O Museu da Diversidade Sexual de São Paulo abre suas portas para artistas interessados em fazer parte da III Mostra Diversa.

O evento é realizado a cada dois anos como forma de celebrar a diversidade e abrir espaço para novos artistas, novas propostas e experiências relacionadas ao tema.

As temáticas de 2019 conversam sobre expressões de gêneros, identidades e orientações.

A diversidade faz parte do tema das obras e também das técnicas utilizadas. Serão aceitas os mais diversos tipos de obras em papel, grafite, aquarela, pintura, colagem, desenho e fotografia.

O Museu da Diversidade Sexual está localizado na Estação República do metrô em São Paulo (Foto: Brunella Nunes)

As inscrições vão até o dia 14 de julho. Os trabalhos selecionados serão expostos na III Mostra Diversa em outubro desse ano.

O edital com todas as diretrizes para participar da seleção está disponível no site O Melhor da Cultura. O link para as inscrições pode ser acessado clicando aqui.

Não deixe de participar dessa linda manifestação da diversidade!

Museu da Diversidade Sexual

O Museu da Diversidade Sexual foi o primeiro equipamento da América Latina relacionada à temática. Criado em 2012, o museu é vinculado à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

A missão do espaço é preservar o patrimônio sócio, político e cultural da comunidade LGBT do Brasil.

Isso se dá através da pesquisa, salvaguarda e comunicação de referências que valorizem a visibilidade e a diversidade sexual. Como forma de contribuir para a educação e promoção da cidadania plena e de uma cultura em direitos humanos.

As atividades culturais, educativas e expositivas do MDS têm foco especialmente nas identidades de gênero, orientações sexuais e expressões de gênero das minorias sexuais.

Estabelecendo um espaço de convivência, manutenção da memória da população LGBT e potencialização de estudos acerca da diversidade sexual.

Apesar de representar uma parcela importante da sociedade (pesquisas apontam que 10% se identificam como LGBT), a população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros tem sofrido com a discriminação e violência ao longo do tempo.

Apesar do atual regresso em relação aos direitos da comunidade LGBT e sua invisibilidade, ela tem influenciado de forma marcante diversas manifestações artístico-culturais, como dança, música, literatura, artes plásticas e teatro.

Confira mais matérias sobre diversidade no site da Solutudo! 🙂


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana da sua cidade e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui