As máscaras de proteção se tornaram um acessório indispensável nos dias de hoje, entretanto, nem todos têm a mesma facilidade para adquiri-las. A partir disso, a artesã Mariana Luzio, deu início a sua ação solidária.

A iniciativa de utilizar seus dotes para o bem, consiste em pendurar máscaras de tecido confeccionadas por ela mesma, em uma espécie de varal em frente sua casa, para que as pessoas que precisarem, possam retirar seu item, ou então, fazerem a doação de materiais para que Mariana possa costurar mais máscaras.

“Quando as máscaras descartáveis começaram a ficar escassas no mercado, o ministério da saúde começou a incentivar o uso de máscaras de pano e, na hora, já pensei que nem todas as pessoas teriam condições financeiras de comprar máscaras para si e para sua família. Mesmo as máscaras mais acessíveis, para essas pessoas, podem estar fora da realidade delas”, comenta.

De início, a artesã tem usado seu material de trabalho que, segundo ela, não durará por muito tempo. Portanto, para que possa dar continuidade a ação, ela pede a colaboração com tecidos e elásticos, que podem ser depositados em uma caixa próxima ao portão, evitando assim, o contato físico.

Em média, dez máscaras são penduradas por dia. Ao repor o varal, Mariana publica as fotos em suas redes sociais e compartilha com os  amigos, para que repassem a informação.

“A ideia do varal é manter o afastamento social de maneira segura, além de fazer com que as pessoas não se sintam constrangidas em passar e pegar se precisarem. Sei que não tenho controle de quem retira, mas acredito que faço a minha parte com amor, e que essa ação fará com que as pessoas certas cheguem até o portão”, relata.

O marido de Mariana ajuda com a parte de cortagem do tecido. (Foto: Arquivo Pessoal)

Com a ajuda de uma máquina de costura trazida pela mãe, a produção de máscaras agora está mais eficiente. Além disso, junto a cada pacotinho, Mariana colocou instruções de como cuidar e usar o item de proteção.

“Aos que puderem e quiserem se sentir melhor, procure maneiras de ajudar as pessoas ao seu redor. Ofereça apoio ao vizinho idoso que mora sozinho, compre no mercadinho do bairro ou compartilhe boas notícias em suas redes sociais. Se você tem condições de comprar uma máscara, procure por artesãs da sua cidade ou bairro, elas estão batalhando também pra se reinventar nessa pandemia”, finaliza.

Ninguém nos preparou para viver em meio uma pandemia. Somos todos novatos nesse mundo que se apresenta. O tecido que você doa hoje pode proteger uma vida amanhã.

Serviço

O varal se encontra na Rua Marília, 133 – Vila Tabajara em Presidente Prudente.

Ao doar o tecido de algodão ou elástico, aperte a campainha para que Mariana possa coletar os itens.

Fique atento ao Instagram Dona Arteira Crafts onde Mariana atualiza a situação do varal solidário.


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

5/5 - (2 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui