Este conteúdo é um oferecimento UNIVEM, instituição referência em educação e que apoia as boas notícias de Marília.

No dia do Futebol, vamos mostrar 5 marilienses que já jogaram na Seleção Brasileira, confira:

Jurandir de Freitas

Disciplinado e eficiente, o mariliense Jurandir de Freitas era um exemplo de conduta dentro do gramado. Nascido em Marília no dia 12 de novembro de 1940, despontou nos gramados da cidade Símbolo de Amor e Liberdade. Na sua terra natal assinou o primeiro contrato como jogador de futebol profissional. Seu talento o levou para grandes times brasileiros e esteve na Seleção Brasileira que conquistou o bicampeonato mundial em 1962, na Copa do Mundo disputada no Chile. Jurandir jogou ao lado de Pelé, Garrincha e Amarildo. Pelo São Paulo, onde também foi campeão foram 418 partidas e mais de 200 vitórias pelo tricolor. Vestiu a camisa do MAC (Marília Atlético Clube), mas o início da carreira foi no São Bento, time mariliense. Faleceu em São Paulo, aos 56 anos, em 6 março de 1996.

JURANDIR: campeão paulista pelo São Paulo em 1970 – Memórias do Esporte

Márcio Rossini: 13 vezes na Seleção e um gol

Outro zagueiro de Marília que vestiu a camisa da Seleção Brasileira foi Márcio Rossini, jogador que desenvolveu sua carreira nos anos de 1980. Rossini, que atualmente vive em Marília, passou pelo Santos e chegou a ser capitão do time fluminense do Bangu. Com a ‘Amarelinha’ foram 13 partidas e chegou a marcar um gol, na partida que terminou empatada contra a Suécia. O jogo ocorreu em Gotemburgo em 22 de junho de 1983. Em 1983, o mariliense (nascido em 20 de setembro de 1960) integrou a equipe da Seleção Brasileira que terminou vice-campeã da Copa América. Márcio Rossini também desenvolveu a carreira de treinador de futebol.

Márcio Rossini - Que fim levou? - Terceiro Tempo

Fratura tirou Jorginho Putinatti da Copa de 1986

Dos 4 grandes times do Estado de São Paulo, ele jogou em três: Santos, Corinthians e Palmeiras. Jorginho Putinatti, de Marília, havia sido convocado pelo mestre Telê Santana e integrou a equipe que classificou o Brasil para a Copa de 1986, no México. Jorginho era do plantel que tinha Zico, Sócrates e o goleiro Carlos. Contudo, uma fratura ocorrida um ano antes do início do campeonato mundial tirou o craque de Marília da equipe.

Conheça Jorginho Putinatti: brasileiro que escolheu o Japão para encerrar a  carreira

Guilherme, seis partidas e um gol

O mesmo mestre Telê Santana, que comandou o Brasil nas Copas de 1982 e 1986, e que convocaria Jorginho Putinatti caso ele não tivesse sofrido a fratura, identificou o talento de outro mariliense, o atacante Guilherme (nascido em Marília em 8 de maio de 1974). Atualmente, Guilherme de Cássio Alves é técnico de futebol do MAC, mas na época em que estava dentro dos gramados disputou seis partidas pela Seleção Brasileira e marcou um gol. As convocações ocorreram entre 2000 e 2001 e o gol ocorreu na partida contra a Seleção do Peru, no dia 15 de julho de 2001.

Guilherme de Cássio Alves - Atlético Mineiro #Galo | Atlético, Atletico mg,  Clube atlético mineiro

Lucas Lima: 13 jogos e 2 gols

O atacante Lucas Lima, que nasceu em Marília no dia 9 de julho de 1990, tem 13 partidas pela Seleção Brasileira e dois gols. Atualmente está no elenco do Palmeiras. O mariliense vestiu a ‘Amarelinha’ pela primeira vez em 5 de setembro de 2015, num amistoso contra a seleção da Costa Rica. Em novembro daquele mesmo ano marcou seu primeiro gol para o Brasil, durante um confronto contra a arquirrival Argentina, em partida pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, que foi disputada na Rússia.


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! Se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br.


Este conteúdo é um oferecimento UNIVEM, instituição referência em educação e que apoia as boas notícias de Marília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui