Mayara, neta de seu Arnaldo Rodrigues de Oliveira Barros, ao ver a paixão do avô pela arte em geral, resolveu compilar todas as suas poesias e fazer um pequeno livro.

Arnaldo nasceu em Cafelândia, mas passou toda a sua infância e juventude aqui em Marília. Praticamente mariliense, também se formou aqui como contabilista. Ao decorrer dos anos, resolveu ir para São Paulo construir a vida.

Mesmo morando na capital, nunca perdeu o amor e o contato com a cidade da qual viveu.

A ideia do livro nasceu quando uma de suas netas (Mayara), decidiu ajudá-lo a organizar alguns documentos, arquivos, entre outros artigos pessoais de Arnaldo. Foi então que achou vários textos, as poesias e pensamentos. Decidiu prontamente que valeriam publicação.

A obra é direcionada a pessoas próximas. Alguns exemplares chegaram à Marília. Estão na biblioteca e com amigos da família.

Além de ser um livro muito especial e de uma história encantadora, possui uma poesia em homenagem à cidade do símbolo de amor e liberdade.

Fotos: divulgação

Marília

Eu te saúdo, sol da minha infância

Potente mãe da natureza

Tua glória é sempre eterna

São ricos diamantes de beleza

Sei que serão longos teus dias

Pois tudo a beleza te reserva

Símbolo de amor e liberdade

Pois quem te vê o amor conserva

Deixa-me soltar louvores

Ao céu que me deu bela cidade

Da vitória e paz cantar

Símbolo de amor e liberdade

Porque o ar aqui é puro

Parece que é Deus quem exala

Os campos se reverdecem

O céu parece opala

Aqui passei minha infância

E os memoráveis dias de outrora

Essa infância feliz e bela

Que muito além se desenrola

Conheci flores e um ar cheiroso

E meu coração palpitou enleio

Quero em horas de calmas

Do teu amor, morrer em seio

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você tem uma sugestão e quer ver ela ela aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui