Antonia Valeria Celestino de Oliveira saiu do Nordeste para Tatuí em busca de realizar o seu sonho. Passou por muitas dificuldades e trabalhou pesado até conseguir alcançar seu objetivo. Nesta dificultosa estrada, ela se apaixonou pela confeitaria e hoje se tornou uma confeiteira de sucesso!

Conheça a brilhante história de superação da Val!

Acervo pessoal.

Um início nada fácil

Nascida em Itatira no Ceará, ela sempre foi uma jovem muito determinada. No dia 1 de janeiro de 2007, decidiu pegar estrada rumo aos seus sonhos. E esta estrada já começou difícil desde o momento em que entrou no ônibus.

“Ônibus lotado, cheio de homens e eu era a única mulher. Ali toda feliz posso dizer que eu estava no melhor momento da minha vida!”, relembra a empreendedora.

Val chegou em Tatuí com o destino de trabalhar na roça em uma plantação da cana. E mais uma vez não foi fácil.

“Era um trabalho braçal, eu nem tinha força para tudo aquilo. Eu era lenta, mas com muito esforço e dedicação para dar o meu melhor, mesmo sendo um trabalho muito duro eu sabia que ali era o como de um novo tempo!”, conta Val.

E foi mesmo!

Acervo pessoal.

Um novo tempo

Como o trabalho na roça era muito difícil, Val sempre sonhou em trabalhar em uma determinada empresa. Ela relata que com muita força de vontade permaneceu durante seis meses entregando currículos neste empresa, até que conseguiu o tão esperado emprego. Durante sete anos, ela permaneceu lá e morou em casas que a empresa disponibilizava para os funcionários.

Após todos estes anos ela conseguiu um emprego em restaurantes da cidade. “Eu sempre amei trabalhar em todas as oportunidades que me deram, conhecimento é a única coisa que ninguém pode tirar de mim“, explica a cidadã.

Acervo pessoal.

Em um momento doloroso veio uma grande ideia

Depois de um relacionamento que Val teve seu lindo filho Maycon, hoje tem 11 anos, veio uma separação dolorosa. Ela se sentiu em muitos momentos sem esperança. Mas com toda a sua força de vontade ela teve uma ideia que mudou tudo.

“Sempre gostei muito de estar na cozinha. Com isso, fiz uma massa de bolo, enchi de brigadeiro, morango e muito mais. Levei ao um mercado e falei pedi para eles colocarem o bolo para vender, eu não cobraria nada, era só para validar o trabalho e saber se os clientes iriam gostar. Com toda esperança que eu tinha, daquela atitude consegui mais uma chance“, assegura Val.

A partir deste momento a vida fez com que Val encontrasse um novo grande amor: A confeitaria!

Acervo pessoal.

A história de amor

Ainda com o seu amor pela confeitaria, Val permaneceu mais sete anos em seu emprego. Ela comentou que foram os sete anos de mais trabalho em sua vida. Mas ela sobreviveu com toda a sua garra.

“Abri mão de muitas coisas para fazer um curso profissional, fiz panificação e confeitaria no Instituto de gastronomia das Américas (IGA) em Sorocaba, fiz vários outros que me tornaram quem sou hoje“, assume a confeiteira.

Depois de muita luta e dedicação, no ano de 2021, ela conseguiu começar a viver da confeitaria.

“No dia 30 de março de 2022, completei um ano de empreendedorismo com o coração trasbordando de alegria, mesmo com tanta luta, sempre olho para trás e vejo o quanto foi importante para meu crescimento pessoal e profissional. Hoje, com 38 anos de idade, mãe solteira de dois filhos, posso dizer que vivo completamente da confeitaria com muito orgulho. Sei o quanto lutei e luto até hoje para chegar até aqui e para chegar onde desejo chegar algum dia“, comenta.

Acervo pessoal.

Mensagem de superação

Ela passou por muitas dificuldades para realizar o seu sonho e, hoje, deixa uma mensagem para todas as pessoas que também desejam alcançar seus objetivos.

“Você, jovem ou adulta, nunca desista do seu sonho, você pode estar passando um momento difícil hoje, mas não desista de você, não desista do seu sonho. Você pode ir longe demais, mesmo que comece com 15 ou 50 anos, o importante é seguir o que o seu coração manda“, diz.

Val também relatou que muitas pessoas criticaram o fato de que ela pediu a conta de seu trabalho para viver do seu sonho e, mesmo assim, não deu ouvidos.

“Ouvi as pessoas falarem que eu era louca por ter dois filhos e pedir a conta de um trabalho fixo.
Eu
sabia o que eu estava fazendo, Deus não iria colocar sonhos que eu não fosse capaz de lutar por eles.
Hoje, garanto que a confeitaria foi a virada de chave na minha história
“, finaliza Val.

Acervo pessoal.

Para conhecer Val e seu trabalho, segue abaixo a sua rede social!

Instagram


Já conhecia a Val? O que achou desta história incrível? Deixe nos comentários!

É incrível ver e ler histórias de mulheres guerreiras que nunca desistem! Você conhece alguma história de outra mulher guerreira como a Val em Tatuí? Manda pra gente!


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Tatuí e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: [email protected]


Siga nossas redes sociais!

FacebookSolutudo Tatuí Instagram@solutudo.tatui

Fale com o autor!

SolutudoDeBom! Obrigado por ler, e confiar em nós. A nossa missão é ajudar você a conhecer melhor a cidade em que vive! 💜

3/5 - (2 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui