Quem passar pela rua do lanchódromo vai poder apreciar lindos trabalhos em grafite. São desenhos com diversos significados, mas, principalmente, relembra o passado de Ourinhos com a pintura de uma fabulosa locomotiva. Nós, a Solutudo Ourinhos, descobrimos quem são os responsáveis e como foi todo o processo desta manifestação artística. Ficou curioso?

A vida

Um dos criadores do grafite é Conrado Zanotto, artista plástico e produtor. O jovem nasceu em Ourinhos e foi morar em São Paulo capital entre 2001 até 2020, ano passado voltou para a sua cidade natal.

É profissional da área de comunicação e marketing, possui diversos cursos com foco na arte e é o autor pelo projeto PONDER 70, iniciado na capital e hoje está presente em nosso município. Sua vida é dividir a rotina entre elaboração e formatação de projetos para editais, prêmios, salões de arte-galerias e loja de arte P70, o seu trabalho autoral em ateliê.

Conrado Zanotto. Foto: arquivo pessoal

“As minhas principais exposições são: Galeria Kogan Amaro, Museu de Arte Brasileira – MAB, Espaço BREU, Conjunto Nacional, MIS, SESI de Ourinhos, Galeria Artefato de Porto Alegre, Casa do México Benemérito Benito Juarez em Havana, Cuba, Museu do Café em Botucatu e Projeto Parede, no Museu de Arte Moderna – MAM”, conta o artista.

Um dos trabalhos de Conrado. Foto: arquivo pessoal

O Dope (nome artístico e para manter em segredo sua identidade, o nome social não será revelado) é quem foi o parceirão de Conrado no projeto do grafite. Nasceu e foi criado na terra do povo de coração de ouro e já residiu em diversas cidades, sendo Maringá o local que mais teve contato com grandes grafiteiros. É um rapaz com raízes no Hip Hop e procura manter esta essência viva estando presente com as pessoas da Velha Escola e da Nova Geração ourinhense.

Dope, o artista que não quer revelar o nome social. Foto: arquivo pessoal

Os seus trabalhos têm o foco em grafite de diferentes estilos de letras ou as personalizadas que são parentes dos traços de uma tatuagem. Além dos desenhos de personagens no estilo Cartoon.  

“Com toda certeza, os meus melhores trabalhos são o que fiz com o Grafiteiro Lukin de São Paulo, em dois sobrados um ao lado do outro em Maringá. Algumas letras em estilo Wild Style próximo à Praça dos Burgueses. E um dos grafites que me trouxe grande visibilidade foi um personagem na Vila Matilde, emendei vários cabos de vassoura um aos outros, usando apenas rolinho e látex.”, disse Dope.

O projeto

O grafite que trabalharam juntos é um projeto da Prefeitura Municipal através da Secretaria de Cultura. O nome é “Memórias de uma cidade paulista” por terem tido como base do projeto o livro “Ourinhos: memórias de uma Cidade Paulista” – Jefferson Del Rios.

O grafiteiro Conrado frisa que a ideia do nome veio de um artista que ele convidou para participar do projeto, o próprio Dope.

“É a busca pela conexão das pessoas com a história da cidade em que vivem e não teria nada melhor para representar Ourinhos do que os trens, a ferrovia”, exclama Dope.

Ao serem questionados sobre a sensação de estar fazendo parte deste projeto, as opiniões se igualam. O sentimento foi de alegria por reviver o passado da cidade e de gratidão ao escutar histórias de pessoas que passaram por ali, porque ao verem a locomotiva resolveram contar alguns momentos da vida relacionados com a ferrovia. É uma forma de manter viva a memória da cidade!

O grafite principal do mural.

Ourinhos

Os ourinhenses, como sempre, recebem de braços abertos qualquer trabalho cultural e manifestação artística. Por isso, Conrado deseja do fundo do coração que as pessoas amem aquele local. Inclusive, é um magnífico cenário para fotografias. #ficaadica aí, leitor!

Já o Dope é mais profundo em seus desejos. Ele tem a esperança de que as pessoas, ao olharem para essas pinturas, comecem a valorizar mais o grafite e o movimento de Hip Hop, porque, a cada dia que passa, mais jovens estão se integrando a esta vertente cultural. Muitas vezes é o seu trabalho diário, a fonte do sustento do dia a dia.

Além de ser uma forma de homenagem e agradecimento por todos aqueles que trabalharam e fizeram Ourinhos ser a maravilhosa cidade que é hoje.

“Devemos agradecer imensamente a todo serviço que nos foi prestado durante décadas e devemos agradecer os ferroviários por terem ajudado no desenvolvimento de milhares de cidades. O maior objetivo é homenagear todos aqueles que possuem memórias sobre a ferrovia, pois, observando o desenho, com certeza, conseguirá viajar ao passado através de suas lembranças”, finaliza Dope.

Prefeitura Municipal

O “Memórias de uma cidade paulista” faz parte do programa estadual Arte Urbana SP que tem como objetivo apoiar a realização de murais da arte urbana e a produção de galerias a céu aberto. É um incentivo e apoio para as técnicas gráficas da arte de rua executado por artistas individuais ou no coletivo em relevância ao cenário regional.

Além dos grafiteiros ourinhenses, o projeto teve um reforço mais que especial para a produção dos desenhos, os alunos de escolas municipais e os que são acompanhados pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

“Este trabalho artístico é um resgate da memória da cidade e traz mais vida para este espaço, que está sendo todo revitalizado e que se tornará mais uma atração turística de Ourinhos”, garante Vinicius Costa, secretário de Cultura.

E Conrado comenta sobre a importância da participação dos jovens no projeto. “Esse trabalho traz um sentimento de pertencimento para estes jovens, que vão ver o desenho delas no muro, além de estimular a criatividade e liberar em cada um deles um tipo de conhecimento que vai além do teórico, baseado na prática artística”, finaliza.


Você já visitou o mural? Se a resposta foi não, passe por lá a hora que puder. Contemple a arte dos nossos artistas locais e faça fotos por ali. Os desenhos darão um charme a mais em suas imagens.

E você sabe de algum outro artista que merece um maior reconhecimento? Conte para nós!

Aproveite para acompanhar os artistas nas mídias sociais: @_dope014 e @conconcon .

Não se esqueça da gente, hein: @solutudo.ourinhos !


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

Avalie este conteúdo

1 COMENTÁRIO

  1. Estou adorando esse movimento da arte em Ourinhos. Muito feliz pelas iniciativas e incentivo aos artistas.
    Vamos fazer uma grande exposição com os nomes de nossa cidade?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui