O maior bairro de Lençóis, e provavelmente o mais populoso, Maestro Júlio Ferrari carrega o nome de uma das figuras importantes na formação da cidade!

Na verdade, toda sua família moldou a história lençoense!

Províncias Geladas

O sobrenome corre por toda a Europa, sendo encontrada em diversos países, fruto da migração dos italianos que carregavam o sobrenome.

Surgindo inicialmente na península itálica, mais precisamente ao norte!

É de fato, conhecido por ser um sobrenome genuinamente europeu, e até mesmo, comum, de fácil encontrar de Portugal à Rússia!

Península italica de onde se atribui a origem do sobrenome.

Ferrari no Brasil

Os Ferrari lençoenses são um mistério histórico!

Não se sabe ao certo o porquê, nem quando embarcaram e vieram para o Brasil. Só se sabe que em 1890 já se encontravam em terras paulistas!

Júlio Ferrari, um maestro e professor italiano, decidiu mudar-se com sua esposa e filhos para nosso país e em pouco tempo começaram uma jornada atravessando todo o estado paulista.

Acompanhado de Thereza Ludigiane Ferrari e seus dois filhos Vitório e Henrique atravessaram diversas cidades da região até se estabelecer em Lençóis.

Em São Manuel e Jaú por exemplo, trabalharam como colonos em lavouras de café até decidirem mudar e se estabelecer permanentemente em nossa cidade.

Maestro Júlio Ferrari sentado à direita, de preto, no antigo Coreto da Concha Acústica com a Corporação Giuseppe Verdi, 1930.

Onde?

Se estabeleceram no bairro da Rocinha, onde tiveram suas lavouras e diversos plantios, de milho, feijão e até mesmo uvas, onde conseguiam produzir seus próprios vinhos!

Pouco tempo depois se mudaram para a região central da cidade, próximo a antiga “biquinha”

E ali foi lar da família por muito tempo.

Influência Musical

Após se estabelecerem na Rocinha os Ferrari logo iniciaram seus trabalhos musicais.

Com a fundação da Corporação Giuseppe Verdi em 1906, um grupo musical mantido em uma parceria do Maestro Julio Ferrari e a Prefeitura da época.

Em 1912 quando o Maestro e sua família se mudaram para o centro da cidade a Corporação teve a criação de um estatuto e finalmente um regime interno com posições definidas.

Na época nomes importantes de lençoenses pertenciam a banda: Bruno Brega, Benedito Ribeiro da Silva, Assad Tarabay, Pompilio Ghirotti, Eduardo Tonin, José Mazzeto, Ângelo Montali, Alberto Giovanetti, Emílio Ferrari, Segundo Ângelo Montali, Pedro Bernardo Dias, Henrique Ferrari e Manoel Duarte.

Todos membros de famílias pioneiras que ajudaram na fundação da cidade!

Amistoso entre Lençóis Paulista e Bocayuva (Macatuba), 1930, Família Ferrari fez parte do time.

O legado

O Maestro faleceu em 1934, deixando para trás sua esposa e seis filhos: Henrique e Vitório, que nasceram na Itália; e Emilio, Maria, Carolina e Odília, nascidos no Brasil.

E junto com ele se encerraram as atividades da Corporação Giuseppe Verdi.

Os filhos se espalharam pela região, em distintas cidades, profissões e estilos de vida, mas nunca abandonaram o amor pela música, como seu pai.

Emidio Ghiroti e Ermínio Ferrari, mantendo o legado do patriarca Julio Ferrari.

Os netos

O legado se estendeu tanto que os filhos de Henrico: Ermínio e Eugênio, o famoso Genião, e Lídio se tornaram influentes e presentes em diversos grupos musicais da cidade.

Ao lado dos primos, Emídio Ghirotti, filho de Maria Ferrari também buscava se manter na tradição musical do avô.

Em 1940 um grupo musical foi formado por membros da família, buscando manter a memória do avô intacta!

A banda formada na década de 1940, que membros da familia faziam parte.

Para sempre na boca do povo

Após anos a família Ferrari decidiu vender e lotear suas terras e hoje o que outra hora foi uma grande lavoura são bairros residenciais.

E ainda como homenagem póstuma o maior bairro da cidade, o Conjunto Habitacional Maestro Julio Ferrari carrega o nome do patriarca e ainda ruas que homenageiam grandes músicos lençoenses, lembrando a todos a importância da musicalidade para a família e o maestro!

Hoje a família, os descendentes podem afirmar que o maior legado dos Ferrari para Lençóis Paulista é apenas um, que foi construído com maestria: a música!

Qual outra família lençoense você quer ver a história contada aqui? Deixe aqui nos comentários!

#solutudodebom

Família Ferrari, 1940, ao centro, Josefina Tonin Ferrari com filhos, noras e netos.

Fonte de consulta e pesquisa histórica: Grandes Famílias de Lençóis e Macatuba – Projeto: Moisés Rocha, Texto: Marcos Paulo da Silva e Conceição Giglioli Carpanezi – Editora Folha Popular.

Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui