No dia a dia, muitas vezes saímos de casa sem pensar muito na roupa que vestimos, no nível de formalidade ou em como nos portamos. Isso também ocorre nas redes sociais, ao expressarmos opiniões, compartilharmos matérias, vídeos ou fotos, também estamos sendo “julgados”, de certa forma, pelos entrevistadores, pois o conteúdo de suas redes sociais pode afetar a sua reputação na hora de concorrer para uma vaga.

Mesmo que a rede seja um ambiente livre, em que não são usuais muitas formalidades, é importante ter atenção às atitudes e comportamentos. Afinal, os recrutadores costumam olhar o seu Facebook antes de tomar a decisão final de contratar ou não um funcionário, e o resultado pode ser crucial para a contratação. Por isso, separamos abaixo algumas dicas para aumentar as chances de não ter o seu currículo descartado após o recrutador visitar o seu perfil, confira!

O que não fazer?

Alguns problemas que podem ser encontrados são mensagens ou fotos que contradizem os valores da empresa, agressividade, preconceito ou envolvimento em polêmicas, dando margem para o recrutador tirar suas próprias conclusões.

Evite postar fotos com partes do corpo muito expostas, em cenas comprometedoras ou em festas com muitas bebidas.

Se seu líder também fizer parte de seus amigos o cuidado deve ser ainda maior, aceitar a solicitação foi uma escolha sua e por isso deve ter consciência que a sua imagem pode mudar mesmo após já ter sido contratado.

E claro, nunca se deve falar mal de empresas, colegas de trabalho, chefes ou clientes, aliás, de ninguém, nas redes sociais.

Não se esqueça que aspectos negativos são mais fáceis de serem encontrados, por isso deixe o perfil o mais livre possível de coisas que possam ser ruins e prejudicá-lo, qualquer atualização nas redes devem ser tomadas com cuidado e atenção.

O que fazer!

Procure utilizar fotos de bom gosto em seu perfil e faça com que certas fotos pessoais não sejam encontradas alterando as configurações de privacidade, dica que também é boa para sua segurança no mundo virtual.

Poste sobre coisas que se identifique com a cultura de trabalho de empresas em que gostaria de trabalhar. Os empregadores procuram alguém que possa se adaptar bem a empresa. Evidencie aspectos diferentes de sua personalidade, como hobbies, capacidades e outros indicativos que podem de alguma forma agradar aos recrutadores.

Utilize o português corretamente, mesmo que de maneira mais informal. Lembre-se de incluir suas qualificações, cursos e experiências em seu perfil para comprovar o que está no currículo. Para te ajudar, você pode conferir alguns perfis da área de atuação que deseja trabalhar e como eles se comportam. Compartilhar conteúdos sobre negócios, projetos, culturais ou assuntos relacionados a sua carreira e interesse também são muito bem-vindos.

Mesmo com o Facebook em ordem, é importante também estar com o perfil atualizado no LinkedIn, uma rede social profissional.

Na rede social

Na dúvida é melhor pensar um pouco antes de postar certas coisas em suas redes sociais. Os recrutadores não são os únicos a verem o seu perfil, seus amigos do Facebook também fazem parte de sua rede e poderão lhe oferecer ou te indicar para uma oportunidade de emprego a qualquer momento.

O Facebook ajuda a entender o estilo de vida, comportamento, hábitos e preferências do candidato quanto em sociedade. Há cada vez mais recrutadores utilizando as redes como um dos critérios para avaliação dos candidatos e elas muitas vezes são solicitadas pela própria empresa. Por isso, é importante que tente seguir essas dicas para aumentar as suas chances de ser escolhido para aquela vaga que tanto procurou!


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui