Um local que está em funcionamento há mais de 40 anos com testes extremos em veículos, colocando em prova cada parte do carro. Muitos veículos chegavam ao extremo limite a fim de aprimorar cada peça do carro, visando o aprimoramento da segurança dos mesmos.

Conheça a maior pista de testes automobilísticos da América Latina!

Foto: divulgação Ford.

Confira um vídeo da FORD e conheça de perto este incrível campo de testes!

Vídeo: Ford.

A história da pista

Com mais de 50km de pista, sendo 9 km de asfalto e 41 km de terra, o local foi fundado em 1978 pela empresa Ford. A grande pista conta com laboratórios, oficinas, rampas, lombadas, pedras, buracos, ondulações, paralelepípedos, tanque de água e piscina de lama que permitem ao todo realizar 80 tipos de testes.

Todos os modelos de veículos e caminhões da Ford eram convocados para serem testados em Tatuí. Tantos os nacionais como os que eram exportados. Os testes dos primeiros modelos do Escort foram feitos em Tatuí. Depois, o modelo começou a ser exportado para os países escandinavos.

O Campo de Provas era uma antiga fazenda. Então, a Ford aproveitou uma plantação de milho que existia ali para treinamento de uso dos tratores que fabricou no Brasil, nos anos 70 e 80.

Jonatan Sarmento/Quatro Rodas

As incríveis pistas

O campo conta com Pistas Especiais, onde existem diversos obstáculos para teste dos componentes de suspensão: pedras, buracos, ondulações, valas, trilhos de trem ou paralelepípedos As Pistas de alta velocidade, onde as placas de velocidade máxima indicam 140 km/h, são quase um filme dos Velozes e Furiosos. Lá, os carros são colocados à prova com sua aceleração, durabilidade, comportamento dinâmico, estabilidade, suspensão e freios.

Além de todas estas pistas o campo conta com Pista interna, Pistas de terra, Laboratórios, Tanque de água, Pista de baixa velocidade, Rampas e Lombadas chinesas.

Divulgação/Ford

Qual o motivo da pistar ser em Tatuí?

Tatuí foi escolhida por razões estratégicas. Além de chover pouco, os 146 km de distância para a cidade de São Paulo a mantém longe do olhar de curiosos.

E não era só a Ford que usava a pista. Na época da Autolatina (1987-94), os carros da VW também eram testados em Tatuí. Nos dias de hoje, com a saída da Ford do Brasil, a pista que ainda está em funcionamento, também é usada por Caoacherry, Stellantis e outras montadoras.

Divulgação/Ford

Exemplar único

Em Tatuí, foi desenvolvido um exemplar único do Escort XR3 para servir de carro de segurança do GP do Brasil de F-1 em 1984. Ele inspirou uma série especial do modelo, hoje raríssima.

Foto: Quatro Rodas.

Você sabia da existência desta pista em Tatuí? O que achou? Você já trabalhou ou conhece alguém que trabalhou neste campo? Deixe nos comentários!


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Tatuí e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: [email protected]


Siga nossas redes sociais!

FacebookSolutudo Tatuí Instagram@solutudo.tatui

Fale com o autor!


SolutudoDeBom! Obrigado por ler, e confiar em nós. A nossa missão é ajudar você a conhecer melhor a cidade em que vive! 💜

3.8/5 - (11 votes)

5 COMENTÁRIOS

  1. Eu trabalhei lá e moro em Tatuí, sobre a chuva nao fazia ideia mas os olhares curiosos era uma diversão, quando sobrevoavam alguma aeronave q fosse, éramos avisados pelo rádio para parar e cobrir os carros com capa (os carros em fase de desenvolvimento ou sem lançamento no mercado nacional), uma pena o que aconteceu com a empresa

  2. Bom dia!!! Meu falecido pai Osmar (ratão) trabalhou na Ford e auto latina. E em 1990 saímos da capital para morar em Tatuí pois ele piloto de teste. Pena que minha mãe quiz voltar a morar na capital, mas fica a minha gratidão e ótimas lembranças tanto a Tatuí quanto a Ford com os presentes que ganhei. ☺️

  3. Eu entrei na Ford em 1991 e estou até hoje, tenho muito orgulho desta empresa. Inclusive meu filho Rafael Barreto também trabalha na Ford. Só tenho a agradecer a Deus pela oportunidade que a Ford me deu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui