“Sinto que é a minha missão”. Essas são as palavras que Érica Silva usa para descrever a importância do “Projeto Ponto e Vírgula” na sua vida.

A ação visa oferecer atendimento online gratuito para pessoas com depressão e outros transtornos psicológicos. Érica ressalta que o objetivo não é o diagnóstico, e sim uma ajuda humanizada.

“Nós queremos ajudar as pessoas a se sentirem melhor. É um conforto, uma palavra amiga nos momentos difíceis. E, sempre estimulando a busca por ajuda médica profissional”, explica.

Por meio das redes sociais, o grupo compartilha informações a respeito do tema e, em grupos fechados, cria círculos de conversa e partilha de experiências.

Foto: Arquivo Pessoal

“Para entrar no grupo, pedimos para que todos preencham uma ficha com informações básicas e um contato de confiança. Tudo isso serve para que possamos agir de uma forma segura e responsável caso haja alguma emergência”, afirma.

Além disso, também participam do grupo médicos psicólogos, psiquiatras e psicoterapeutas. “A ajuda médica é extremamente importantes. Fazemos questão de fazer todos os encaminhamentos, quando necessário”, reforça Érica.

Fora das redes, o projeto realiza ações pela cidade. No último sábado (29), participaram do Dia do Abraço Solidário no centro de Marília, distribuindo amor e solidariedade para quem passava por ali.

Sigilo e confiança

Um dos pilares do Projeto Ponto e Vírgula é o respeito. Segundo Érica, a confiança e o sigilo com cada pessoa é primordial. “Os relatos e palavras ditas ali ficam ali, somente. Nós respeitamos as diferenças e o momento de cada um”, aponta.

Funcionando como uma terapia compartilhada, o grupo já conta com centenas de pessoas. No entanto, em casos emergenciais, Érica também realiza atendimentos privados via WhatsApp e telefone.

Página do projeto no Facebook. (Foto: Reprodução/Facebook)

“Eu ajudo as pessoas e me curo ao mesmo tempo”

Hoje, Érica ajuda pessoas. Mas, antes, ela era quem procurava ajuda. “A cada vida que salvo, a cada pessoa que me agradece, sinto que estou, aos poucos, sendo curada também”, diz.

Diagnosticada com depressão em 2000, após a morte da mãe em um acidente de carro, Érica também tem uma longa história de luta e superação.

Por conta da aparência, sofreu bullying. Precisou lutar contra a anorexia. E conseguiu.

Na foto, Ione, Melissa, Érica, Paula e George. (Foto: Arquivo Pessoal)

Em junho de 2018, fez uma cirurgia bariátrica. E, a partir daí, as coisas foram piorando. “Fiquei muito mal depois disso, tive crises de pânico e fui diagnosticada com transtorno de ansiedade”, conta.

Na época, Érica trabalhava em uma rede de supermercados, no setor financeiro. A cobrança vinha de todos os lados e nada contribuía para sua melhora. Precisou sair do trabalho. E assim fez.

Conseguiu progredir com a sua melhora e foi além: resolveu usar sua experiência para ajudar os outros. “É o meu propósito nessa vida”, afirma.

“Eu já passei por coisas ruins. Mas quero usar isso para fazer o bem, para ajudar os outros. Sinto que essa é a missão que Deus me deu”, diz

Significado

Ponto e vírgula pode parecer apenas algo simples, um mero símbolo. Mas, na verdade, existe um projeto super importante por trás disso, que nasceu em 2013 nas redes sociais.

Chamado de Project Semicolon, o movimento quer trazer amor e esperança para quem tem tendências depressivas, suicidas ou a automutilação.

De acordo com Amy Bleuel, criadora do projeto, o símbolo tem um significado muito além do que se pensa.

Foto: Reprodução/Follow the Colors

“O ponto e vírgula é usado quando um autor poderia ter escolhido terminar uma frase, mas optou por não fazer, ele continua. O autor é você e a sentença é a sua vida”, explica.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, cerca de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo, doença que tem se tornado cada vez mais comum.

“A depressão se tornou a doença do século. A situação da cidade de Marília está crítica, somos o segundo município com o maior índice de suicídio no estado. Por isso que precisamos agir”, reforça Erica.

Confira essa e outras histórias da cidade no site da Solutudo Marília!


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui