A história de hoje, provavelmente, você já conhece o ourinhense. Mas para abrilhantar ainda mais a sua vida de fã, é a chance de ver a pessoa com outros olhos e sentir orgulho de acompanhar o cidadão nas mídias sociais.

Ele é Maikon Zambido, um jovem videomaker. O seu contato com o vídeo começou aos 11 anos quando editava músicas do rádio. Era uma mistureba de sons e utilizava de gravações das canções por fita tape. Antigo, né? Já os seus desenhos, iniciaram os destaques aos cinco anos, durante a fase de parquinho. E em 2013, iniciou aulas de teatro.

Foto: arquivo pessoal

Se considera um artista sensível e muito talentoso. Sempre desejou trabalhar com o audiovisual e em 2008 começou a ofertar diversão para os ourinhenses com vídeos no Youtube. A sua alegria era a produção de conteúdo com música, vídeo e desenho.

Praticamente, o canal era um depósito de vídeos experimentais com a participação de seus irmãos, o Luan, Jhessica e Jhenifer. O que ele queria era a liberdade de expressão e ser famoso. “Acho que eu consegui. Fui ao programa da Eliana no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT). Foi um dos meus grandes momentos da vida. Ali, eu vi um Maikon realizado. Não quero mais ser famoso, mas fico feliz quando meus vídeos atingem bons resultados”, explica Maikon.

Maikon em gravação do programa da Eliana. Foto: arquivo pessoal

Basicamente seus vídeos são de humor satírico e crítico com expressão criativa e experimentação cinematográfica. Ele busca ter um roteiro que mostre a sua visão particular de um artista nato.

O canal deu tão certo que ele tem seguidores em outros países. Foi com este reconhecimento conquistado em muito esforço que ele teve a oportunidade de abrir a sua própria empresa, a Zambmaker, e pôde trabalhar artisticamente em Ourinhos.

Foto: arquivo pessoal

“O meu trabalho é com produções de vídeos artísticos, comerciais, videoclipes, caricaturas, ilustrações, paredes de fiz e tudo que for relacionado com o meu canal do Youtube. São estas produções que geram a minha renda e os vídeos são para me satisfazer”, comenta o artista.

Da esquerda para direita: Maikon, Luan, Jhessica e Jhenifer. Seus irmãos. Foto: arquivo pessoal

As suas inspirações vêm do nada. Isso mesmo! Ele observa tudo ao seu redor, seja nas mídias sociais ou na sua própria família. O curioso é que ele ama assistir, assistir e assistis os seus vídeos para relembrar cada etapa dos processos. E é claro que tem que ele tem vergonha. É o “Jogos Mortais da Vida Real”, para ele, a sua atuação foi forçada e equivocada.

Em uma autoavaliação, ao olhar para o passado, ele é assertivo em dizer que passou por fases boas e gratificantes. Mas tem sempre os erros que nos trazem lições de vida.

“Acertei várias vezes. A paródia do “Justin Bieber” feito em animação, a “Do Maluco no Pedaço”, minha versão de “Dois homens e meio”, a paródia da música da Anitta, “Bang”, e um trailer de um filme imaginário do artista Kasinão. Errei em não dar continuidade no que eu acertei, explorar mais o que já estava em sucesso. Fiquei desatualizado. Mas ainda estou experimentando coisas novas e com mais foco no profissionalismo. Ourinhos aceita o meu trabalho e isso me deixa muito feliz”, fala Zambido.

O Maikon lá de 2008 que queria ser famoso, deve ser um jovem mega realizado. Tudo que ele fez foi notícia no SBT, Revista de Sábado (TV Tem), Tem Notícias (hoje é o TN1 e TN2) e no G1. E, agora, claro, na Solutudo Ourinhos. Para ele, os 15 minutos de fama foram sensacionais com a viralização do “Um caipira no pedaço”, o seu principal vídeo.

Por fim, a expectativa para o futuro é ser profissional cada vez mais com respeito e valorização. E produzir um longa-metragem. Já estudou muito sobre cinema, filme, fotografia, roteiro e busca por inspirações. Quem sabe, vem aí um longa com “meus desenhos, atuação, direção, fotografia e edição tudo por mim”, finaliza o artista.

Veja o vídeo de sucesso recente:


Você conhece o Maikon? Conte suas aventuras com o artista! E se souber de outra pessoa que merece a homenagem como o Zambido, conte para nós nos comentários.


LEIA TAMBÉM

–> Do Egito para Ourinhos: a vida e o sucesso do empreendedor Winston Khatchik Edirnelian em terras do povo de coração de ouro

–> São mais de 40 mil pessoas que Micaella Bergamini influencia para o bem em Ourinhos

–> Nataly Tanno é a ourinhense proprietária da primeira cozinha consciente do município


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Ourinhos e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Siga a Solutudo Ourinhos nas mídias sociais:

CLIQUE AQUI PARA O FACEBOOK!

CLIQUE AQUI PARA O INSTAGRAM!

Avalie este conteúdo

3 COMENTÁRIOS

  1. Sou fã desde meus 4 anos de idade, onde pedia pra ele fazer quadrinhos pra mim. Sem contar as aventuras de criança mesmo 😃 sucesso meu querido

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui