Os ventos e o céu limpo do meio do ano são a combinação perfeita para empinar pipas, mas a brincadeira exige cuidados. A circulação de crianças nas ruas onde passam carros, a brincadeira perto da rede elétrica e o uso de linhas cortantes são alguns dos perigos, tanto para quem brinca, quanto para o resto da população.

O uso do cerol continua frequente nos últimos anos, apesar dos perigos que apresenta. A técnica consiste em envolver a linha da pipa em cola e, posteriormente, vidro moído. O objetivo é cortar a linha de outros empinadores próximos, uma espécie de competição, mas os danos causados pela prática vão de prejuízos à rede elétrica até a morte de transeuntes, ciclistas e motociclistas.

Se para quem empina a pipa o único perigo que o cerol apresenta é o de pequenos ferimentos nas mãos, reportagens já alertaram para o risco de que o fio poderia causar cortes profundos em quem passa pelas ruas e também em motociclistas, muitas vezes levando à morte.

Segundo a lei 12.192, de 06/01/2006, há proibição do uso de cerol ou de qualquer produto semelhante que possa ser aplicado em linhas de papagaios ou pipas.

Seja consciente e responsável, soltar pipa deve ser uma brincadeira feliz e saudável e não causar acidentes, ferimentos e morte de pessoas. Denuncie para a Guarda Municipal através do 199, ajude a salvar vidas!

Guarda Civil tem feito várias apreensões de linhas com cerol em Cerquilho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui