Casar-se com alguém, é desejar ter aquela pessoa ao seu lado para o resto da vida. Muitos demoram anos para dar esse passo tão importante dentro de um relacionamento, já outros, não hesitam em selar as alianças de matrimónio quando encontram a alma gêmea.

Tempo não define a intensidade do sentimento, ou seja, mesmo que o pedido de casamento leve meses ou anos, estar com a pessoa certa é ter certeza do seu “sim”.

Assim como a história dos casais que você conhecerá agora.

Erika & Ednilson

O casal se conheceu em janeiro de 2018, a partir de um aplicativo de relacionamento evangélico, chamado “Amor em Cristo”. Na época, mesmo a confeiteira Erika de Moura Matias, residindo em Presidente Prudente, seu futuro marido, Ednilson Matias dos Santos, estava há quase 500 quilômetros de distância, vivendo em Sorocaba.

A partir do momento que nos conhecemos, ambos sabíamos que queríamos uma pessoa para ter um compromisso sério e, por nós morarmos em cidades tão distantes, precisávamos conversar bastante para ter certeza do nosso primeiro encontro

comenta.

Mesmo sem parentes no Oeste Paulista, Ednilson viajava a cada 15 dias para encontrar a namorada em Prudente. No entanto, a necessidade de permanecer próximo de Erika era tão grande, que com apenas três meses de namoro, não pensou duas vezes antes de pedi-la em casamento.

Aceitei a proposta na hora! Meus familiares já o conheciam e todos gostavam dele. Fomos abençoados desde o dia que nos casamos, tivemos uma confraternização na nossa igreja entre família e amigos. Sou muito feliz e o amarei por toda vida!

relata.

Para Erika, não há problema algum em se casar com pouco tempo de namoro, desde que você tenha certeza de que aquela pessoa seja sua cara-metade.  

Acredito que, quando tem que dar certo, não existe tempo, mas sim respeito e consciência do que quer para a vida toda. Pois, independente do período de namoro, se não tiver muita renúncia e companheirismo, nada vai para frente

ressalta.

Josiane & José Renato

No caso de Josiane Diniz Klebis e seu marido, José Renato Klebis Cardoso, aconteceu o contrário. Ambos se conheceram em 2008, em frente à Catedral de São Sebastião, em Presidente Prudente, onde conversaram por um tempo, mas acabaram perdendo o contato.

Após um ano e meio, voltaram a se reencontrar por acaso, trocaram telefones e, de acordo com Josiane, não demorou muito até que começassem a namorar, mas diferente do casal acima, o casamento precisou esperar um pouquinho mais.

Eu soube que ele era a pessoa certa, quando nos reencontramos, é o destino. Namoramos oito anos, até que recebi o pedido e aceitei na hora, ele me mandou flores com um bilhete escrito ‘quer casar comigo?’, foi lindo!

conta.

Amigos e familiares do casal sempre questionavam sobre a data do casamento, devido ao longo tempo que já estavam juntos. Quando o dia finalmente chegou, Josiane conseguiu realizar um de seus maiores sonhos, e assim, começou a planejar mais um desejo a ser concretizado: ter filhos.

Hoje, ela é grata aos oito anos de namoro, onde pode desfrutar da companhia de José Renato, com a certeza de que ficariam juntos para sempre.

Agradeço todos os dias por ele ter entrado em minha vida, principalmente por tudo que sempre faz para me ver feliz. Te amo muito, meu eterno namorado e marido!

finaliza.

Não é necessário oficializar uma união para provar o amor que você tem pela pessoa que está ao seu lado, seja o tempo que for, nunca é tarde para amar! 💜


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E, se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br ou pelo nosso WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui