Desde que os primeiros casos de Covid-19 foram confirmados no Brasil, no final de fevereiro, as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) são para que todos os cidadãos evitem contato físico e higienizem muito bem as mãos. Com o avanço da doença no país, não demorou para que álcool gel entrasse em falta no mercado, e quem procurou sabe: é praticamente impossível encontrar o produto nas prateleiras.

No entanto muitas empresas químicas da região vem aumentado a produção a fim de minimizar o impacto sobre a população. Esse é o caso da Geral Química, empresa de Atibaia especializada em produtos de limpeza que vem produzindo em um dia, o álcool gel estimado para um mês inteiro.

álcool gel
Fabrica de álcool em gel em Atibaia — Foto: Lucas Rangel/TV Vanguarda

Repasse no preço

A empresa deixou sua produção exclusiva para a fabricação de álcool em gel, e produz atualmente 1,5 mil galões, de 5 litros cada, e mais de 1 mil garrafas de 2 litros por dia. Oito funcionários também foram contratados, totalizando 30 e a equipe vem trabalhando em dois turnos para garantir o volume da produção.

Kaique Doratiotto é o proprietário da fábrica e explica que depois que os correios bloquearam o envio do produto para o consumidor final, a empresa tomou a decisão de vender direto para a população de Atibaia e região. “Estamos produzindo a todo vapor para atender a população de Atibaia. A gente está procurando fazer um preço justo pra não abusar do consumidor; não é a nossa intenção fazer isso” afirma Kaike.

O repasse de um preço justo em cima de álcool gel e máscaras é um desafio que o Procon SP vem buscando realizar. Algumas empresas vem comercializando esses podutos com valores absurdos e muitas vezes inacessíveis para a população.

Na própria página do Procon, um comunicado informa: “De acordo com o CDC é caracterizado como prática abusiva elevar sem justa causa o preço de produtos ou serviços. Desta forma […] o consumidor pode fazer sua denúncia via internet (www.procon.sp.gov.br), aplicativo ou via redes sociais […].

“O Procon-SP irá solicitar esclarecimento junto ao fornecedor ou plataforma de venda online que poderá responder a processo administrativo e até ser multado caso a infração seja constatada.” finaliza o texto.

Escassez de matéria-prima

Kaike explica que houve sim um aumento no valor do produto comercializado, mas que acontece em decorrência de escassez de matéria-prima no mercado, especialmente os materiais importados. “Então a gente fez somente o repasse que nós tivemos de matéria prima, da escassez dela, e do aumento do álcool”.

álcool gel
Fabrica de álcool em gel em Atibaia — Foto: Lucas Rangel/TV Vanguarda

Uma das principais matérias-primas para a produção do álcool gel é o Carbopol, nome comercial do componete importante na formulação de cosméticos e produtos de limpeza, que tem como principal função a formação de géis. No entanto o produto é importado e encontra-se em falta no mundo todo, como afirma a Abihpec (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos).

Vale ressaltar que comete crime quem tenta produzir álcool gel de forma clandestina, podendo ter a pisão decretada pelos ógãos responsáveis.

Valores e como adquirir

Disposta a atender toda a cidade de Atibaia e eventualmente a região, a empresa está comercializando o galão de 5L no valor de R$70,00 e a garrafa de 2L por R$30,00. Você pode retirar o produto diretamente no local, a Geral Química fica localizada na Rua Ernesto de Castro Neves, nº 576 no Alvinópolis e ficará aberta ao atendimento público das 08h às 17h30.


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: atibaia@solutudo.com.br

2 COMENTÁRIOS

  1. Que Deus abençoe vcs sempre só em vocês esta fazendo isto Deus já está abençoado cada um porque tem muita gente que não tem condições deste preso todo mundo pode compra irei ater aí em Atibaia para compra alguns galos só faltou o número do telefone.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui