Esse conteúdo é um oferecimento Univem, empresa madrinha que apoia as boas notícias de Assis.

Personificação da arte, Joshey Leão é lembrado até os dias atuais como um ícone do ballet mundial. Tinha apenas 12 anos quando recebeu o prêmio de Revelação do Ano das mãos de Monteiro Lobato que não hesitou em dizer:

“É o único bailarino brasileiro que pode ser comparado aos soviéticos”

Dezenove anos depois, em Studegard, na Alemanha, Joshey foi incluído entre os cinco melhores bailarinos do mundo no Festival Internacional de Filmes de Ballet.

Por três décadas, ele foi o mais importante bailarino do Brasil. Mesmo obtendo reconhecimento internacional, o bailarino se rendeu ao desânimo devido a falta de incentivo à arte e cultura em nosso país que, naquela época, vivia a ditadura e exaltava a rude postura militarista. Chegou a afastar-se dos palcos por muitos anos, mas retornou pouco antes de sua precoce morte em 1983, aos 56 anos.

“Continuo dançando e estudando muito. Só não me apresento em público porque o ambiente do balé clássico está muito precário. Não há local apropriado para desenvolver a arte”

Bailarino, coreógrafo, professor e ator, Joshey foi, e é um artista notável de nossa terra. Levou o nome de Assis mundo afora com sua arte. Um homem extraordinário quando citado por quem teve a sorte de desfrutar de sua companhia e, até, de trabalhar com o mesmo. Joshey era leve, alegre, exalava o amor à arte e lutou bravamente pela valorização da mesma.

Confira uma das poucas coreografias de Joshey disponíveis e creditadas no Youtube:

Todas as imagens desse conteúdo são de responsabilidade da Página Joshey Leão, que mantém o legado desse grande artista compartilhando lembranças do trabalho e da vida desse grande artista.


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você tem uma sugestão e quer ver ela ela aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br


Esse conteúdo é um oferecimento Univem, empresa madrinha que apoia as boas notícias de Assis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui