A psicologia hoje é de grande importância em um mundo com níveis preocupantes de problemas relacionados diretamente e indiretamente à ela. Contudo, uma grande parcela da população não tem conhecimento do trabalho de um psicólogo e nem de seus benefícios, na maior parte das vezes por questões financeiras.

Pensando nisso, a psicóloga Rebeca Oliveira dos Santos decidiu investir em um projeto que levasse seu trabalho às comunidades carentes da cidade de Jaú, promovendo consultas com preços mais acessíveis para a população de baixa renda.

Quando ingressou no curso de psicologia em Jaú, Rebeca queria seguir a área clínica, mas no decorrer de sua graduação descobriu e se interessou mais pela área social. E, percebendo que as outras áreas de sua profissão na cidade são um pouco mais restritas, observou uma brecha. 

Eu pensei em unir o útil ao agradável, porque eu preciso trabalhar e quero levar a psicologia pras pessoas. Então vi a oportunidade de abrir um consultório.

Experiência e método

Aos 15 anos, Rebeca já sonhava em ser psicóloga mas acabou deixando a ideia de lado por um tempo. Depois de trabalhar em outras áreas, concretizou seu sonho quando se formou, em 2013. Além disso, em 2015, fez pós-graduação em Psicologia do Desenvolvimento Infantil e Adulto, área que valoriza o olhar da importância do vínculo emocional na formação do indivíduo, nos mais variados âmbitos, fortalecendo este vínculo como uma ferramenta de intervenção complementar junto à família, escola, etc.

Pouco tempo depois, surgiu o Psicoviva, seu “consultório-projeto”. Sua atuação começou com palestras em diversos locais das comunidades, como em igrejas e escolas.

Com o tempo, o projeto começou a dar frutos e as consultas foram aparecendo. Isso rendeu uma experiência enriquecedora e alarmante para Rebeca. Segundo ela, é preocupante a quantidade de pessoas que sofrem e necessitam de um acompanhamento profissional. 

A terapeuta utiliza em suas abordagens a teoria cognitiva-comportamental, que consiste basicamente em buscar pensamentos que afetam o comportamento do paciente. Ao atingir um pensamento negativo e conseguir revertê-lo, a tendência é que a atitude também mude.

A gente vê sofrimento nas mais diversas idades. Crianças estão sofrendo. Jovens, adultos, pais. É impactante o sofrimento psicológico e emocional que essas pessoas estão passando.

O projeto e consultório Psicoviva funciona desde 2017 (Foto:Reprodução/Facebook)

Receios e anseios

Além das questões financeiras, uma outra coisa também afasta as pessoas de uma terapia. É o estigma de que esse acompanhamento é direcionado apenas às pessoas insanas. Esse é um dos pontos que movimentam o projeto. A ideia de quebrar o senso com palestras ajuda na expansão do conhecimento da psicologia

Todo ser humano que tem algum tipo de problema psicológico ou emocional que está atrapalhando o dia a dia precisa ser conscientizado de que é melhor tratar o mais rápido possível.

Rebeca atende pacientes a partir dos 6 anos de idade, considerada a idade escolar (Foto: Reprodução/Facebook)

Os resultados colhidos até agora pelo projeto são satisfatórios. As palestras e as sessões de terapia aproximam as comunidades carentes da importância que tem essa profissão. Portanto, o projeto continua a crescer e levar à quem precisa os benefícios de um acompanhamento psicológico.

Serviço

Psicoviva – Rebeca Oliveira dos Santos

  • Endereço: Rua Jose Pires de Campos Sobrinho, 668 – Jardim Pires de Campos (Em frente à Serralheria Euro) – CEP 17210-800 – Jaú/SP
  • Telefone: (014) 98816-0524
  • Horário de Funcionamento: seg a sex das 13h às 19h
  • Facebook

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E, se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui