Daguerreótipo! Calma isso não é uma palavra de outro mundo. Daguerreótipo significa aparelho que fixava imagens, realizando a reprodução fotográfica. Criado em 1839 pelos franceses Joseph Nicéphore Niépce e Jean Jacques Mandé Daguerre essa antiga máquina passou por revoluções e hoje cabe na palma da mão, item essencial na vida das pessoas do mundo inteiro. A câmera fotográfica.

A fotografia é ‘registrar um momento’. Quem é que não ama guardar uma recordação ou tirar uma self? Todos nós, não é mesmo? Por isso, a história inspiradora de hoje é sobre um dos maiores fotógrafos de Presidente Prudente: Paulo Miguel.

(Foto: Giovana Cabral)

Aos 13 anos ele ganhou a sua primeira câmera e desde esse momento a sua vida e amor pela fotografia só aumentaram.

“Minhas irmãs e eu ganhamos de nosso pai uma Olympus Trip, a primeira câmera da família. Essa câmera foi famosa nos anos 70, muitas famílias brasileiras tinham uma, e em casa eu fui quem mais gostou e se deu bem com a máquina fotográfica”, conta Paulo.

Paulo se tornou o fotógrafo oficial da família. Tinha um aniversário, um batizado e lá estava ele registrando o momento. Esse carinho se transformou em amor e Paulo Miguel se especializou.

Trajetória

Como fotógrafo profissional Paulo Miguel teve uma foto, importante, em sua carreira como fotógrafo. A foto chamada de “A Refém” ganhou o mundo.

“A Refém” – Foto: Paulo Miguel

“Eu estava a serviço do Jornal a Folha de São Paulo cobrindo um sequestro que começou em Goiás e só terminou no Paraná.  Os sequestradores se deslocavam com uma refém – uma jornalista – em um carro forte. Ao parar em um posto de combustíveis para abastecer, solicitaram alguém da imprensa para acompanhar o abastecimento e levar água e comida até o veículo. Eu e um cinegrafista topamos, e assim tivemos a oportunidade de fazer imagens bem próximas”, explica Paulo.

A foto teve muita repercussão na imprensa nacional e ganhou as páginas de jornais e revistas internacionais. 

Além de continuar no fotojornalismo, Paulo também trabalha com a fotografia publicitária. “Gosto também de trabalhos que apresentam desafios, porque isso sempre é instigante para o fotógrafo”, diz.

Uma paixão

A fotografia é uma visão do fotógrafo sobre o mundo. Paulo comenta o quão fundamental a existência dela para todos nós. “Sua capacidade de registrar, informar, propagar, conectar, mobilizar, e transformar as pessoas”, afirma.

O fotógrafo ainda deixa um recado para quem se interessa pela área. “Acho que como em qualquer atividade profissional, o conhecimento teórico e prático é fundamental. Estudar, pesquisar, se exercitar são iniciativas importantes para desenvolver a criatividade, manter a mente aberta e uma atuação pautada pela ética. Acho que de modo geral, é também preciso estar atento às novas demandas do mercado de trabalho”, finaliza.

Presidente Prudente é um celeiro de fotógrafos conhecidos, mas também tem espaço para os fotógrafos amadores que arrasam. Confira as fotos na nossas redes sociais. Facebook e Instagram


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E, se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui