sra. de vermelho) e parte de sua família; Acervo pessoal Karistula Vassiliadis.

As visitações

Peça produzida artesanalmente pelo Padre Nectáreos.

A visitação guiada é uma viagem a um tempo indescritível. A cada explicação, tudo torna mais profundo e poderoso. A igreja é um caudal de detalhes e processos. Não se pode encerrar tudo em uma só visita. Mas é razoável pensar ser todos bem-vindos todas as vezes que desejarem. Não se trata de uma visita religiosa apenas e não é preciso ser católico para acessar o templo.

É muito mais que uma religião. Temos em nossa cidade um esplendoroso feito atemporal e acima de qualquer religiosidade particular. Padre Nectarios e irmã Makrina são receptivos, amorosos e extremamente comprometidos com a missão de difusão do local.

Detalhes: O Teto é composto por 1.000 estrelas perfeitas, todas de diferentes tamanhos e recortadas a mão. As quatro colunas precisam ligar em igual cor ao solo. São os quatro evangelhos ao alcance do homem.
A orientação do templo obedece posicionamento rigoroso. O altar aponta para o oriente. As colunas que envolvem o templo possuem característica cor azul.


As visitas acontecem as quartas das 14h as 17h. Fora deste período ou para visitas guiadas, é preciso agendamento via telefone.

As missas acontecem todos os sábados as 19:30.

Endereço: Rua Campos Sales, 980 – Jd. Campestre (acesso pela esquina da Rua Regente Feijó com a Av. José Ariano Rodrigues)
Telefone: (14) 3522 1162
Site: www.panaghyatsambika.com.br
Facebook: www.facebook.com/MissaoLins
E-mail: panaghyatsambika@gmail.com

Temos aqui no portal uma matéria que fala sobre o Bosque das Oliveiras plantado na Igreja dos Gregos. Veja no link abaixo:

Você conhece o admirável Bosque das Oliveiras em Lins?

Para conhecer um pouco mais sobre Panaghya Tsambika, santa a quem o templo foi dedicado, clique aqui.


A muito o que se pode falar sobre este tesouro inesgotável de nossa cidade. É razoável pensar que nunca conseguiríamos esgotar em textos toda experiência recebida ali. Como a cidade de Lins é privilegiada em ter o templo aqui. A irmã Makrina tem planos de escrever um livro contando a história da igreja e os processos de restauração. Certamente será uma obra riquíssima.


Você gostou de saber um pouco mais sobre o templo? Já o visitou em algum momento? Comente conosco!

FacebookSolutudo Lins Instagram@solutudolins

4.4/5 - (7 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui