A maior parte das histórias de superação são de pessoas com idades mais elevadas, que já passaram por diversas experiências no decorrer da vida. Porém, é importante lembrarmos que cada criança que nasce pode ser considerada uma vitória. E algumas passam por coisas que podemos chamar de verdadeiros milagres.

A história de hoje é do pequeno Matteo, que aos dez meses de vida venceu muitas batalhas e pode ser considerado um dos guerreiros mais novos de Boituva. Sua jornada começa ainda dentro da barriga da sua mãe Maressa.

Maressa Abiuse teve uma gestação considerada perfeita, sempre com o suporte do seu marido Marco. Viveram a fase da gestação com muita alegria, tudo era novo, já que são pais de primeira viagem. Todos os exames eram feitos com perfeição na fase do pré-natal e a cada ultrassom que faziam a alegria e a ansiedade para conhecer o pequeno Matteo só aumentava. 

Marco e Maressa durante a gestação – Foto/reprodução: Instagram _maressaabiuse

O momento do parto chegou, Maressa estava dando andamento para o parto normal, a maternidade do hospital que está localizado na cidade de Sorocaba realiza vários partos por dia. Marco e Maressa estavam aguardando a dilatação necessária para que o procedimento pudesse ser realizado, a enfermeira passou os exercícios para Maressa e seguiu para outro parto, pedindo para os dois esperarem, segundo ela ainda não estava na hora. Ao voltar para a sala, a enfermeira fez a aferição dos batimentos cardíacos do bebê para fazer o parto, ela constatou que os batimentos estavam em 62 e cada vez mais abaixando. O bebê já estava em sofrimento dentro da bolsa de gestação. 


“Nesse momento a médica falou: Olha, mãe, seu filho precisa nascer agora,
vamos fazer uma cesariana de emergência”, relata Maressa.


Neste momento, tudo virou de cabeça para baixo, Maressa foi separada do Marco e levada para uma sala de cirurgia, onde foi realizado o procedimento de emergência. 

Ultrasson Maressa – Foto/reprodução Instagram matteo_abiuse

Eles fizeram o parto de emergência, Maressa não escutava o pequeno Matteo chorando e não recebia nenhuma informação sobre.


“Eu já fui socorrista, percebi o que estava acontecendo e perguntava:
por que vocês estão fazendo RCP? Por que meu filho não está chorando?”, conta Maressa.


O pequeno Matteo nasceu sem vida, ele ficou cinco minutos sem oxigênio, mas como todo guerreiro ele não desiste fácil, Matteo foi ressuscitado por meio das manobras médicas e resistiu a sua primeira grande luta. Devido ao atraso médico para o parto, Matteo acabou engolindo mecônio (sujeira) e ficou durante cinco minutos sem poder respirar. Esses minutos de atraso afetou seu desenvolvimento, levando a várias complicações.

Após o parto, Matteo ficou entubado durante seis dias na UTI, seus pais não tiveram o privilégio de estar presente, as visitas eram controladas e Maressa não podia amamentá-lo, pois, os atrasos motores afetaram na deglutição. Ao todo, foram mês e 12 dias no hospital.


“No dia que desentubaram ele, foi um dos mais felizes da minha
vida, eu pude ver pela primeira vez os olhinhos dele aberto” , diz Maressa .


Um dos quadros apresentados por Matteo eram as convulsões, Marco e Maressa ficavam muito preocupados com essa condição, viviam em uma eterna incógnita sobre o destino de seu filho. Cada resposta positiva que seu primogênito apresentava motivava com esperança cada vez mais o casal de pais iniciantes.

Com menos de um mês de vida, ele enfrentou mais uma batalha, precisou fazer uma cirurgia para inclusão de um “BUTTON GTM” para acesso de alimentação no estômago. Devido ao atraso na deglutição, ele não conseguia se alimentar de forma correta.  

Após um mês e 12 dias, Matteo recebeu alta do hospital e mais uma grande batalha estava quase concluída, o atraso na deglutição. Após dois meses com muita fisioterapia e treinamento, ele conseguiu força de sucção para poder utilizar a mamadeira. O BUTTON pôde ser removido e ele venceu sua segunda batalha.

Maressa e Matteo – Foto/reprodução: Instagram _maressaabiuse

“Hoje, ele tem uma cicatriz no lugar do acesso,
que chamo de: cicatriz do amor” , ressalta Maressa 


Após essas complicações, Matteo ainda apresentava um quadro instável com convulsões, aos poucos elas foram sendo controladas por meio de ajustes nas dosagens dos medicamentos.

Hoje em dia, o maior desafio do Matteo é a coordenação motora, seus músculos não possuem o relaxamento suficiente para se movimentar com perfeição. Devido a todos os fatos ocorridos, apesar dele ter dez meses de vida, sua idade seria como a de um bebe de cinco meses.

Marco e Maressa estão iniciando um novo tratamento com o pequeno, que obteve grande resultado em outras crianças com a mesma condição que Matteo e em pessoas com Mal de Parkinson que apresentam dificuldades motoras. 

Apesar dos dois trabalharem e lutarem muito, o tratamento tem um alto custo, apenas um frasco do medicamento custa em torno de R$890,00, por isso os dois iniciaram uma campanha de arrecadação de fundos para que o tratamento deste pequeno guerreiro ocorresse da melhor forma possível. Algumas rifas foram feitas e muita gente se engajou nesta linda causa. Então, eles resolveram fazer uma vaquinha em prol do Matteo para pessoas contribuirem.


“Marco me deu muito apoio e me apoia até hoje, esta
união ajuda e muito seguirmos em frente”, finaliza a mãe. 


Após dez meses de muita luta, esta família consegue dormir mais tranquila, porém, atenta para cada movimento que o pequeno Matteo faz. Marco e Maressa seguem lutando com seu filho nesta batalha, que se tornou uma ação coletiva em prol de um pequeno boituvense de muita garra.


Para contribuir com a causa do Matteo, acesse o perfil do instagram clicando aqui e saiba como ajudar. Por lá, você consegue acompanhar toda evolução da criança.
Você também pode acessar a página da vaquinha clicando aqui. 🙂



Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Boituva e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

SolutudoDeBom! Obrigado por ler, e confiar em nós. A nossa missão é ajudar você a conhecer melhor a cidade em que vive! 💜

Nos siga nas redes sociais.

Fale com o autor

5/5 - (1 vote)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui