O que era considerado uma festa na infância está presente até os dia de hoje. Conheça a tradição da família do Senhor Aildo.

Dia 24 de Junho é comemorado o dia de São João. Essa é a data do nascimento de João Batista e a tradição da fogueira é porque no dia do seu nascimento, Maria acendeu uma fogueira para avisar o nascimento de João Batista. Então a fogueira no dia 24 de junho passou a ser o símbolo do seu nascimento.

Nesse mesmo dia, há muitos anos a família do Senhor Aildo acende uma fogueira em comemoração e agradecimento ao São João.

Tudo começou quando o Aildo ainda era bem novinho, e sempre nessa data os seus avós Jerônimo Batista e Jorcelina e seus pais Sebastião Pereira Costa, conhecido como Tião Sossego e Maria Lídia levavam Aildo para a festa de São João. A tradição teve início na igreja São João Batista. O Senhor Zequinha da Ilda era quem organiza. Tudo era feito com muito amor. A fogueira era feita em uma árvore e várias prendas eram colocadas. Era uma festança só. Tinha comida, bebida, prendas e muita gente reunida.

Igreja São João Batista

A tradição teve início na porta da igreja mas depois continuo durante um tempo na porta da casa dos pais do Aildo e há alguns anos acontece lá na fazenda Flor da Serra. Os pais, irmãos, filhos e alguns amigos estiveram presentes na primeira fogueira e continuam até hoje.

Arquivo Pessoal

“Sempre que acendo uma fogueira eu me lembro de quando ia caminhando para a igreja de mãos dadas com meus pais e meus avós juntos. Era bom demais. Isso me emociona e me motiva a repetir todos os anos essa tradição.”

Enquanto acendo a fogueira eu rezo um Pai Nosso e três Ave Marias, uma para a Mãe de Jesus, que é Maria, uma para minha mãe que também é Maria e a última ofereço para minha esposa Joseleta e todas as mães, pra mim todas as mães são Marias. Em seguida agradeço à São João, Santo Antônio e outros Santos pelo ano que passamos.

AO ACENDER O FOGO EU FAÇO também uma oração, MAS ESSa SOMENTE eu e SÃO JOÃO SABEmos...”

A fogueira não está presente em minha vida somente no dia 24 de Junho. São João e Santo Antônio são Santos que gostam de fogueira e sempre que finalizo o plantio ou a formação de um pasto acendo uma fogueira para eles e peço proteção e ajuda para que cai chuva na lavoura e até hoje sempre deu certo.

“Nossa fé não é só em São João não, nós andamos bem acompanhado, Santo é que não falta ao nosso redor”

Esse ano infelizmente não terá festa e nem poderemos reunir os amigos, mas não será diferente quanto a fogueira, ela já está pronta aguardando para ser acendida e receber as orações.

Arquivo Pessoal

E esse ano diferente de todos os anos anteriores eu vou revelar meu pedido para vocês:

VOU PEDIR PARA SÃO JOÃO E SANTO ANTÔNIO ACABAR COM ESSE COVID.

Para Talyta, filha do Aildo e da Joseleta a tradição da fogueira representa a Fé que os pais dela ensinaram ela e seu irmão a ter. Representa o respeito e amor que seu irmão tem com a esposa e ela tem com o seu namorado. Representa a união entre eles.

Arquivo Pessoal

A tradição da fogueira renova a fé dela e da sua família, uma família unida e que o amor e o respeito estão sempre presentes entre eles. Respeito não somente entre ela, seu irmão e seus Pais. Respeito entre todos que estão em volta deles. No momento que a fogueira é acesa é feito uma roda em torno dela e todos que estão presente na festa participam, católicos, evangélicos, espiritas, todos reunidos por um mesmo motivo: Fé, Amor e Respeito e a Renovação de todos esses sentimentos.

Arquivo Pessoal

Acender a fogueira é acender e renovar todos os sentimentos que existe dentro de cada pessoa. E que esse ano mesmo que sem festa esse sentimento seja renovado e traga fé para todos.


Confira essa e outras notícias da cidade no site da Solutudo Mineiros!

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Mineiros e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail sugestao.pauta@solutudo.com.br.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui