Quem de Tatuí que nunca tomou uma “garapa” lá na kombi azul do Sr. Adilson? Se você não tomou, precisa tomar rápido! 😅

Sem dúvida é o caldo de cana mais famoso da cidade. Mas qual é a história por trás dessa kombi que já está há 30 anos no mesmo ponto? Conheça essa história incrível! 😁

Clique aqui para ver o vídeo que gravamos com o Sr. Adilson.

A história incrível do Sr. Adilson

Adilson Aparecido de Oliveira Bastos, natural de Tatuí nascido em 05 de Fevereiro de 1968. Começou a trabalhar aos 12 anos na padaria do seu tio (Padaria Dunita) como ajudante geral, porém depois de um tempo, seu tio vendeu o estabelecimento. A partir daí ele começou a trabalhar em outras padarias como a padaria Rosa, padaria Record, padaria Bimbati e padaria da Rede Santo Antônio (atual Supermercado São Roque). 😱

Nesta época o seu pai já vendia caldo de cana na beira da pista, e no seu horário de folga costumava ajuda-lo ali e também na feira. Em 1988 ele se casou. Na época, ele trabalhava na Usina de Asfalto Paulista situada na pista trevo da Castelo Branco em Tatuí. Trabalhou também na Alpargatas e na Santista. Depois que a Santista fechou um determinado setor, alguns funcionários (inclusive o Sr. Adilson) foram dispensados. Com isso ele contou como comprou a famosa kombi azul:

“Eu peguei o dinheiro da rescisão e comprei um ponto de táxi no Mercado Municipal de Tatuí, mas acabou não dando certo pois as contas não fechavam e era muito fraco, acabei vendendo o ponto e comprei uma Kombi que era do meu pai.”

O começo do famoso caldo de cana

Sr. Adilson contou pra gente que em um determinado tempo, a Prefeitura não desejava que fosse vendido caldo de cana na cidade, então era vendido na beira da pista e na feira. Foi aí que ele teve a ideia de vender caldo de cana na frente da igreja São Roque, localizada na Rua 11 de Agosto. E não foi fácil… Olha essa história contada por ele. 😅

“Fui então na prefeitura solicitar o alvará, porém me falaram que eu tinha que pedir autorização para o Padre da paróquia. Então fui e conversei com o saudosíssimo Padre Paulo que era o responsável pelos cuidados da igreja na época, e o mesmo me autorizou e disse que não havia problemas, eu logo então solicitei a emissão do alvará pela vigilância sanitária e graças a Deus consegui.”

Todo começo é difícil… ele disse pra nós que no inicio ele vendia muito pouco, eram de 10 a 20 copos por dia e aos finais de semana para compensar, ele ia vender em campos de futebol e na feira.

“Dificuldade, todo ramo tem! Caldo de cana não é diferente, pois vende bem no calor e pouco no frio, mais é um dia compensando o outro e gosto muito do que faço.”

A maior dificuldade “Bicho Barbeiro”

Como todos os trabalhos, Sr. Adilson também teve algumas dificuldades. Mas a maior dela foi o episódio do “Bicho Barbeiro”. Bicho que estava sendo mostrado na televisão como responsável pela morte de várias pessoas, e que segundo os canais de tv, ele ficava na cana de açúcar.

“Minha maior dificuldade aconteceu quando deu um episodio no sul do país com o bicho barbeiro. Mostraram o bicho com a cana de açúcar e informaram que muitas pessoas estavam morrendo por conta do barbeiro e que esse bicho poderia ser encontrado na cana de açúcar. Imagine você vender um produto que a televisão fala que está matando, pois é não foi fácil tive que gastar todas as minhas economias e haviam dias que não vendia um copo se quer, foi o meu pior período. Mas isso passou graças a Deus!

O “Garapeiro” como é chamado por muito, também nos contou que a pandemia foi para ele um momento muito difícil, como também foi para tantas pessoas. Mas, com toda a força e superação, ele conta com orgulho sobre o seu trabalho.

“Tenho 31 anos no mesmo ponto (Rua onze de agosto) e na mesma feira de domingo, vivendo somente com a renda do caldo de cana. Agradeço a Deus por nos abençoar e agradeço aos clientes e amigos pela fidelidade e confiança.”

História sensacional, né?! Se você ainda não experimentou, aproveite o calor e vai lá! Ah, e não se esqueça de falar pra ele que viu na Solutudo! 💜


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana aqui de Tatuí, ou algum lugar legal, e quer que seja mostrado aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br.

Siga-nos em nossas redes sociais: Instagram e Facebook.

4.8/5 - (39 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui