“Fazer o bem sem olhar a quem”, você provavelmente já deve lido ou ouvido essa frase em algum lugar, mas o poder que ela tem, às vezes, pode parecer incansável. Por isso, para comemorar o Dia das Crianças, a Solutudo traz a história da pequena Isabela Fernandes Todesco de 12 anos.

A iniciativa da menina em fazer ação social surgiu quando ela participou de um culto missionário, onde foi mostrado imagens da missão de ajuda no Haiti. A apresentação fez com que Isabela se sensibilizasse pela história do país, e decidisse ajudar o próximo.

Ela percebeu que poderia ajudar com muito pouco. Despertar da empatia é muito importante na sociedade atual. Hoje, as pessoas, especialmente os excluídos, passam quase que imperceptíveis, e quando passamos a compreender a dor do outro, nos despertamos como humanos, acima de tudo solidários e acolhedores.

Comenta Graziela Fernandes Todesco, mãe de Isabela.

Na época, a menina tinha nove anos de idade quando decidiu trocar a festa de aniversário por alimentos. A mãe conta que sempre participou de campanhas voluntárias, o que acabou motivando Isabela.

Creio que isso também serviu como uma forma de despertar para que ela pudesse ser mais solidária.

Afirma Graziela.

A pequena Isabela fez duas edições para arrecadar alimentos, na primeira vez, ela conseguiu arrecadar 55 kg de alimentos e na segunda, cerca de 80 kg. Todo alimento foi doado para uma igreja de Pirapozinho – SP, e revertido em cestas básicas para as famílias cadastradas e atendidas pelo local.

Para Graziela, a filha está desenvolvendo um ótimo trabalho, além do orgulho que só cresce a cada dia.

A forma como a Isa encara a desigualdade, demonstra que ainda há esperanças no futuro de nossa sociedade. Que ela siga sempre assim! Esse é meu desejo!

E a dedicação da menina não para por aí! No ano passado, ela começou a abraçar outra causa, mas dessa vez, é a luta contra a violência doméstica, especialmente em mulheres.

Ela abriu a primeira edição do Sarau das Minas em Prudente, com um manifesto e apelo contra a violência e pela igualdade dos direitos das mulheres.

Conclui Graziela.

E se você pensa que a Isabela tem vontade de parar com os trabalhos que está seguindo ultimamente, a resposta é não!

Eu tenho vontade de continuar a fazer sim, mas atualmente quero ficar no projeto de mulheres, já que quero dar voz para elas.

Diz Isabela.

Exposição de desenhos de mulheres no Sarau das Minas. (Foto: Arquivo Pessoal)

Não importa a idade, não importa a causa, o importante é sempre ajudar e praticar o bem. A Solutudo deseja um Feliz Dia das Crianças! 😍


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui