Se você costuma usar o “Uber” aqui em Tatuí, provavelmente você já deve ter feito alguma viagem com Fabiana! Mas, por trás de toda a simpatia e alegria que ela carrega, existe uma história.

Fabiana Ramos Silva tem 40 anos, nascida em Mairinque – Sp, e sempre amou o volante. Ainda bem novinha, ela conta que aprendeu a dirigir trator com seu pai em um sítio. Com muitas dificuldades, Fabiana nunca desistiu, e com muita garra conquistou muitos sonhos. Aos 15 anos foi trabalhar como Babá em Sorocaba. Até chegar em Tatuí, onde começaria uma grande jornada.

“Eu agradeço a Deus pela disposição que eu tenho. Tenho muito orgulho de mim e de tudo que conquistei. E eu tiro o chapéu para todas as mulheres que são guerreiras.”

Fabiana quando ainda trabalhava como motorista de ônibus.

A história com os volantes

Fabiana diz que sempre amou trabalhar no ônibus. Ela tem o ônibus como uma paixão. Por conta de uma nova gravidez, Fabi (como geralmente é chamada por seus amigos e passageiros) precisou parar de trabalhar no ônibus, e com isso, começou uma grande estrada como motorista de aplicativo.

Novo veículo, mesma garra

Fabiana trocou o ônibus para ser motorista de aplicativo. Com mais de 800 corridas com 5 estrelas, ela diz que ama fazer suas viagens. Todos os dias ela acorda as 5h da manhã e faz corridas até às 8h. Depois disso, ela cuida de uma senhora de idade, juntamente com seu filho que é bebê. Mais tarde, ela retorna para as corridas de aplicativo, sendo que em algumas é necessário levar seu bebê que ainda é amamentado. Nada disso é barreira para Fabi, que já chegou a trabalhar 12h por dia.

“Cada conversa com os passageiros, cada gesto de parar o carro e deixar uma pessoa atravessar a rua… Com pequenos detalhes podemos fazer um mundo melhor”.

Passageiros não, amigos sim

Com toda a simpatia de Fabiana, ela conta que faz muitos amigos em suas corridas. Ela diz que tem até uma passageira que já dormiu em sua casa. Uma dessas pessoas se tornou uma amiga especial… A Dona Maria! Segundo Fabi, ela é sua passageira predileta. Viajando toda semana, ela já conhece tanto a motorista que só de olhar já sabe quando ela não está bem.

“Só de ver minha carinha ela já sabe se estou feliz ou triste. E no final de toda corrida, eu entro em sua casa para tomar café. É minha passageira predileta!”

Fabiana e Dona Maria.

Não há barreiras

Fabiana já trabalhou grávida, e além do ônibus e corridas de aplicativo, ela já trabalhou fazendo entregas de moto durante a noite.

“Tenho orgulho da minha história. Agradeço muito meus pais por terem nos dado a vara e o peixe para pescar, ao invés de nos dar o peixe. Essa vontade que eu tenho vem de berço!”

Entre a criação de seus filhos, e o trabalho, Fabi dá um show na cidade de Tatuí, e por onde passa, deixa a marca de uma história inspiradora!

Você conhece a Fabiana? Já fez alguma corrida com ela? O que achou de sua história? Conte pra gente nos comentários!


E se você conhece alguma história como a de Fabi, e quer que seja mostrada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

Avalie este conteúdo

1 COMENTÁRIO

  1. Ahh,essa mulher é uma guerreira!!!
    Um exemplo de mulher…Essa vai e faz, não espera nada de ninguém.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui