Pela primeira vez, a cidade de Marília recebe uma programação inteira dedicada ao Hip Hop.

De 8 à 16 de junho, amantes e curiosos poderão conhecer mais sobre os pilares culturais que envolvem o ritmo: o breaking (a dança de rua), o grafite, o rap e o Djing (que compõe a música do movimento cultural).

grafite-casa-da-cultura-1
O grafite é um dos pilares do Hip Hop presentes na programação do evento. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Marília)

A 1ª Semana do Hip Hop Marília chega para mostrar que o interior também tem muito a acrescentar ao movimento. Com o apoio da Secretaria Municipal da Cultura, coletivos da cidade prepararam uma programação repleta de homenagens à história e ao presente do ritmo.

O objetivo é divulgar e incentivar a cultura Hip Hop através de palestras, shows, exposições, batalhas de dança e muito mais!

A entrada para todas as atrações é gratuita.

Confira a programação e não deixe de prestigiar esse rolê 🙂

08/06

Recreio Urbano 10 anos

  • Local: Examar
  • Entrada: 1kg de alimento ou agasalho
  • Facebook

10/06 a 12/06

Agenda de palestras na Fundação Casa/ Escolas Públicas/Casa do Pequeno Cidadão

13/06

Sarau de Homenagem a Velha Guarda do Hip Hop e Exposição de Vinil
Local: Biblioteca Municipal de Marília (Rua São Luis, 1295)
Horário: 19h

14/06

Batalha da São Rap

  • Local: Praça da Igreja São Bento
  • Horário: 16h às 22h
  • Batalha de Rimas – Presença do Bob13, Kant MC e BDA
  • Facebook

15/06

RapInBraza Celebration

  • Local: Praça do Costa e Silva (Rua Geraldo de Oliveira Berriel)
  • Horário: 14h às 22h
  • Presença confirmada Dom Black e MCS da Região
  • Facebook

16/06

NewOldSchool Hip Hop

  • Local: Praça ao lado Espaço Cultural
  • Horario: 15h às 22h
  • Presença confirmada da MC Gra e convidados

O Hip Hop

Quatro décadas atrás, nascia em Nova York um dos principais gêneros da música criados até hoje: o hip-hop.

Em agosto de 1973, no bairro do Bronx, o DJ jamaicano Kool Herc organizou uma festa que mudou os rumos da música para sempre.

Para inovar seus sets, Herc decidiu tocar apenas o instrumental e breaks das músicas de funk e soul da época, como James Brown, e James Clinton. Depois, os MCs começaram a acrescentar rimas às batidas, deixando as festas ainda mais animadas.

Desde então, a cultura hip-hop se transformou em uma grande potência da música, da dança, da arte e da moda.

Uma das músicas que ajudou o ritmo a ser exportado para os outros cantos do mundo foi “Rapper’s Delight”, do grupo Sugarhill Gang, lançada em 1979.


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo!E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui