Ficar longe de quem amamos, sem poder sentir o cheiro e ter contato com a pessoa, não é uma missão fácil, ainda mais quando ela se encontra há alguns – ou muitos – quilômetros de distância de você.

Pensando nisso, para matar um pouquinho da saudade e mostrar que não há limites para o amor, confira o relato de dois casais apaixonados, que mesmo estando longe um do outro, ainda assim, conseguem manter suas relações amorosas.

Murilo & Flávio

O casal se conheceu em 2014, quando o engenheiro civil Murilo de Castro, viajou para Maringá e acabou ativando um aplicativo de relacionamento. Ao retornar para Presidente Prudente, alguns contatos do Paraná ficaram registrados no GPS do celular, foi quando aconteceu o “Match” (combinação) com o produtor de eventos, Flávio Silva, com quem trocou mensagens por quatro meses.

Depois de muito diálogo, Murilo percebeu que havia encontrado a pessoa certa e não hesitou em pedi-lo em namoro na primeira vez que se viram pessoalmente.

Manter um relacionamento à distância não é tão complicado quanto muitos pensam, pois nós dois temos pensamentos maduros e nunca tivemos problemas com ciúmes. Já para amenizar a saudade, conversamos por chamada de vídeo

conta.

Com a quarentena, o casal passou por uma nova adaptação que dificultou os encontros que ocorriam frequentemente. No entanto, o dois tem planos de morarem na mesma cidade. Mas, enquanto esse dia não chega, Murilo deixou a seguinte mensagem de carinho ao seu amado:

Flávio, feliz Dia dos Namorados. Gostaria de agradecer a você por ser essa pessoa incrível, companheira e compreensível que é. Espero que possamos realizar nosso sonho de ter um cantinho só nosso, vivendo da melhor forma possível, assim vou conseguir anular toda a saudade que sinto de você. Te amo!

ressalta.

Bruna & Marcelo

A manicure Bruna Soares Shioya, conheceu seu futuro marido, Marcelo Kazuo Shioya, em 2018, através de uma rede social. Na época, ela residia em Presidente Prudente e ele, em Presidente Epitácio. Assim, namoraram por sete meses até o pedido de casamento.

No entanto, como se a distância entre as duas cidades no Oeste Paulista não bastasse, há seis meses, Marcelo optou em se mudar para a região de Kagoshima, no Japão.

Quando nos conhecemos pessoalmente, vi que ele era uma boa pessoa, da qual cuida muito bem das minhas filhas e também de mim. Ele decidiu ir para outro país e, assim, poder dar uma vida melhor para a nossa família. No início, fiquei um pouco triste, mas compreendi e preferi que ele fosse na frente

comenta.

Mesmo se falando todo dia, é inevitável a saudade que um sente do outro, por isso, assim que a pandemia acabar e a economia no mundo se estabilizar, Bruna pretende ir para o Japão viver com seu amado.

Agradeço sempre pelo Marcelo ter aparecido em minha vida. É um amigo e marido muito bom. Ele sabe que sinto muita falta e que o amo muito. Mas logo estaremos juntos!

finaliza.

Nunca é tarde para expressarmos nossos sentimentos, não há limites para amar! Toda forma de amor é bem-vinda. ?


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E, se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao[email protected] ou pelo nosso WhatsApp.

4.8/5 - (22 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui