Nunca é demais falar de coisa boa, não é mesmo? ? Em meio a tantas notícias nem tão boas, parece que até elas não têm mais tanta cor, muito menos destaque. Mas elas estão por aí, sempre! E esse é justamente o objetivo da nossa série ‘Heróis Anônimos’.

Lembrando que tudo começou lá no dia 1º de abril, com o primeiro episódio da nossa série sobre jovens de diversos bairros e cidades da região de Jundiaí que se dispuseram a fazer compras e ajudar no que fosse necessário idosos e pessoas de grupos de risco.

No dia seguinte, no segundo episódio relembramos 25 belas ações de pessoas e empresas que foram destaque nesses dias de combate ao Coronavírus. Foi demais! <3

E agora, para fechar com chave de ouro a série, queremos mostrar que sim, esses homens e mulheres que estão em suas casas ou ainda trabalhando, eles também sentem medo, têm rosto, mas sobretudo sentem que podem fazer mais por alguém que necessite. Muitos continuarão anônimos, como muitas outras pessoas ainda continuarão precisando de ajuda, mas o que nunca vai acabar também serão as boas ações que gente desconhecida e anônima faz todos os dias.

Plataforma

Muitos desses anônimos conheceram a plataforma ‘A Cidade Contra o Coronavírus’ e quiseram se juntar a essa corrente do bem. Lançada no dia 21 de março, rapidamente o site conseguiu cumprir o seu objetivo maior: unir pessoas do grupo de risco e suas necessidades com aquelas que podem ajudar de alguma forma. ?

Desde o dia 21 foram mais de 665 cliques no botão ‘Preciso de ajuda’, e, surpreendentes 2.927 cliques no ‘Quero ajudar’. Sim! Para cada pedido de ajuda foram praticamente 4 pessoas que clicaram no botãozinho dispostas a ajudar. ?

Preocupação de tia

Um dos exemplos de pessoas que clicaram no botão de ‘Quero ajudar’ foi o do Thiago Almeida, morador de Várzea Paulista, que assim que ficou sabendo do lançamento da plataforma ficou empolgado com a sua proposta.

“Entrei e vi que em algumas cidades já tinham alguns pedidos. Surgiram também em Jundiaí e vi também que o pessoal logo começou a ajudar. Daí surgiu a oportunidade de ajudar aqui na Várzea, onde moro.”

Thiago conta que o pedido vindo de sua cidade era de álcool em gel e máscara, duas coisas que à época estavam complicadas de encontrar devido à alta procura. “A mulher disse que precisava daquilo para os sobrinhos que tinham asma e bronquite.”

Ele então mandou mensagem pra ela por WhatsApp para entender melhor a situação: “não necessariamente você precisa ter álcool em gel e máscara para se proteger em casa. O sabão líquido já vai te ajudar, e a mascara é quando se está próximo de pessoas infectadas. São detalhes que muitas pessoas não sabem”, explica.

Foi com esse primeiro contato que a moradora da Vila Real então explicou que os sobrinhos precisavam sair para tomar vacina, e ela tinha essa preocupação de reduzir os riscos.

Thiago recorda que também não encontrou em lugar algum os itens pedidos, mas que os tinha em casa. “Separei 1 litro de álcool em gel de casa e a minha noiva tinha duas máscaras, ainda fechadas no pacotinho, dadas pela empresa”.

O rapaz conta que aquela pequena ajuda fez a diferença na vida daquela mulher e de seus sobrinhos. “Mesmo que tivesse o álcool em gel no mercado, talvez ainda sim eles não teriam condições de comprar“, afirma.

Sabe, foi muito legal a oportunidade de poder ajudar, de encontrar essas pessoas que precisam de ajuda. Mais legal ainda foi ver que tem bastante gente também querendo ajudar.

Há sempre esperança!

Em Jundiaí tivemos mais alguns casos de gente passando necessidade e que foram ajudadas. ?

A Ilda, por exemplo, lá do Terra da Uva, também pediu uma força na plataforma e foi ajudada. E olha só: não foi uma ajuda material. Cada um ajuda no que pode, né? <3

E olha que bacana: até ajuda para ir ao mercado a Claudionora recebeu, ela que mora lá no Almerinda Chaves. ?

Bacana como, no pouquinho que cada um pode, sempre tem gente para ajudar no que for preciso, né? ?

Quem ainda precisa de ajuda

E aqui na nossa região ainda temos bastante gente precisando de ajuda, e que podem ser localizadas e ajudadas facilmente na plataforma d‘A Cidade Contra o Coronavírus. Dá uma olhadinha:

Jundiaí

Campo Limpo Paulista

Louveira

Mesmo isoladas, mais do que nunca as pessoas precisam da nossa presença. Presença em orações, em boas ações! Tomando todos os cuidados para si e para o outro, podemos ajudar os mais necessitados sem deixar a saúde de lado. ?


Compartilhe boas ações! Escreva pra gente aqui embaixo caso você já tenha ajudado alguém, ou se conhece alguma pessoa que esteja precisando de ajuda. E claro, não esqueça de entrar no www.acidadecontraocoronavirus.com.br e fazer o seu cadastro para, quem sabe um dia, a sua contribuição faça a diferença para alguém que necessite. ?


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Jundiaí e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui