Este conteúdo é um oferecimento UNIVEM, instituição referência em educação e que apoia as boas notícias de Marília.

A fundação do distrito foi feita por Bento de Abreu Sampaio Vidal, nas terras destacadas da Fazenda São Paulo. Se seguisse a ordem correta de nomes segundo a Companhia Paulistas de Estradas de Ferro, o nome seria “Nóbrega”, apenas.

Entretanto, tomaram o nome do Jesuíta – Padre Nóbrega, como é conhecida atualmente. Elevado como distrito de paz, no dia 08 de março de 1936 através da Lei nº 2.643.

Confira abaixo algumas fotos do passado que demonstram a pequenez e o jeitinho de acolhimento do distrito:

Máquina de café em Padre Nóbrega Foto: Acervo histórico do município de Marília
Granja em Padre Nóbrega Foto: acervo histórico do município de Marília
Fazenda em Padre Nóbrega Foto: Acervo histórico do município de Marília
Residência em Padre Nóbrega Foto: Acervo histórico do município

O distrito, ao longo dos anos, se tornou cada vez mais visível com a construção de chácaras ao seu redor, o que trás muitos moradores em finais de semanas e feriados prolongados. Além do mais, a construção dos bairros Montana, Maracá e Trieste Cavichioli, ao redor dos mesmos, foi o que mais fez com que a movimentação fosse reconhecida e boatos de que o distrito poderia vir a se tornar até mesmo um município.

Conhece o distrito há quanto tempo? Tem alguma história para nos contar? Deixe seu comentário aqui em baixo <3


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! Se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br.


Este conteúdo é um oferecimento UNIVEM, instituição referência em educação e que apoia as boas notícias de Marília.

8 COMENTÁRIOS

  1. Esqueceram de nomear as fotos, todas são da Família Cavicchioli, inclusive Triste Cavicchioli, citado no texto, aparece na segunda foto. Meu marido Rogério Cavicchioli, neto de Triste, gostaria de saber como conseguiram as fotos da família.

  2. Bom dia Cláudia na foto estão dona Rita mulher do Artur cavichioli,a menina loirinha da esquerda minha tia Ivani cavichioli e os meninos da esquerda são o Sérgio e o Hugo cavichioli filhos da dona Rita e do Artur cavichioli.
    Minha tia lembra da foto não e o Rogério não sou primo dele não éramos nem nascidos.

  3. Eu vivi minha infância e adolescência no Distrito, fui batizado, crismado e fiz catecismo e primeira comunhão. Joguei futebol.., Participei muito da vida religiosa da paróquia local. Retornei aos estudos já com 15 anos na 5a serie ,incentivado pela professora Irene Cavicchioli a quem tenho muita gratidao.
    Adoro esse lugar onde tenho muitos amigos e grande parte dos familiares.

  4. ….me formei em Direito e Engenharia de Produção; fiz concurso público e trabalhei 36 anos; hoje aposentado do serviço público, atuo como operador do direiro no TJ SP. Além de advogar nas áreas do trabalho e previdenciárias.
    Mas vou sempre as minhas raízes, meu Irmão “Miro Sigolini, tem um sítio num terreno de frente a penitenciária que era da família Cavicchioli.
    Tenho grande carinho por esse lugar. Gratidão..

  5. Verdade seu Trieste Cavicchioli aparece em duas fotos, a foto da Fazenda era do sítio que eu nasci e fiquei até os 16 anos, lugar lindo, eu amava!!! Família abençoada eu amava o sítio e a granja ❤️

  6. Boa iniciativa esta postagem e tenho sim algo a acrescentar.
    Na praça da igreja tem árvores que são verdadeiros tesouros da natureza e de muita beleza pelo porte e pela formação das raízes. O distrito se transformou após a instalação dos novos bairros do outro lado da pista e o movimento de pessoas e veículos já exige novos projetos para a melhoria dos acessos e do trânsito urbano.
    Excelente local para novos investimentos e novas empresas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui