Ourinhos inteiro já foi uma fazenda. Uma informação que muitos já conheciam e tantos outros nem imaginavam. Mas cada fazenda teve o seu dono específico que suas ações proporcionaram o nascimento de cada bairro do município. São histórias peculiares que nos fazem compreender o porquê de o bairro ser de determinada maneira. E hoje você vai conhecer a história da Vila Christoni e da Vila Margarida.

Como tudo começou

Em 1909, a Estrada de Ferro Sorocabana acabara de se instalar na cidade e Ângelo Christoni comprou 50 alqueires de terra de Jacintho e Sá (o fundador de Ourinhos), 20 para si mesmo e 30 para o pai, Carlos. E a família começou a dedicar-se para a lavoura, fabricação de aguardente e ao comércio.

Em 1934, Ângelo já estava entre os comerciantes principais com o Bazar de Ourinhos: “artefatos de alumínio, louças, material elétrico, vidros em geral, brinquedos, moinho de fubá, fábrica de ladrilhos etc” – como foi divulgado em um anúncio no A Voz do Povo. O seu nome entraria para a história se não fosse um anúncio do seu fim.

Em 1938, o jornal publicou o anúncio: “Terrenos. De acordo com o decreto lei n°58 de 1º de dezembro de 1937 […] foram devidamente registradas as vilas denominadas Vila Nova e Vila Margarida, de propriedade de Ângelo Christoni […] Todos os interessados que desejarem terrenos por preços razoáveis, prestação sem juros, deverão solicitar informações à praça Mello Peixoto, 72”. Era o aviso da urbanização de uma nova área da cidade, a área que a família Christoni poderia conquistar a consolidação de seu nome.

Foto: livro “Ourinhos – Memórias de uma cidade paulista” – Jefferson Del Rios

Mesmo que nos três anos anteriores, em julho de 1935, o local era considerado muito distante e abandonado. Inclusive, foi “vítima” de uma crítica do mesmo jornal para a administração municipal da época: “Por que o Sr.Prefeito não presta um pouquinho de sua atenção para o bairro Vila Nova […] providenciando […] uma roçada em regra […] naquela pradaria de capim-amargoso?”.

O nome Vila Nova ficou marcado para as pessoas mais antigas e o que prevaleceu foi Vila Margarida. O bairro recebeu este nome em homenagem à Dona Margarida, esposa de Ângelo.

Família Christoni

Ângelo fez parte da direção local do Partido Republicanos, membro dissidente em 1921 que estava ao redor do coronel Tonico Leite e Jacintho e Sá contra a administração de Eduardo Salgueiro. Sua morte foi em 1957 com 80 anos.

Todos os seus descendentes e os do seu irmão continuaram a viver em Ourinhos, são numerosos e muito conhecidos. O seu filho Otávio foi inspetor de alunos no Instituto de Educação Horácio Soares e sua sobrinha, Isolina, casou-se com o ferroviário Antônio de Toledo Piza. São os pais do famoso comediante Ary Christoni de Toledo Piza, o Ary Toledo como é conhecido.

Ary Toledo. Foto: divulgação

Os bairros nos dias de hoje

Anos se passaram e o nome Vila Nova virou em Vila Nova Sá, o bairro Vila Christoni, ou ainda a inesquecível Barra Funda. Um bairro cheio de histórias sobre andarilhos, rixas futebolísticas, bares de figuras históricas, amizades entre vizinhos e muita religiosidade. É neste espaço da cidade que está instalada, há muito tempo, a igreja Capela do Sagrado Coração de Jesus que tem como sua Paróquia a de Nossa Senhora de Guadalupe, da Vila Perino.

Capela do Sagrado Coração de Jesus. Foto: Google Maps

É um bairro muito quieto, as casas, em sua grande maioria, são antigas e todos do bairro se conhecem. São poucos os sinais de comércio e empreendimentos particulares na Vila Christoni.

Já a Vila Margarida, que está um pouco à frente da Vila Christoni, é de ruas estreitas e um bairro lotado de casas. Há uma mistura de arquitetura antiga com a moderna e muitas casas de madeira. É um bairro agradável e singelo.

É o local onde abriga uma das melhores escolas de Ourinhos, o Colégio Pólis, também a escola estadual Esmeralda Soares Ferraz Professora, a igreja Paróquia São Pio X e o melhor sacolão que tem o nome de Doze de Outubro. Bem como a presença de uma esplendorosa praça, local que voltará, em breve, ser palco de manifestações artísticas regional.


Você conhecia a história destes bairros? Você sabe de mais alguma coisa? Alguma curiosidade? Conte para nós!


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui