Um jovem universitário na Índia realiza o resgate de equipamentos médicos abandonados, de segunda mão, para doação dos materiais para quem necessita.

O estudante líder da iniciativa é Mohan Sudabattula, 23, atualmente coordenador do Projeto Embrace, criado em 2016.

Mohan Sudabattula, autor do Embrace, em visita a crianças de um orfanato indiano em 2017. (Créditos: Reprodução/ Projeto Embrace)

Com ações entre Índia e EUA, o Embrace é uma organização sem fins lucrativos que coleta cadeiras de rodas, andadores, muletas de segunda mão, fundas, aparelhos ortopédicos e equipamentos de reabilitação.

Para que, após serem limpos e reformados, sejam enviados para reutilização a fundações médicas necessitadas.

Idealização

Em 2006, quando tinha 10 anos de idade, Mohan e seus pais viajaram de Utah, sua cidade natal, até a aldeia ancestral de sua família na Índia.

Dentre todos os lugares visitados no país, o estudante pôde visitar um orfanato e uma escola para crianças deficientes.

Lá, ele teve contato a uma realidade cujos jovens com necessidades especiais não tinham acesso a equipamentos médicos adequados e improvisavam cadeiras de rodas com móveis de jardim e rodas de bicicleta para se locomover.


“Mas a maioria deles ainda estava rindo e sorrindo e feliz em nos conhecer”, diz Sudabattula

Na faculdade, Mohan compôs a tríplice da Universidade de Utah (política de saúde, biologia e filosofia) e participou como voluntário no departamento que que mede crianças deficientes para próteses no Shriners Hospitals for Children, em Salt Lake City.

O contato e a convivência lhe proporcionaram conhecimento da realidade e dos processos de construção dos equipamentos.

Dez anos depois, inspirado por essa situação, o estudante retornou ao mesmo orfanato para doar dezenas de cadeiras de rodas e muletas, criados pelo Projeto Embrace.

Doação

Ao todo, o grupo chegou a doar mais de 900 dispositivos médicos reformados para hospitais da Índia e dos Estados Unidos.

“Fundar uma causa em que todos se sintam bem vindos para contribuir pela saúde será sempre a maior decisão que já tomei como estudante”, explica Mohan ao contar sobre os desafios do projeto.

Em maio, voluntários do Embrace fizeram viajaram pela segunda vez à fronteira entre o estado de Utah e o Arizona para que pudessem doar equipamentos a um hospital rural de Navajo. (Créditos: Reprodução/ Projeto Embrace)

Ações como a do estudante nos mostram como é necessário estar atento ao nosso redor. Encontrar nos pequenos objetos, grandes oportunidades para ajudar ao próximo.

Fontes: SNB; Razões para Acreditar; Gazeta do Cerrado; Washington Post.


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui